Saideira | Fábio Campana

Saideira

tt
“Quem tem um ministro desses junto à Presidência, não precisa de oposição”. Essa é a visão da maioria dos integrantes do núcleo político do Planalto sobre o documento analítico feito pelo ministro Thomas Traumann (Secom), metralhando o governo – e especialmente sua comunicação. E acham que é a saideira dele: depois da posse, ele avisou a Chefe do Governo que queria sair e ela pediu para ficar. Mais: há quem aposte que teriam colaborado com a ideia o ministro Ricardo Berzoini, das Comunicações e Franklin Martins.

Quando soube – e depois, leu – do documento analítico de Thomas Traumann (Secom), a presidente Dilma bateu na mesa, levantou, andou e despejou todos os palavrões que conhece. No primeiro governo de Lula, o assessor Bernardo Kusinski fez alguma coisa parecida, mas de menor violência e deixou o Planalto.


3 comentários

  1. Juca
    quinta-feira, 19 de março de 2015 – 21:32 hs

    É o (des)governo se desintegrando!

  2. deputado
    quinta-feira, 19 de março de 2015 – 23:12 hs

    O Thomas causou mais um Traumann para o governo dos aloprados.

  3. MANOEL BOCUDO.
    sexta-feira, 20 de março de 2015 – 9:14 hs

    COMO DISSE O DEPUTADO MENDONÇA FILHO DO DEM, “O GOVERNO NÃO PRECISA DE OPOSIÇÃO, ELES CRIAM UM ESCÂNDALO POR DIA”. A BASE ALIADA ESTÁ DE RESSACA, TODO DIA TEM DOR DE CABEÇA PARA A DILMONA. COM MINISTROS DESTE QUILATE É MELHOR DORMIR COM O INIMIGO. E PENSEM BEM, TEMOS 39 MINISTÉRIOS. IMAGINA.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*