Cúpula da APP luta para prolongar a greve, mas recebe o salário em dia | Fábio Campana

Cúpula da APP luta para prolongar a greve, mas recebe o salário em dia

O comando da APP Sindicato opera dia e noite para que greve dos professores, que já se arrasta pelo segundo mês, seja mantida pelo maior tempo possível. Enquanto trabalham para encontrar pretextos para convencer os professores a manter a paralisação, mantendo cerca de 1 milhão de alunos sem aula, gente como o presidente da APP, Hermes Silva Leão, e a secretária de Finanças, Marlei Fernandes de Carvalho, recebe o seu salário do estado rigorosamente em dia.

Uma olhada no Portal da Transparência do governo do estado mostra que a cúpula da APP embolsou R$ 56 mil em salários do governo no mês de fevereiro, período em que o único trabalho a que se dedicaram foi o de convencer a categoria de não trabalhar. O esforço da APP para manter a greve, seguindo orientação política do PT, continua, apesar de a Justiça ter entendido que as demandas da categoria foram atendidas e que o movimento ganhou caráter abusivo.

Nem mesmo as multas diárias de R$ 20 mil impostas pela Justiça (que serão pagas com as contribuições dos professores) intimidam a liderança dos grevistas. Deixar centenas de milhares de alunos sem aula e causar transtornos de toda ordem para os pais dessas crianças também não parece causar a mínima preocupação para a APP.


36 comentários

  1. sueli
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 19:03 hs

    É sr. Fabio, hoje em dia é assim, mesmo que a mídia esteja dizendo que pau é pedra, muitas pessoas percebem que pau é pau e pedra é pedra.

  2. Maria
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 19:06 hs

    Gigôlos do dinheiro público, mesma quadrilhas dos mensalões, cuecões e petrolões.
    Ptzada safada!

  3. quinta-feira, 5 de março de 2015 – 19:17 hs

    O Presidente da APP é parasita na hora do trabalho, mas na hora de receber (por não trabalhar) é um azougue.

  4. antonio
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 19:25 hs

    Infelizmente nosso Governador não é de nada. Se vc outro já teria resolvido e não pagaria salario algum

  5. RR
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 19:30 hs

    SE FOSSE UM PAIS DECENTE,COM LEIS DECENTES ,O GOVERNO JÁ TINHA MANDADO BAIXAR A LENHA NESSA CORJA,EXONERADO E CONTRATADO QUEM REALMENTE QUER TRABALHAR.

  6. moises
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 19:32 hs

    É UM ABSURDO ESTES PROFESSORES MANTEREM ESTA GREVE.
    É UMA AFRONTA A SOCIEDADE PARANAENSE E AO CONJUNTO DE FUNCIONARIOS PUBLICO, POIS ELES NÃO ESTÃO TRABALHANDO MAS ESTÃO RECEBENDO.
    CREIO QUE O GOVERNO DEVE CORTAR O PONTO DESTES VAGABUNDOS POIS EDUCADORES ELES NÃO SÃO.
    TENHO VERGONHA COMO PARANAENSE, DE VER ESTES VADIOS ESPONDO O NOSSO ESTADO DA FORMA QUE ESTÃO FAZENDO.
    O GOBERNADOR BETO RICHA FOI O QUE MAIS DEU AUMENTO A ESTA CORJA, E É POR ESTA RAZÃO QUE O GOVERNO HOJE ENFRENTA ESTA CRISE FINANCEIRA.
    TEM QUE MANDAR DESCONTAR JÁ POIS SE NÃO TRABALHOU NÃO PODE RECEBER.

  7. aline
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 20:18 hs

    UAI, a lei garante que diretores de qualquer sindicato fiquem disponíveis para atividades sindicais! Os acordos coletivos determinam a quantidade de dirigentes sindicais. Portanto nada de ilegal e abusivo. Governo também cumpriu o seu papel de respeitar a lei e pagar. Quanto mi mi mi!

  8. ferreira
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 21:08 hs

    O pt certamente dará COMENDA – estrelinha com fitinha vermelha para esses aloprados pelos grandes esforços para tentar abafar a corrupção dos cúpanheros ladrões.

  9. jose guairato
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 21:18 hs

    Baderneiros

  10. ANDREEE
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 21:31 hs

    Visite o site da App, também da Seed e leia os documentos onde fica claro que 0 governo que deixar tudo para decidir ou fazer depois , de acordo com a disponibilidade financeira e orçamentaria , além de deixar claro que não abre mão da nossa previdência ,ora como disse a previdência pertence aos servidores , não deve servir como meio para cobrir os desleixos da uma gestão incompetente, para dizer outra coisa , e ainda de acordo com o próprio secretário da pasta ,PORTANTO A CULPA DE TODA ESSA SITUAÇÃO E DE QUEM PROMOVE O CALOTE, a justiça,com certeza iria rever essa decisão equivocada do tal desembargador, e obrigara o governo a negociar com as categoria em greve e colocar os pingos no i, pagar ou acertar datas para cumprir as obrigações do Estado , e ficar ciente que terá que achar outro meio de sanar as dívidas do Estado sem tocar na previdência, e para quem não sabe sobre sindicalismo , os membros da diretoria escolhidos pela categoria são pagos pelo estado,, de acordo com a legislação em vigor mas ai tem ler né Fábio .

  11. Paolo
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 21:40 hs

    Se os dirigentes da APP, defensores dos ladrões do PT/3%/”PÉTRUBRAIS” pensam que o povo do Paraná sairá à rua pedir o “impitiman” de Beto Richa, eles vão é cair do cavalo!!!

  12. jose guairato
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 21:41 hs

    Quem nao trabalho não poderia viver nas costas do povo..

  13. MARCO
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 21:41 hs

    QUAL O PROBLEMA,SÓ O BETO RICHA PODE RECEBER EM DIA O MAIOR SALÁRIO DE UM GOVERNADOR NO BRASIL C$ 33.000,00 E AINDA POR PURA INCOMPETÊNCIA QUEBROU O ESTADO DO PARANÁ

  14. Maria
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 22:39 hs

    Essa dívida do meu dinheiro não será paga.

  15. SÉRGIO FERNANDES STACHESKI
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 23:01 hs

    A greve já saturou! Há outras formas de se fazer reivindicação. Os mais prejudicados, neste história toda, são os estudantes!!! Esta greve só vai parar quando o Governo cortar os salários… Todas as formas não coercitivas já foram usadas pelo governo, para o retorno das aulas. Ainda, não conseguiu. Ao mexer no bolso, a dor chega! Voltando as aulas na segunda, dia 09 de março, é possível cumprir o Calendário Escolar neste ano. Havendo continuidade da greve, poderemos ter entrar em dias de 2016 (mês de janeiro). VAMOS TODOS VOLTAR DIA 09 DE MARÇO DE 2015. CHEGA DESTA GREVE!!!

  16. SÉRGIO FERNANDES STACHESKI
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 23:04 hs

    Errata: onde está escrito: “…poderemos ter entrar em dias…”, leia-se: “PODEREMOS TER QUE ENTRAR EM DIAS …”

  17. FELIPE
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 23:22 hs

    Governador do Paraná luta para cobrir o rombo das contas do estado do Paraná com o dinheiro da previdência dos professores devido à sua má Gestão, aparelhamento da máquina pública e pagamento de comissionados que ajudaram na Campanha eleitoral e continua recebendo o maior salário entre os governadores dos demais estados do Brasil.

    Câmara legislativa do Paraná, com “autonomia” de poder, luta para aprovar projetos fatiados do governador. E continua reajustando cotas parlamentares.

    TJ-PR quer que alunos do 2° Grau voltem a estudar para poder fazer vestibular e entra na Universidade, mas Universidades não tem dinheiro para iniciar as aulas e correm o risco de não receber recursos de custeio em 2015 e não abrir as portas.

    Conselheiros estudam abrir mão do RETROATIVO do auxilio moradia!!! mas não abrem mão de o receber de agora em diante?

    Professores irresponsáveis…baderneiros…é isso que eles são.. só querem saber de regalias…

  18. Procopense
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 23:28 hs

    O sr Governador ganhou mais de 30 mil esse mês e tbm não trabalhou, se esconder tbm não é trabalho!

  19. Carlos Antônio
    quinta-feira, 5 de março de 2015 – 23:48 hs

    Marajas por conta do povo.

  20. Professor
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 0:01 hs

    “Deixar centenas de milhares de alunos sem aula e causar transtornos de toda ordem para os pais dessas crianças também não parece causar a mínima preocupação para a APP” …muito menos para o Sr governador que sequer participou de reuniões de negociações, mas para ir visitar obra pública em concessão privada ele vai, participar de reunião com magnatas da cana de açúcar em outros estados ele vai, vai ver se ele vai visitar as escolas, não vai pq tem medo que a escola desabe em cima dele, sem mais!

  21. BigPeter
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 2:48 hs

    Sou de um tempo, do qual tenho saudades, onde certas categorias não podiam fazer greve e pronto. O interesse coletivo, sempre sobrepujava ao individual.
    O cara escolhia a profissão, já sabendo oque podia,e oque não podia fazer.
    Atentem comigo: Greve de professores? – Greve de motoristas de ônibus? – Greve do judiciário? – Greve da polícia? – Não pode e pronto.
    O conselho era assim: Quer fazer greve, amigo? – Então mude de profissão, cara. Nessa área, greves são proibidas, pois elas penalizam a população…
    Simples assim. Éramos todos felizes, e não sabíamos. Livres de baderneiros e vagabundos profissionais, que ganham muito, sem fazer nada; muito mais que qualquer trabalhador.

  22. Juca
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 6:34 hs

    Até quando os professores serão iludidos pelo leãozinho a serviço do PT e pela esquerda radical?

  23. John Doe
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 8:06 hs

    Ê Fábio, para com essas, greve é DIREITO!

  24. Apartidário
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 8:14 hs

    Nestas horas o que menos importa é a população já cansada de greves todos os anos. Só lembrando que quem paga os salários dos servidores públicos é esta mesma população que não tem os serviços prestados.

  25. Sergio
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 8:31 hs

    Os pais não vão fazer nada diante deste “circo” de interesses que não tem nada a ver com a educação??? Está na hora dos pais sairem às ruas exigindo a volta dos “professores” e funcionários para os seus locais de trabalho. Chega desta “palhaçada”. Pais, líderes em suas escolas… APMFS… Vão à luta!!! Vocês amam os seus filhos? Quem ama, luta!!! Estou de acordo com o Sérgio Fernandes Stacheski… Ele está corretíssimo!!!

  26. Valmor Lemainski - Cascavel
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 8:39 hs

    O desembargador, ao emitir a decisão pelo retorno às salas de aula, agradou a dois “patrões”: Ao governo pelo fato de mandar professores retornarem e ao sindicato pela multinha imposta o que lhes dá coragem de pagá-la e darem continuidade à greve.
    Nosso judiciário, salvo exceções, é uma piada…

  27. Antonio Alvaro Rosar
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 10:09 hs

    Houve tempo em que nem verba tinha merenda então tínhamos que fazer com mandioca e osso ganho dos açougues e nem por isto os alunos ficavam sem aula, e, além disto, material de limpeza tinha que buscar em Curitiba o salário então nem se fala o primeiro pagamento era de agosto pra frente e tínhamos que fazer uma vaquinha para o diretor ir à capital resolver as papeladas para pagamento.
    O que falta é amor a profissão, pois quem já não passou por problemas. Sou contra muitas atitudes do Governo Estadual que alias iguala-se ao governo federal nas mentiras e enganações, porém o amor aos alunos deve suplantar tudo isto e se não for amor que seja as obrigações, obrigações estas que assumimos de livre e espontânea vontade.

  28. humberto martins
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 10:35 hs

    CORTA O PONTO QUE VOLTAM CORRENDO

    SE FOSSE EM QUALQUER EMPRESA JÁ ESTAVAM DEMITIDOS.

    EMPRESA PUBLICA, DEPOIS CONCURSO, NINGUEM CONSEGUE MANDAR EMBORA FUNC. PUBLICO.

    DIFICIL TAMBÉM FAZER ELES TRABALHAREM.

  29. jaime rodrigues
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 10:36 hs

    é bem mais barato comprar vagas em escolas particulares em universidades do que manter escolas publicas e concursados.

  30. Isaias Andrade
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 11:05 hs

    O Estado não faz mais que sua obrigação de empregador, pagar os salários de seus funcionários em dia. Ou voce queria que o Estado fizesse retaliação com os diretores da APP e não pagasse os salários em dia ? Greve é um direito do trabalhador.

  31. srimparcial@yaho.com.br
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 15:17 hs

    Eu me arrependo e votar no Beto Richa, se o governador fosse a Gleicy ou o Requião esta cambada já tinha entrado no cacete, vamos trabalhar professores, vocês não perceberam ainda que estão sendo usados pelo PT e pela CUT.

  32. Gardel
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 16:24 hs

    Essa revê dos professor vem de encontro ao objetivo do PT que é atacar Beto Richa para tirar o foco da Dilma, a um paço do Impeachment.

  33. MAE DE ALUNO
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 16:33 hs

    Eu concordo com os PROFESSORES, APOIO.
    E digo mais, se precisarem nós Pais de alunos estamos quase indo as ruas juntando com eles pela causa. Uma pouca vergonha esse Governo ganhar o que ganha, ter esses benefícios absurdos!!! Regalias , tudo do bom e do melhor, do mais refinado, só fala com os bons da grana, e o Povo? Os Professores? a classe menos favorecida que se danem? Quando e onde um assalariado ganha ou tem esses beneficios que um Politico tem?
    Esse povo ai que está metendo o pau nos professores, aposto que nunca pisaram em uma escola publica , ou então fazem parte das equipes dos politicos .

    ps. Fabio espero que vc autorize a minha postagem , pq já fiz e vc não postou. Pq?

  34. Helena
    sexta-feira, 6 de março de 2015 – 21:11 hs

    Pois é, como são folgados, e cara- de -pau!!!

  35. BigPeter
    sábado, 7 de março de 2015 – 3:03 hs

    Enquanto a MÃE DE ALUNO, fica escrevendo crendices aqui, certamente, o ALUNO, sem aula, sem estudar, sem liçõ prafazer, e sem perspectivas de voltar tão cedo à escola, portanto feliz da vida, livre, leve e solto, deve estar pelaí; pelaí pelas esquinas, chutando lata; cos manu, dando um rolezinho no Shopping; ou curtindo o último “sucesso” do Mc Carçudo, e por aí afora, pra dizer bem pouco.
    Não é mesmo, mamis querida?

  36. Claudio Cassol
    sábado, 7 de março de 2015 – 8:03 hs

    Sou professor sindicalizado e apoio a greve!!! A Cúpula estar com o salário em dia só mostra que ela está sensível à quem ela representa, os professores, e grande parte do que o governo repassa à APP são mensalidades descontadas no contracheque dos educadores filiados. E a direção do sindicato não tem controle total da greve, os comandos sim, e são compostos por professores de sala de aula. Vc é ligado ao governo e não poste bobagens que sabe que são inverdades, a greve é legítima, não pedimos um centavo de aumento, pedimos condições de trabalho, direitos que já tínhamos e terço de férias e progressões atrasadas!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*