TC propõe auxílio-moradia de R$ 4 mil para conselheiros | Fábio Campana

TC propõe auxílio-moradia de R$ 4 mil
para conselheiros

de Rogério Galindo, Gazeta do Povo:

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TC), conselheiro Ivan Bonilha, deu início à tramitação do processo que propõe a criação de auxílio-moradia para todos os conselheiros, auditores e procuradores da instituição. O projeto de resolução prevê que cada um receberá o equivalente a 15% de seu salário mensalmente. Assim como no caso do Judiciário, os beneficiários não precisarão comprovar gastos com moradia para receber os valores.

No caso dos conselheiros e do procurador-geral do Ministério Público de Contas, que têm salários de R$ 26,5 mil, o benefício será de R$ 4 mil por mês. Para os demais procuradores e para os auditores, que têm salários de R$ 25,2 mil, o benefício será de R$ 3,7 mil. No total, caso seja aprovado, o auxílio moradia do Tribunal de Contas custará pouco mais de R$ 81 mil mensais aos cofres públicos – o valor equivale a sete conselheiros, 3 auditores (há quatro outras vagas em aberto) e 10 procuradores (há uma vaga em aberto)

Por ano, quando todas as vagas hoje em aberto estiverem preenchidas, serão necessários R$ 1,2 milhão para pagar todos os benefícios. Isso equivale a R$ 48 mil para cada conselheiro e para o procurador-geral e a R$ 45,4 mil para os demais beneficiados.

No projeto enviado para análise da diretoria jurídica, o presidente Ivan Bonilha, que tomou posse no cargo no mês passado, afirma que se trata de uma questão de isonomia com o Poder Judiciário, já que os desembargadores do Paraná (assim como os de todo o país, por resolução do Conselho Nacional de Justiça) passaram a receber o auxílio.

De acordo com a resolução, só não devem receber os funcionários que morem em residências oficiais (o que, no caso do TC, não é uma possibilidade, já que o órgão não tem imóveis residenciais); que morem com marido ou esposa que já recebam o mesmo benefício; ou que venham a ser postos “em disponibilidade por sanção disciplinar”.

O documento ainda está em tramitação no TC e, depois de ser aprovado pela diretoria jurídica e pelo Ministério Público de Contas, deve ser levado a votação pelo pleno do tribunal. Ainda não há data prevista para que o benefício comece a ser pago.


28 comentários

  1. ex-funcionário
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 14:42 hs

    Conselheiro… vai analisar as contas da Fundação Araucária pra fazer jus ao que já merece…

  2. Cleberson
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 14:56 hs

    Porque ao invés de pagarem esse absurdo para os conselheiros, não contratam mais professores? Ha, porque se educar o povo um dia a mamata acaba. Tenho vergonha desse país!!!

  3. Zangado
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 15:10 hs

    Mas poderíamos esperar outro primeiro ato dessa gestão do que se beneficiar personalissimamente?
    O resto não tem pressa ….

  4. sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 15:24 hs

    Analisem minuciosamente as contas da CONFIANCE, seus parentescos, e depois sejam homenajeados…..

  5. shadow
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 16:03 hs

    Que toque a marselhesa e peguemos as armas para para derrubar a nobreza e a tirania, que venha Robespierre em sua ira santa.

  6. Luiz Eduardo
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 16:06 hs

    Porra, enquanto o povo tá se lascando, estes milionários querem desfalcar ainda mais o miserável Paraná, conforme divulga o mentiroso beto richa. Porém, a exemplo moral e ético dos juízes e desembargadores, dos promotores, dos deputados o talentoso governador é capaz de conceder, afinal, suas contas tem que ser aprovadas pelo TCE. Uma mão lava a outra. E dá-lhe maldades.

  7. Sergio Silvestre
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 16:11 hs

    Então,os governos vem aos trancos e barrancos,as contas não fecham,então para que serve o TC?
    Não serve para nada ou para confundir a população pensando que tem fiscalização nos governos.
    Eu acho que ao invés de dar mais 4 mil de auxilio,quetal fechar isso e usar suas dependências para fazer repartições ou postos de saúde.

  8. jota santos
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 16:13 hs

    Sendo auxílio financeiro para os conselheiros do TC, que são na sua grande maioria ex-deputados indicados pelo Governador não existe crise financeira. Mas cortar auxílio transporte do servidores estaduais é legal.

  9. Parreiras Rodrigues
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 16:38 hs

    Os juízes de futebol também terão direito a auxílio-moradia? E os de briga de galos? Os conselheiros das tribos indígenas também? Não é o que manda a isonomia?
    O senhor Bonilha luta MBA? Acertou minhas partes baixas.
    Francamente, não quero a volta da Ditadura, contra o que lutei armado com uma bic, um mimeógrafo, essas coisas. Mas não me lembro de ter assistido esses absurdos corporativistas que afrontam os usuários dos ônibus, os assalariados, as classes C, B e até os sensatos e decentes do alto da pirâmide.

  10. sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 16:52 hs

    Belo exemplo !
    Criem vergonha na cara !
    Bando de chupim !

  11. LUIZ
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 16:58 hs

    A COITADOS,SERÁ QUE NÃO VÃO ENTRAR COM O PEDIDO DO BOLSA FAMÍLIA TAMBÉM,DEPOIS ESSES CRÁPULAS NÃO QUEREM QUE O SUJEITO VIRE BANDIDO,OS PIORES MALACOS SÃO OS DO TOPO.

  12. Observador
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 17:43 hs

    Mas, me digam, o Governo está enviando para a Assembleia medidas que cortam despesas com o funcionalismo, entre as quais o corte de R$ 300,00 de auxilio transporte dos professores. Para os funcionários do Tribunal de Contas pode R$4.000,00 de auxilio moradia, cujos salários giram em torno de R$26.000,00…que pouca vergonha…simplesmente, revoltante.

  13. sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 19:00 hs

    Boris Casoy neles Isto e vergonhoso,principalmente quando a população esta pagando todos os pecados dos ladroes políticos do Brasil!!

  14. FUNCIONÁRIO PUBLICO
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 19:21 hs

    É O FIM ESTÃO ACABANDO COM OS DIREITOS CONQUISTADOS PELOS FUNCIONARIOS PUBLICOS PORQUE NÃO TEM DINHEIRO , POREM OS CONSELHEIROS TODOS MUITO RICOS COM ALTOS SALÁRIOS TODOS RESIDENTES EM CASA PRÓPRIA QUEREM AUXILIO MORADIA ASSIM COMO A INDECÊNCIA RECEBIDA POR JUIZES. SE O GOVERNADOR APOIAR ESTE ABSURDO ESPERO QUE NÃO ESQUEÇAM DELE NAS PROXIMAS ELEIÇÕES E SENHORES CONSELHEIROS PONHAM A MÃO NA CONSCIÊNCIA E VEJAM O QUE ESTÃO QUERENDO É O FIM

  15. Carlos Antônio
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 20:03 hs

    Vergonha,,,tribunal da mordomia, faz de conta,,só k serve Lara multar prefeito cidade pequena

  16. luiz
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 20:17 hs

    Mas é pra acaba mesmo, o governador querendo fazer conteção de gastos, cortar beneficio do funcionalismo e o tribunal de contas oferecendo auxilio moradia pra quem mais de vinte mil por mês, greve neles não tem outro jeito.

  17. Vanda Jaremczuk
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 20:20 hs

    É uma vergonha! Com o salário que tem ainda querem 4 mil de auxílio moradia. E para conter gastos é necessário acabar com o Plano de Carreira dos professores e funcionários da educação, retirar o direito aos quinquênios e anuênios após 25 ou 30 anos de serviço. São os R$ 360,00 de auxílio transporte que os professores ganham para se deslocarem a escolas do interior, distantes de suas casa, que oneram a folha de pagamento.
    Outrossim, agora até as mulheres dos deputados querem verba para passagens aéreas para acompanhar os esposos. Mas é a educação que paga a conta.

  18. Simões
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 21:30 hs

    Só pode ser brincadeira de mau gosto. O Estado falido devendo a deus e o mundo, greve de professores, PM e Bombeiros sem receber, e os caras querem auxílio moradia, como se já não bastasse o salário astronômico que recebem para não fazer absolutamente nada.

  19. Luis Antonio de Sá Pereira
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 22:46 hs

    Bando de sanguessugas!

  20. levir glitz
    sábado, 7 de fevereiro de 2015 – 23:05 hs

    em plena crise da greve dos ônibus, saúde e educação; agentes penitenciários ameaçando parar e o Beto aumenta o seu salário e dos secretários e agora o TC? tá tudo errado. Vai dar um impeachment.

  21. VERDADE
    domingo, 8 de fevereiro de 2015 – 0:04 hs

    Esse Bonilha entrou pela porta dos fundos com parecer em causa própria e nem bem entrou jah quer aumentar seus rendimentos? Vergonha…imoralidade. ao inves de trabalhar em prol do povo trabalha em prol dele mesmo. Imbecil…

  22. NA CORDA BAMBA
    domingo, 8 de fevereiro de 2015 – 7:03 hs

    Este país não vai para a frente NUNCA !!! Os buracos que sangram os
    cofres das Prefeitura, Estado e União são praticamente impossíveis de
    serem estancados. O mais irritante é ver que os caras discutem na maior
    cara de pau o salário mínimo enquanto ganham de “auxílio moradia !?”
    sem comprovação alguma a soma de R$ 4.000,00… Seria mais honesto
    dizer que este valor se refere à uma “gorjetinha” para o fim de semana.

  23. INDIGNADO
    domingo, 8 de fevereiro de 2015 – 10:34 hs

    ….é brincadeira. Qual a opinião do Sr. Fábio, agora? Em outro comentário haviam críticas ao quinquênio dos servidores da educação (para citar só isso) e agora assistimos essa distribuição de recursos, pelo governo. Isso está certo? Onde está a economia de gastos do governo? Lembrando, só existem servidores no Tribunal de Contas, porque antes houveram professores.

  24. Simões
    domingo, 8 de fevereiro de 2015 – 10:41 hs

    Pois é senhor Parreira Rodrigues também não aprovo, mas eu não estou vendo outra saída para esta avalanche de sacanagens perpetradas apenas por políticos e chupins de governos. Com todos os defeitos, estou começando a acreditar que só os militares darão jeito nesta vagabundagem e ladroagem.

  25. domingo, 8 de fevereiro de 2015 – 14:18 hs

    O valor me parece acima da média para essa finalidade.

  26. PRIORADO DE SIÃO
    domingo, 8 de fevereiro de 2015 – 21:48 hs

    vai ser aprovado e todo mundo vai ficar quietinho…
    o certo é cortar da magistratura e gerar efeito cascata, fdp

  27. conselheiro fake
    domingo, 8 de fevereiro de 2015 – 21:52 hs

    Nós vamos aprovar mesmo e ninguém vai falar nada, porque são todos vaquinha de presépio

  28. QUESTIONADOR
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 13:01 hs

    -Vergonha!!!
    -Eu também preciso de auxílio moradia de quatro mil!!!!
    -Vão trabalhar bando de fanfarrões!!!
    -Com o gordo salário que recebem não tem direito à nada!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*