Bolsonaro apresenta à Câmara pedido de impeachment de Dilma Rousseff | Fábio Campana

Bolsonaro apresenta
à Câmara pedido de impeachment de
Dilma Rousseff

j. bolsonaro

da Folha de S. Paulo:

A dois dias das manifestações contra o governo programadas em várias partes do país, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) protocolou na Câmara dos Deputados um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Considerado um dos deputados mais conservadores e crítico do PT, o congressista recorre principalmente ao esquema de corrupção na Petrobras, investigado pela operação Lava Jato, da Polícia Federal, para justificar o pedido.

Na avaliação do deputado, Dilma foi beneficiada pelos desvios da estatal e cometeu crimes contra a administração pública ao não atuar contra os desmandos.

“Mais do que despreparo, mostra-se evidente a omissão da denunciada ao deixar de adotar medidas preventivas e repressivas para combater o câncer da corrupção em seu governo, mantendo, perto de si e em funções de alta relevância da administração federal, pessoas com fortes indícios de comprometimento ético e desvios de conduta. Deixou de agir em defesa da sociedade da qual é responsável máxima na administração pública”, afirma.

O pedido do deputado ainda será analisado pela equipe técnica da Câmara, antes de ser enviado para análise do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), responsável por acolher ou rejeitar esse tipo de solicitação. No mês passado, o peemedebista afirmou que não via “espaço” para este tipo de ação.

OUTROS PEDIDOS

Esse é o segundo pedido de retirada da petista do comando do país que está em análise na Câmara. Os técnicos da Casa avaliam pedido de impeachment contra Dilma protocolado no dia 25 de fevereiro.

O primeiro pedido foi apresentado por Walter Marcelo dos Santos, como cidadão. Segundo a área técnica, a tendência é que seja rejeitado.

Santos alega “má gestão administrativa do Brasil e escândalos de corrupção. Desrespeito à garantia dos direitos básicos como educação, saúde, segurança, moradia e transporte e reconhecimento por parte da presidente de sua má gestão e desvios, caracterizando improbidade administrativa”.

O Solidariedade, partido do deputado Paulinho da Força (SP), anunciou nesta quinta que pretende usar as manifestações para dar fôlego à campanha pelo impeachment. A meta do partido é reunir 1 milhão de assinaturas para entregar ao Congresso um pedido formal para a retirada da petista do comando do país.

Desde 2012, a Casa já rejeitou outros 17 pedidos de impeachment contra a petista. Cabe ao presidente da Câmara decidir se recebe ou não um pedido para a retirada de um presidente. Para ser aprovado na Câmara, um pedido de impeachment tem que passar por comissão e ainda receber o apoio de 342 dos 513 deputados.

Na sequência, o processo segue para o Senado, onde precisará de apoio de 54 dos 81 senadores. Após chegar ao Senado, o pedido precisa ocorrer em até 180 dias, período pelo qual o presidente fica afastado do cargo.


15 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 14:01 hs

    O Brasil é realmente um espanto. O pedido de impeachment de Collor foi assinado, em primeiro lugar, pelo impoluto Barbosa Lima Sobrinho, então presidente da ABI. Esta mesma ABI sediou o espetáculo circense montado por Lula para dizer que o lulopetismo e o governo são alvos de um tentativa de uma conspiração da “zelite”, que um impeachment seria um golpe e convocar as tropas de assalto do dos “movimentos sociais” para tomar as ruas em defesa “duzpobri”. Contra Collor não era terceiro turno, nem vingança pela humilhação no debate com a exposição da filha. Mas, contra Dilma é golpe e terceiro turno.

  2. John
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 14:06 hs

    Taca-lhe pau Bolsonaro!

  3. RR
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 14:19 hs

    PRESIDENTE 2018.

  4. Kátia Flávia
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 14:55 hs

    Uhuuuuu, Parabéns !

  5. Roberto
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 14:59 hs

    Agora vai…

  6. TARZAN
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 15:59 hs

    Vamos engrossar essa campanha no FORA DILMA!!!!!!

  7. Paposério
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 16:18 hs

    Ainda não internaram este cara????O sujeito é louco e tem gente que o acha engraçado.

  8. toscani
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 16:23 hs

    Gostei da ironia acima do RR e do John.

  9. Henry
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 16:55 hs

    TEM MEU APOIO TODAS AS AÇÕES CONTRA OS corruPTos DO pt. PARTIDECO QUE NUNCA SABE DE NADA E NUNCA VIU NADA. MAS HOJE ESTÃO TODOS RICOS E ENDINHEIRADOS.

  10. cesar
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 16:59 hs

    TEnho dó deste povo, sem um guia. Onde eles se apegam????
    Vão ler a Bíblia e ir um pouco a igreja.

  11. Johan
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 17:01 hs

    Caro FÁBIO, favor consultar e verificar em que página podemos efetuar a assinatura para o IMPEACHMENT JÁ da DILMA VAGALUME. Na página do AVAAZ, corria uma lista indicando o IMPEACHMENT JÁ da DILMA VAGALUME. Quando assinei, fui o de número 1.921.776 e acompanhei a evolução até alcançar 1.950.000, depois a página saiu do ar. Caso tenha nova, desejo conhecer para assinar como apoiador da medida. Atenciosamente.

  12. carlos
    sexta-feira, 13 de março de 2015 – 18:17 hs

    GOLPE MILITAR JÁ PELO AMOR DE DEUS.

  13. sexta-feira, 13 de março de 2015 – 21:56 hs

    Poposério louco é quem votou na Dilma correto ?

  14. BigPeter
    sábado, 14 de março de 2015 – 2:54 hs

    Parabéns Deputado Bolsonaro. Um dos poucos políticos brasileiros que pode ser levado a sério. O resto,ou a grande maioria, ou é petista, sinônimo de ladrão, ou não vale nada, por ser político brasileiro.

  15. Helena
    sábado, 14 de março de 2015 – 8:32 hs

    Quem precisa ser internado é Lula, Dilma, e todos os ladrões e corruptos da Petrobrás e se possível seus defensores.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*