Após 29 dias de greve, escolas doam alimentos da merenda escolar | Fábio Campana

Após 29 dias de greve, escolas doam alimentos da merenda escolar

merenda-1

Uma das bandeiras da APP-Sindicato para a deflagração da greve dos professores era que faltava até alimentos para a merenda escolar. Pois bem, o G1-PR relata que após 29 dias sem aulas devido a greve, os alimentos da merenda escolar estão quase estragando nos armários nas escolas. Em Paranavaí, o problema é com o prazo de validade dos alimentos. E para evitar que a comida estrague, elas estão sendo doadas. A merenda foi enviada pelo governo em dezembro de 2014. “Isso é inédito. É o primeiro ano que estamos fazendo doações para entidades filantrópicas porque estava próximo do vencimento”, constata a diretora Adélia Paixão. As doações são feitas às instituições sociais como centros de educação e Apaes.

“A nossa comunidade é essencialmente rural e ela depende totalmente do transporte escolar. Os nossos professores preocupados com a reposição resolveram voltar. Mas, é bom ficar claro que o movimento é legítimo, acompanhamos até a quinta-feira. Além disso, respeitamos os direitos dos professores que quiseram voltar e os que ainda estão paralisados”, afirma a diretora Solange Dela de uma escola do distrito Graciosa, em Paramavaí. Professores do colégio, onde estudam 260 alunos, voltaram ao trabalho na quinta-feira (5). Para os pais de alunos, a volta das aulas é um alívio. “Eu não estava trabalhando porque precisava cuidar dos filhos em casa. Agora, eu posso voltar a trabalhar”, argumenta Andras Santos. Mais de 950 mil estudantes foram prejudicados pela paralisação e terão o calendário escolar reformulado.


5 comentários

  1. jaime rodrigues
    terça-feira, 10 de março de 2015 – 16:37 hs

    ESSES ARRUACEIROS DA APP – PT SINDICADO DIZIAM QUE ESTAVA FALTANDO MERENDA, FECHAMENTO DE TURMAS DE 05 ANOS, SALAS COM 35 ALUNOS SUPERLOTADAS, FALTA DO FUNDO,

    ONDE VAMOS PARAR COM AS MENTIRAS DO APP PT SINDICATO

  2. henry
    terça-feira, 10 de março de 2015 – 17:07 hs

    O GOVERNO DEVE COBRAR DOS “professores petistas” DA apPT Sindicato, POR MAIS ESTA PERDA.

  3. Helena
    terça-feira, 10 de março de 2015 – 17:12 hs

    Quem vai pagar essa conta? Como sempre ´nós, os contribuintes!

  4. De olho nas notícias!
    terça-feira, 10 de março de 2015 – 17:19 hs

    Mais um embuste que vai pelo ralo….. greve com objetivo político. Queriam desviar a atenção sobre Dilma???? Acho que não deu certo…. continua sendo vaiada…..

  5. Juca
    terça-feira, 10 de março de 2015 – 19:40 hs

    Olha aí, a mentira tem perna curta. O Estado deve cobrar desses professores e do leãozinho do sindicato o valor dos alimentos que vão ser doados, não que as entidades não mereçam. Estão fazendo certo, mas a reposição dos estoques vai ser uma novela. Claro que o certo é aproveitar tudo isso antes do vencimento, evitando o que ocorre em muitos município com merenda escolar e remédios que por questões políticas não são distribuídos à população carente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*