Manifestações reforçam tese do impeachment, diz Alvaro Dias | Fábio Campana

Manifestações reforçam tese do impeachment, diz Alvaro Dias

images

As manifestações deste domingo que levaram milhares de pessoas às ruas para protestar contra a corrupção e o governo foram um sinal claro de que, apesar do menor número de pessoas, houve um aumento dos que defendem o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Foi o que disse o líder da oposição, senador Alvaro Dias(PSDB/PR), em discurso no plenário, nesta segunda-feira(14/4).

“Não se iluda o governo porque esta manifestação defendeu com mais ênfase impeachment da presidente da República. A pesquisa Datafolha constatou essa realidade – 63% dos brasileiros opinam favoravelmente à instauração de um processo de perda de mandato. Portanto, não há por que ignorar esse apelo e essa aspiração popular”, disse.

O senador também destacou que, se antes achava que a oposição não deveria participar dos protestos para que a manifestação fosse uma força das ruas – e apartidária, agora mudou de ideia. “A população que vai às ruas cobra a presença das lideranças políticas, portanto, não há razão para nossa ausência nas manifestações. Nós devemos comparecer aos protestos, até porque vemos nascer nas ruas uma nova nação, mais consciente e politizada, que sabe o que quer, que busca mais do que pede, e que exige mudanças radicais para melhorar o Brasil”, destacou.

Para Alvaro Dias, o governo não tem oferecido respostas à sociedade, motivo pelo qual a insatisfação tem aumentado. Mas,segundo ele, o Congresso também precisa contribuir e dar respostas. O senador defendeu a votação da PEC de sua autoria que reduz o número de senadores de três para dois por estado. A proposta também reduz em 20% o número de deputados federais.

As medidas diminuiriam as despesas do Legislativo e dariam mais legitimidade e representatividade ao Poder Legislativo: “Nós pretendemos ter um Legislativo mais enxuto, mais econômico e mais qualificado, valorizado, certamente mais respeitado pela população. Essa redução não compromete a democracia. Nós não estamos propondo a extinção dos instrumentos democráticos a serviço da coletividade. Estamos, ao contrário, pretendendo valorizá-los”.


12 comentários

  1. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 13 de abril de 2015 – 19:24 hs

    Puxa vida,um politico que passou a vida lutando pela legalidade,depois de velho da essa guinada golpista.
    Quer dizer que tudo que disse ,tudo que escreveu era mentira,que ele é também um politico como outro qualquer,então temos que dar razão aos fatos que senador só serve para encher o saco.

  2. Beatrix Kiddo
    segunda-feira, 13 de abril de 2015 – 20:45 hs

    O Álvaro está vendo chifre em cabeça de cavalo, com certeza achou também pelo em ovo. O Álvaro até parece o Aparecido, só vê o que lhe interessa ver.

  3. segunda-feira, 13 de abril de 2015 – 21:32 hs

    Este cara é muito idiota. Vários juristas renomados afirmaram que não há embasamento jurídico para o processo de impeachment.Pois não há evidências de crimes cometidos pela presidenta neste mandato, se houvesse evidências de crime o procurador Janot teria solicitado a abertura do processo. Este PSDB não aceita a derrota, pelo fato de perder a eleição para uma mulher, ex guerrilheira, de origem da classe média. Estive em João Pessoa passando o feriado , o avião estava lotado na ida e na volta, os hotéis estavam cheios, o desemprego é baixo no Brasil inteiro. Portanto esta oposição liderada por este Sr é muito incompetente, pois nos últimos 12 anos não conseguiu realizar um projeto viável para o Brasil. Veja o Paraná: o Beto quebrou o estado….a evasão no ensino médio é a maior da história…a corrupção está solta. Veja São Paulo: a crise hidrica é uma vergonha….a saúde pública é um caos, com a dengue matando pessoas, como se os cidadãos vivessem na àfrica….na época do governo do Àlvaro Dias o PR passou uma crise sem precedentes. Ele ajudou a quebrar o banestado….bateu em professores e em trabalhadores…portando não tem moral para falar de ninguém, pois tem telhado de vidro.

  4. tadeu rocha
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 8:53 hs

    senador TUDO ISSO É UMA REALIDADE, 62%, SÓ QUE NÃO SAI DISSO, HOJE NO RADIO COM RICARDO B….SAIU UMA PESQUIZA QUE É DE CHORAR, TANTA PALHAÇADA,

  5. BigPeter
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 8:56 hs

    Impeachment, e cadeia para todos os envolvidos, caro Senador Dias.

  6. Geraldo Martins
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 10:11 hs

    MEUA CARO ALVARO DIAS SOU SEU ELEITOR E SEU CABO ELEITORAL EM VARIAS OPORTUNIDADES, MAS QUERO TE DIZER UMA COISA: ESSA OPOSIÇÃO DO PSDB NÃO ASSUSTA NINGUÉM… VOCEIS ESTÃO DEIXANDO A DESEJAR, TÁ NA HORA DE ATITUDES E NÃO DE BLA´BLÁ CHEGA.

  7. Johan
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 10:21 hs

    Caro FÁBIO, o nobre SENADOR ALVARO DIAS, está vendo e ouvindo as manifestações das ruas. Está se preparando para ir de encontro aos manifestantes. O SENADOR por ser TUCANO e como membro do grupo está sempre em cima do muro, independente do lado em que está o muro. O BRASIL carece de lideranças. O BRASIL está passando por um momento em que a população está assumindo o país, de volta, visto o caos em que os membros, dirigentes, filiados e bate-paus da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA nesses últimos 12 anos, conduziram a economia e ao esgarçamento do tecido social, propondo a separação de todos dentro da sociedade. Todos os políticos eleitos, no exercício do mandato estão amarelados, acadelados com essas manifestações, pois isso não faz parte das boas idéias geradas pelos mesmos, ou também por estarem comprometidos com as falcatruas que irão aflorar nos próximos dias. Os políticos estão com suas ações congeladas. Quanto a redução de políticos é oportuna a sugestão, porém entendemos que se faz necessária com mais determinação a redução do número de assessores parlamentares em 50,0%. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a mobilização dos CAMINHONEIROS e proponho a RENÚNCIA JÁ, da DILMA, agora no poder, para evitar que cometa maiores VEXAMES e VERGONHAS a praticadas contra a sociedade brasileira. Atenciosamente.

  8. vilson
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 13:05 hs

    sempre ciscando

  9. Jair Pedro
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 13:25 hs

    Se em cada 10 brasileiros, apenas 05 conhecessem quem foi Dilma no passado, ela jamais teria sido elegida, já em 2010.
    Quem de fato conhecesse ou conhecer sua verdadeira história, jamais teria votado nessa pessoa que vive dizendo que “não sabia”, e nessa balada vai enganando os brasileiros.

  10. BigPeter
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 13:53 hs

    A petezada tá toda ouriçada. Tá vendo a cada dia que passa, que a boquinha, a tetinha tá encolhendo e vai secar.
    Essa petezada vagal, aquela de primeiro, segundo, terceiro e quarto escalão, vai tudo pra cadeia.
    Os demais, pobres inocentes úteis, vão ter que começar a trabalhar. Muitos deles, jamais trabalharam um dia sequer na vida.
    Mas antes tarde, do que nunca, né cumpanherada…

  11. terça-feira, 14 de abril de 2015 – 14:13 hs

    VAMOS AOS FATOS;;;;;DIZEM QUE FOI 700 MIL PESSOAS NAS MANIFESTAÇÕES NO BRASIL….QUE É UM PAÍS DE 200 MILHÕES DE PESSOAS..RESUMINDO…NAO DEU NEM 1%
    ,,,E TEM MAIS OS TRES COMANDANTES DAS FORÇAS MILITARES DECLARARAM EM ALTO E BOM SOM…NÓS NAO QUEREMOS …DAR GOLPE..NEM ASSUMIR ..ENTÃO ;;SE Á SENHORA DILMA FOI ELEITA DEMOCRATICAMENTE……PAREM DE ENCHER O SACO;;;;///////////////////////////////////////////

  12. TARZAN
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 17:00 hs

    Pedro Girardi, vá prá Cuba também!!!!!!!!!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*