Em época de greve, Prefeitura posta imagem de enfermeira assassina e revolta profissionais | Fábio Campana

Em época de greve, Prefeitura posta imagem de enfermeira assassina
e revolta profissionais

postagem - pref. saúde
da Rádio Banda B:

Uma publicação da página do Facebook da Prefeitura de Curitiba, a conhecida “Prefs”, gerou polêmica nas redes sociais neste final de semana. A imagem, postada no sábado (28), mostra a personagem Elle Driver, do filme “Kill Bill”, vestida de enfermeira com a legenda “Elle não trabalha no sistema de saúde municipal”, enquanto divulga alguns números relacionados aos investimentos na área.

Muito internautas e profissionais da saúde se revoltaram com a menção à personagem na foto divulgada – Elle é uma das assassinas que trabalha para o esquadrão de extermínio do vilão do filme. Na tarde desta segunda-feira (30), o Conselho Regional de Enfermagem no Paraná repudiou a ilustração em nota publicada no site por considerá-la ofensiva.

“A autarquia condena o uso de qualquer imagem desvirtuada e de mau gosto que faça analogia à categoria muito bem representada por Florence Nightingale [enfermeira britânica que ficou famosa por ser pioneira no tratamento a feridos de guerra] e Anna Nery [pioneira da enfermagem no Brasil]”, declarou a nota do Coren.

Outro fato que chamou a atenção dos internautas é que a publicação foi feita em um período delicado para a saúde municipal, já que os servidores haviam anunciado que entrariam em greve a partir desta segunda.

Após a polêmica, a “Prefs” apagou o post e divulgou um pedido de desculpa, que pode ser conferido abaixo:

“A Prefeitura de Curitiba vem respeitosamente reiterar seu respeito e admiração pelos 7.500 profissionais de saúde que prestam inestimáveis serviços à população curitibana.

Esclarecemos que uma peça publicada recentemente pela nossa equipe, fazendo menção à enfermeira Elle, do filme Kill Bill, buscava justamente estabelecer a diferença ética e moral que separa a vilã do filme da conduta exemplar dos profissionais que atuam na rede municipal de saúde de Curitiba. Tal diferença estava exposta na legenda “Ellie não trabalha no sistema municipal de saúde”. Entendemos, no entanto, que a recepção da mensagem causou desconforto entre os profissionais e, justamente por isso, optamos por excluir a postagem em questão.

As mídias sociais da Prefeitura de Curitiba têm como premissa básica a aproximação entre o município e as pessoas que o fazem ser tudo aquilo que nele admiramos.

Lamentando que a mensagem em questão não tenha cumprido tal objetivo, deixamos nossa sincera retratação com todos os 7.500 profissionais cuja missão pretendemos sempre exaltar e valorizar.

Os profissionais da área da saúde são representados nas mídias sociais da Prefeitura de Curitiba com respeito, zêlo e admiração.


5 comentários

  1. Vigilante do Portão
    terça-feira, 31 de março de 2015 – 15:43 hs

    Quem foi o … que mandou postar essa foto?

  2. Deputado
    terça-feira, 31 de março de 2015 – 17:37 hs

    Que papelão!

  3. Maria Luíza
    terça-feira, 31 de março de 2015 – 17:41 hs

    A Prefeitura vive seu pior momento da história. Trabalho na FAS na regional Pinheirinho e aconteceu algo inacreditável… A superintendente da FAS nomeou sua irmã como chefe de núcleo da regional Pinheirinho( isso que a moça é servidora nova na prefeitura). Há pouco tempo esta superintendente tinha nomeado sua esposa como diretora de departamento. È o nepotismo na cara dura. Não consigo acreditar a cara de pau deste povo. Tantos servidores competentes, precisa ser sempre a mulher , o parente do chefe????????????? ValhameDeus

  4. Mírian Waleska
    terça-feira, 31 de março de 2015 – 18:02 hs

    Nossa, muito inteligente esse pessoal da prefeitura de Curitiba, foi de uma delicadeza sem precedentes a postagem dessa imagem, e eles recebem para isso?

  5. De olho nas notícias!
    terça-feira, 31 de março de 2015 – 18:27 hs

    A administração municipal deveria, no mínimo, desativar esse tal “Prefs” da página na internet. Não é a primeira vez que tem que retirar alguma publicação por causar polêmica. E as que circulam são de uma falta de criatividade e de um tremendo mal gosto. Em tempos bicudos de popularidade, deveriam rever o que publicam.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*