Gaeco investiga esquema em licitação de obra do Tribunal de Contas | Fábio Campana

Gaeco investiga esquema em licitação de obra do Tribunal de Contas

Segundo Gaeco, do Ministério Público, há provas apontam para articulação entre empresários e servidores em licitação que é alvo de investigação. Mensagens de texto, gravação em telefones celulares apreendidos e documentos apontam para uma suposta articulação entre empresários e servidores na licitação do prédio anexo do Tribunal de Contas (TC) do Paraná. Entre as provas apresentadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) à Justiça está uma conversa gravada pelo filho do proprietário da Sial Construções Civis Ltda, Pedro Henrique Rossi, em que ele pede, em uma reunião, para que um concorrente desista da licitação – ao fim, a Sial foi a vencedora. O rapaz usou o celular como gravador e registrou a reunião em 29 de janeiro. Ele deixou o arquivo no telefone apreendido.


6 comentários

  1. ex-funcionário
    quarta-feira, 25 de março de 2015 – 3:17 hs

    Esse TC/PR só me dá alegria… rsrs..

  2. Vigilante do Portão
    quarta-feira, 25 de março de 2015 – 7:33 hs

    Enquanto isso, em um conglomerado qualquer, divulgam imagens do momento do flagrante da entrega do dinheiro (R$200 mil), SEM DIZER que o fato ocorreu em meados de 2014.

  3. Juca
    quarta-feira, 25 de março de 2015 – 8:03 hs

    Mas o corrupto não é o Governador?

  4. COMANDO
    quarta-feira, 25 de março de 2015 – 8:43 hs

    Por na cadeia estes safados…

  5. tadeu rocha
    quarta-feira, 25 de março de 2015 – 9:36 hs

    GAECO, VOCÊ É MUITO BOM,, SE INVESTIR NESSE GAECO, MAIS ELES SÃO MUITO BONS COM CERTEZA.

  6. Tio Araquari Jr.
    quarta-feira, 25 de março de 2015 – 18:06 hs

    E o empreiteiro corrupto não serve para o TC mas serve para o TJ? Vai entender esse país.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*