Richa fala sobre medidas de austeridade | Fábio Campana

Richa fala sobre medidas de austeridade

Em entrevistas a rádios e tvs, o governador Beto Richa falou sobre as medidas de ajuste fiscal e os protestos ocorridos nesta semana e Curitiba. “Temos assistido a uma grave crise de ordem politica, financeira e moral que atinge todo o país, com a estagnação da economia. Dentro dessa ótica, anunciamos medidas de austeridade, de redução de gastos, de controle das despesas e de aumento de receita do estado”, disse o governador

Segundo Richa, essas medidas são necessárias para manter um bom ritmo e ampliar os investimentos em todos os segmentos no Paraná.


14 comentários

  1. sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 9:55 hs

    Austeridade? Redução de Gastos? corte de Beneficios dos servidores, metera a mão no Fundo Previdenciário? Ahhh Richa, conte outra. Deixe de ser demagogo. Seu governo continua nomeando e nomeando cargos em comissão!! Ta la no site do Governo, centenas de nomeações entre os dias 10 e 11 de fevereiro. Esse Beto acha que o Povo é Imbecil???

  2. Jesuino
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 10:57 hs

    Não sei o que vai acontecer de agora em diante. O governador e os deputados perderam a capacidade de se auto preservar e de se defender. Qualquer coisa que não agrade a estes revoltosos o governo vai penar, não tem mais condições de agir, como pode 200 policiais conter uma turba violenta e sem limitesde milhares, quem organizou a defesa das instiruições?; quem era o responsável perla segurança? deveria ser demitido, sé espero que quem não parou de trabalhar e não participou desta grave ameça a democracia não seje agora pelo Sr governador penalizado, tem pouco dinheiro então tome decisão correta e pague quem não aderiu a esta demosntração de irracionalidade, salário somente para os que não aderiram a esta greve sem limitações.

  3. jose marcos
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 10:58 hs

    NO PARANÁ A IMPRENSA TRATA COMO MEDIDA DE AUSTERIDADE O PLANO DO GOVERNO, LÁ (BRASÍLIA) TRATA COMO PLANO DE RECESSÃO. É IGUAL ANO ANO PASSADO, OS PROTESTO DOS BLACK BLOCS A IMPRENSA APOIAVA E AGORA DOS PROFESSORES É CONTRA. MARROM DEMAIS ESSES JORNALISTAS DO PARANÁ !!

  4. Ivan Cotilho
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 11:24 hs

    Para o Richinha – Ô coitado…kkkkkkkkk. 1 x O para os Trabalhadores e já estamos na prorrogação do segundo tempo!!!!!!!!!!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  5. sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 12:06 hs

    Tivessemos esta coragem e seriedade em Brasilia, o país não estaria nesta nhaca que meteu todos nós brasileiros. Quando alguém toma as medidas que precisa tomar, aparecem “os infiltrados corporativistas” para deturpar a realidade.

  6. Falido e mau pago
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 13:10 hs

    Jurei mentiras e sigo sozinho…

  7. marcio
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 13:17 hs

    Nao entendo esta austeridade. E o recente aumento de salarios. O maior do pais.

  8. Adalberto Jardim
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 13:37 hs

    Governador “temos assistido a uma grave crise de ordem política, financeira e moral que atinge todo o país”. Mas me explique em que país vivem os deputados, senadores, governadores, presidente, secretários, magistrados, que aumentaram seus salários, suas benesses e não assistem essa “grave crise”?

  9. EU TENHO VERGONHA NA CARA
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 14:06 hs

    SENHOR GOVERNADOR, AUSTERIDADE NO JUDICIÁRIO E TRIBUNAL DE CONTAS

  10. Luiz Eduardo
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 14:16 hs

    Entre o discurso e a prática há uma distância enorme. Só mexer com a remuneração dos professores e servidores públicos. E o poder legislativo, cujos deputados ganham uma fortuna por mês. E o poder judiciário com os auxílio isto, auxílio aquilo e aina querem o retroativo no auxílio moradia. Porque tudo para alguns e nada para os outros. Porque mordem somente os de remuneração menor. Isto é escandaloso. Em havendo nova tentativa prejudicial aos professores e demais servidores públicos haverá novo tacalepau!!!!!!!!!!!!

  11. zangado
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 15:53 hs

    Qual é o verdadeiro Beto Richa – o das perorações da campanha política ou o dos choramingos da crise ?

  12. raposa
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 17:05 hs

    O próprio Governador está admitindo que não houve controle de gastos nos últimos quatro anos?

  13. gac
    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 – 20:44 hs

    MENTIRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!…

  14. Vanda Jaremczuk
    sábado, 14 de fevereiro de 2015 – 14:52 hs

    Baderneiros, arruaceiros, são características que devem ser atribuidas ao governador e aos deputados que se acham no direito de furtar o Paraná previdência. Nós somos funcionários públicos, indignados com atitudes praticadas por pessoas que deveriam lutar por nossos direitos, pois se dizem nossos representantes.
    Não sou adepta do PT e em março estarei nas ruas lutando pelo impichman da presidente Dilma. Está na hora do povo brasileiro se unir para modificar a história de corrupção política do Brasil.
    Os servidores públicos paranaenses não vão permitir que o fundo de previdência que garante nossas aposentadorias seja novamente furtado como no passado. Não desistiremos da luta.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*