Ministério Público denuncia Nelson Justus e mais 31 funcionários da Assembleia | Fábio Campana

Ministério Público denuncia Nelson Justus e mais 31 funcionários da Assembleia

nelsonjustus
O deputado Nelson Justus e 31 funcionários do gabinete do ex-presidente da Assembleia Legislativa foram denunciados pelo Ministério Público, em 350 páginas que descreve crimes de formação de quadrilha, peculato, desvio de dinheiro e nomeação indevida de comissionados no gabinete da presidência, além de funcionários fantasmas. As informações são do G1 Paraná, divulgadas no jornal da RPC, 2ª Edição, que obteve a informação com exclusividade no Ministério Público.

Nelson Justus, recém eleito presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, não quis dar entrevista à imprensa.


26 comentários

  1. Juca
    terça-feira, 10 de março de 2015 – 19:51 hs

    Até que enfim o palmiteiro de Guaratuba vai ter de se explicar na justiça. Demorou demais.

  2. FELIPE
    terça-feira, 10 de março de 2015 – 20:02 hs

    Assembléia do Paraná, que era presidida pelo atual deputado federal, um dos mais votados…Valdir Rosoni (PSDB), mantinha funcionários fantasmas, desviava dinheiro? Isso ta até parecendo manchete de politico do PT. Estranho né? acho que o Ministério Público esta equivocado, não acham? Onde já se viu um sr° com tamanha idoneidade cometer este tipo de crime.
    E quanto ao Nelson Justus, hum, vejamos, já era de esperar né, convenhamos.

  3. Beto Guiz
    terça-feira, 10 de março de 2015 – 22:10 hs

    Cadeia ladrão vagabundo.

  4. Roberto Santos
    terça-feira, 10 de março de 2015 – 22:42 hs

    A Assembléia do Paraná é a nossa Petrobrás. As viúvas do AK continuam numa boa. Delegados, cartórios,TC,etc nas mãos deste pessoal. Muda Paraná, muda Brasil. Cadeia pra esta turma. poe que só o Bibinhow

  5. Flávius
    terça-feira, 10 de março de 2015 – 22:49 hs

    Pois é, recém eleito presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia… eleito por quem mesmo? Ah, por seu pares ou melhor, seus semelhantes, iguais, idênticos, tais… pois é, na ALEP está provado que ninguém é diferente de ninguém: tudo ou melhor, “todos” pelo dinheiro do povo. Melhor prestar atenção minha gente, porque o saco do povo está estourando e quando isso acontecer…

  6. cap. nascimento
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 8:40 hs

    O Nelson Justus parece fisicamente com uma ave de rapina…a semelhança não é mera coincidência.

  7. Amastrogildo
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 8:44 hs

    Chefe da Quadrilha e CORRUPTO !!

  8. COMANDO
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 9:09 hs

    Vamos explica-se…

  9. marcello
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 9:11 hs

    Tenho uma enorme preguiça de comentar algo sobre este nobre senhor.

  10. CAMPAGNOLI
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 9:41 hs

    ESTE SERIA UM BOM PREFEITO PARA CURITIBA E TENDO COMO VICE ALEXANDRE CURI, JÁ QUE O POVO GOSTA DE SER COMANDADO POR ESTAS PESSOAS.

  11. AFANAZIO
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 10:06 hs

    viiixiiii

  12. CasaGrande
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 10:22 hs

    Que VERGONHA crime de formação de QUADRILHA !!

  13. jose carlos pinto
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 10:24 hs

    OS FANTASMAS DA ALEP COMO FICAM, O PARANÁ TEM MUITAS MANCHAS E ESSE JUSTUS FEZ MUITAS MARACUTAIAS NA ALEP. VAMOS VER SE CASSAM OU O CORPORATIVISMO VAI FUNCIONAR ENTRE OS NOBRES PARLAMENTARES, E O POVO VAI FICAR COM NARIZ DE PALHAÇO COMO SEMPRE

  14. Kátia Flávia
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 10:51 hs

    Foi Justus !!!!

  15. Luis Silva
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 12:19 hs

    Pessoal o que tyodos não sabem é sobre o Sergio Monteiro, grande articulador de todas a falcatruas da ALEP, além de roubar, ficar com uma grande quantidade de cartões de funcionários da presidencia, ainda distribuiu dinheiro para eleger o seu filho Sylvio Monteiro vereador em São José dos Pinhais. A

  16. Luis Silva
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 12:22 hs

    Pessoal o grande bandido ai chama-se Sergio Monteiro, roubou enriqueceu e desviou muito para eleger seu filho vereador em São José dos Pinhais. Filho de pescador ele tem vergonha de divulgar sua origem, hoje mora em uma mansão no parque Barigui e está tentando eleger o filho prefeito de São José dos Pinhais. Sergio Monteiro e seus parentes, os maiores ladrões da Assembléia Legislativa do estado.Bandido bem maior que todos citados no processo, rouba, deve e não paga e ainda responde um processo antigo do IPEM, onde meteu amão nos anos 90.

  17. PARANA NETO.
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 12:34 hs

    …Que injustiça …um home bããããããõoooo….
    …E o Sérgio chefe de gabinete…otro home bããããããããõooo…
    …Tudo calunia…e a justiça vai responder por essas ilações contra
    dois homens públicos exemplares…provem!!!.parem de caluniar!!!!!

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!

    PN.

  18. aliado
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 12:35 hs

    Oh;descubriram tarde de mais pois é aliado do Beto richa
    E OLHA QUE FOI POSTADO NESTE BLOG. QUE O ”justus
    ” e os fantamas mas votarm nele e nos que samos culpados
    eu tu ele ela nos vos e eles(as);viva a ladroagem impuni.

  19. augusto palhares
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 12:54 hs

    isso porque ainda não divulgaram quanto ganharam esses funcionarios fantasmas na URV….tem gente ali que com 3 anos na Alep recebeu mais de 100 mil…..

  20. José de Arcangello
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 14:03 hs

    Como um cidadão deste tipo pode ser o Presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia, todos os colocaram lá deveriam serem investigados; Isto é igual ou pior do que os rombos da Petrobras.

  21. Aldair
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 14:14 hs

    Os deputados estaduais passam a ter uma grande chance de fazer justiça e pedir a cassação deste senhor. E se houver algum deputado que pense contrário ao pedido de cassação que vá até a tribuna e faça a defesa do colega Nelson Justos. Eu quero ver quem a coragem defender um camarada que aumentou a quantidade de assessores só do gabinete da presidência da Assembléia de 21 para 381 assessores, elevando os gastos deste gabinete de 83.000,00 para 1 milhão. Reforçando: isso aconteceu no gabinete da presidência sem contar os gastos dos outros 53 gabinetes à época. Será que algum corajoso ou louco sairá em defesa do nobre deputado. Tem que acontecer imediatamente a retirada deste chefe de quadrilha (segundo o MP) de todas comissões que ele participa na Casa de Leis e o pedido sua cassação como resposta a este desvios de dinheiro público ao qual o Ministério Público constatou.

  22. AUGUSTO SOLDA
    quarta-feira, 11 de março de 2015 – 19:39 hs

    ACHO POUCO CADEIA PARA ESTES VAGABUNDOS,

    acho pouco cadeia pra estes vagabundos,deveria ter penas bem maiores, bibinho, justus e outros politicos de pequenas cidades do interior tambem participaram destas roubalheiras.e estao com suas empresas de lavagem de dinheiro. gostaria .. esse estado fosse passado a limpo. Acho vergonhoso que esse mesmo homem preside a CCJ .Muda parana comecando poelo governador.

  23. Ana Maria
    quinta-feira, 12 de março de 2015 – 12:03 hs

    Esse calhorda está parecendo dona de bordel, com esse cabelo ruivo, cara de safado, ladrão. Porque depois de roubar tanto dos paranaenses, não vai montar um bordel em Serra Pelada? Lá é o lugar de gente como ele. No meio de garimpeiros bons de briga, quem sabe encontre um valentão que dê um tiro na cara dele.

  24. Laertes
    quinta-feira, 19 de março de 2015 – 19:41 hs

    so gostaria de saber da lista completa dos envolvidos ,pois ja falaram que tem muitos nomes de Matinhos ,mas nimguem divulga estes nomes .

  25. eliana
    domingo, 22 de março de 2015 – 17:59 hs

    BANESTADO. …Maior crime financeiro do Brsil. Pior que o caso Petrobras. Yossef: companheiro de ambos. JUSTOS nunca soube de nada.

  26. jose francisco rudollf
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 16:34 hs

    que homem SANTO, meu Deus!!!!! que vergonha para o Paraná, para o Brasil para a OAB..

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*