Investigação de políticos deve ser igual a de traficantes, diz Moro | Fábio Campana

Investigação de políticos deve ser igual a de traficantes, diz Moro

sergio moro
O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal, disse nesta segunda-feira, sem citar o escândalo envolvendo os desvios de recursos da Petrobras, que políticos desonestos têm vantagens sobre políticos honestos e, por isso, é sempre preciso rastrear o dinheiro movimentado ilegalmente para “se chegar ao chefe”. Numa aula sobre lavagem de dinheiro na Escola da Magistratura Federal do Paraná, Moro afirmou que, nesses casos, a investigação contra políticos deve ser tal qual se faz contra chefes de tráfico de drogas: é preciso seguir o “velho conselho norte-americano” se quiser chegar ao chefe “follow the money“, ou “siga o dinheiro”.

Nesta terça-feira, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, vai enviar ao Supremo os pedidos de abertura de inquéritos contra políticos e pedirá o fim o sigilo das investigações da Operação Lava-Jato contra algumas autoridades suspeitas de integrar o esquema, o que deve ser feito pelo relator do processo, o ministro Teori Zavascki, alguns dias depois.

– Numa democracia, o político desonesto tem vantagens que um político honesto não tem ao usar dinheiro de origem ilícito para ganhar apoio popular para suas ideias – disse Moro.

Para o juiz, se as investigações não forem suficientes para punir o chefe do crime, é preciso fazer com que ele fique sentado sobre o dinheiro sujo e não consiga usar para nenhuma finalidade.

Moro lembrou que as lei que punem a lavagem de dinheiro, no mundo todo, são novas, surgiram a partir da década de 80 (Brasil, é de 1998), e apenas a sanção privativa da liberdade não é suficiente.

– É preciso privar o criminoso do “produto” de sua atividade. O crime não deve compensar – assinalou.

Moro explicou que raramente os chefes estão diretamente envolvidos nos atos criminais mais básicos, pois ele é o último beneficiário da atividade criminosa. Por isso, acrescentou, é preciso seguir o “velho conselho norte-americano” se quiser chegar ao chefe “follow the money”, ou “siga o dinheiro”.

– Fatalmente o dinheiro vai chegar em quem tem o poder de controle sobre o grupo criminoso.

O juiz lembrou que o “lavador” de dinheiro tem sido um terceirizado profissional, que “recebe informações ótimas sobre origens e destino do dinheiro”.


7 comentários

  1. FUI !!!
    quarta-feira, 4 de março de 2015 – 5:07 hs

    Os escandalos aqui no Brasil jamais teve um combate tão sério
    de juizes como Joaquim Barbosa e atualmente Sérgio Moro. Deve es-
    tar sofrendo uma pressão insuportável por todos os lados mas a per-
    seguição e lisura deste juiz pode ser considerada ímpar e implacável
    contra os corruptos. Tenho orgulho deste cidadão.

  2. VISIONÁRIO
    quarta-feira, 4 de março de 2015 – 6:06 hs

    O Brasil aguarda ansiosamente o desfecho do Lava Jato. Precisamos
    passar tudo a limpo, precisamos ver o Lula e curriola na cadeia !!!

  3. Zé Venancio
    quarta-feira, 4 de março de 2015 – 7:16 hs

    Pelo que podemos acompanhar, tudo o que os corruptos e corruptores do caso Lava a Jato não queriam, era um juiz como Moro e sua equipe à frente das investigações e nos seus calcanhares de maneira implacável.
    No velho oeste, penso que Moro poderia ser comparado ao personagem dos quadrinhos Tex Willer, que não dá sossego aos criminosos, colocando-os na cadeia, enviando para a forca, ou os justiçando com os revólveres mais rápidos do oeste.
    A vantagem do Moro real, é que já passou por diversas tentativas de desqualificação de seu valoroso trabalho, seja por líderes políticos de vários partidos, seja por advogados dos acusados, tentando transferir o centro das investigações para outros estados.
    Por tudo isto, Moro passou incólume, mantendo sua têmpera inflexível, levando a cabo seu ofício.
    Dessa justiça dá orgulho!

  4. Kátia Flávia
    quarta-feira, 4 de março de 2015 – 8:43 hs

    Correto, pois são seres da mesma espécie, TODOS CRIMINOSOS !!

  5. willian
    quarta-feira, 4 de março de 2015 – 9:44 hs

    Sera que chega no filho do Lula, aquele que ganhava R$ 1.200,00 por mes no zoologico de São Paulo antes do pai ser presidente e agora é multimilionário ou até bilionário.

  6. TARZAN
    quarta-feira, 4 de março de 2015 – 16:29 hs

    Que ironia do destino, a estrela do PT nº 13 não está brilhando pelo
    céu BRASILEIRO, o juiz Sérgio Moro da 13ª Vara Federal está apagando esse brilho de sacanagem. Taca-le-pau Juiz Moro.

  7. QUESTIONADOR
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 11:29 hs

    -Na minha concepção a corrupção deveria ser classificada como pior crime possível(juntamente com tráfico de drogas, estupro, crimes repetitivos) com pena de morte e os bens surrupiados deveriam retornar para o estado e converter o dinheiro diretamente para a saúde e educação…mas e a família do condenado??? Perguntaria algum membro da uma pastoral qualquer ou dos direitos humanos. F..a-se a família, que viva apenas com um salário mínimo e sem regalias!!!
    -Esta investigação do juiz Sérgio Moro, foi muito bem elaborada e parabenizo-o pelo excelente trabalho. Vejamos agora, se o Sr. rodrigo Janot tem coragem suficiente para levar o caso adiante!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*