Cadastramento biométrico começa em maio | Fábio Campana

Cadastramento biométrico começa
em maio

maxresdefault
O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná começa no mês de maio a cadastrar eleitores de mais 79 municípios, atendendo, em especial, aos eleitores da região metropolitana de Curitiba. O projeto Biometria 2015 foi lançado há quinze dias e será organizado em duas fases. Na primeira, os eleitores serão chamados para se cadastrar entre maio e setembro, e na segunda, de outubro a janeiro do próximo ano. Ao final, o Paraná contará com quase 65% de seu eleitorado apto a votar em urnas biométricas.

O deputado estadual Requião Filho (PMDB) chama atenção para a importância de estar em dia com a justiça eleitoral. “É dever de todo eleitor exercer a sua cidadania, pois o poder da escolha dos representantes está nas mãos de cada um. Os manifestos estão aí para mostrar que, muito mais do que ter consciência na hora do voto, é preciso participar deste processo democrático e saber cobrar daqueles que merecem a sua confiança”, afirma.

Enquanto isso, mais de 87 mil eleitores paranaenses que não votaram e não justificaram a ausência nas três últimas eleições podem ter o seu título de eleitor cancelado. Segundo dados do TRE, deste total, mais de 15 mil são eleitores de Curitiba, e têm até 4 de maio para regularizar a situação.

Para verificar se o seu documento está sujeito ao cancelamento, entre no site do TRE-PR (www.tre-pr.jus.br), na coluna “Serviços ao Eleitor”, no link “Situação Eleitoral”.

Confira aqui a lista do TRE apontando os próximos municípios a fazer o cadastramento biométrico:

PROJETO BIOMETRIA 2015

FASE 1 (de maio a setembro/2015)

Adrianópolis
Almirante Tamandaré
Apucarana
Arapongas
Bocaiúva do Sul
Cambé
Cambira
Campina do Simão
Campina Grande do Sul
Campo Magro
Candói
Cascavel
Colombo
Foz do Jordão
Guarapuava
Itaperuçu
Lindoeste
Novo Itacolomi
Ouro Verde do Oeste
Paranaguá
Pinhais
Piraquara
Ponta Grossa
Quatro Barras
Rio Branco do Sul
Sabáudia
Santa Tereza do Oeste
São Pedro do Iguaçu
Toledo
Tunas do Paraná
Turvo

FASE 2 (de setembro/2015 a janeiro/2016)

Agudos do Sul
Amaporã
Araucária
Bituruna
Bom Sucesso do Sul
Campo Mourão
Carambeí
Castro
Cianorte
Contenda
Cruz Machado
Douradina
Enéas Marques
Farol
Fazenda Rio Grande
Foz do Iguaçu
Francisco Beltrão
General Carneiro
Imbaú
Indianápolis
Itapejara d’Oeste
Janiópolis
Japurá
Jussara
Lapa
Luiziana
Mandirituba
Manfrinópolis
Maria Helena
Nova Aliança do Ivaí
Paranavaí
Pato Branco
Perobal
Porto Vitória
Santa Terezinha de Itaipu
São José dos Pinhais
São Manoel do Paraná
São Tomé
Sarandi
Tamboara
Telêmaco Borba
Tijucas do Sul
Umuarama
União da Vitória
Vitorino


2 comentários

  1. TARZAN
    quinta-feira, 12 de março de 2015 – 11:30 hs

    Aí fica mais fácil MANIPULAR AS URNAS, ficou claro que nas eleições e principalmente (para presidenta) nesta última houve assim uma ajudinha do além.

  2. Roland
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 0:35 hs

    Não, rapaz.
    Não é “dever” exercer a cidadania. Como não é “dever” ir à reunião de condomínio.
    Exerce quem quer. Vai quem quer.
    É direito.
    Mas seu ilustre progenitor, que ajudou a enterrar o projeto do voto não obrigatório no Brasil, deve ter o mesmo raciocínio enviesado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*