PMDB reelege Renan no Senado e deve eleger Eduardo Cunha presidente da Câmara | Fábio Campana

PMDB reelege Renan no Senado e deve eleger Eduardo Cunha presidente da Câmara

renan_calheiros

O que estava em jogo até há pouco não era se Renan Calheiros (PMDB-AL) se reelegeria para presidir o Senado pela quarta vez. Mas se ele se reelegeria com uma margem folgada ou apertada de votos.

São 81 os senadores. Renan chegou ao prédio do Senado certo de que reuniria de 50 a 51 votos. O resto caberia ao seu colega Luiz Henrique (PMDN-SC), candidato apoiado pela oposição.

O placar final de 49 votos para Renan contra 31 para Luiz Henrique, fora um voto nulo, foi mais do que satisfatório para o presidente reeleito.

Renan está encrencado. Em breve é possível que o nome dele faça parte da lista de políticos e governantes envolvidos na roubalheira da Petrobras.

A sorte de Renan, em grande parte, dependerá dos seus colegas. Será inevitável que algum partido peça a cassação do mandato dele por quebra de decoro.

Se Renan tivesse sido reeleito com uma vantagem pequena, correria risco maior de perder o mandato. Embora menor, algum risco sempre haverá.

Depois de reeleger Renan, o PMDB está pronto para eleger ainda esta noite Eduardo Cunha (PMDB-RJ) presidente da Câmara dos Deputados.


6 comentários

  1. domingo, 1 de fevereiro de 2015 – 19:07 hs

    Todos pensávamos que só os eleitores não sabem votar direito escolhendo os melhores políticos, mais eis que o Senado demonstrou hoje (dia de luto) que também são vaquinhas de presépio. Quanta indecência eleger um Senador que a Nação pediu para ser defenestrado tanto da Presidência quanto do Senado.

  2. TROLL
    domingo, 1 de fevereiro de 2015 – 20:33 hs

    Vai se ininputável pelo o resto da vida!
    VERGONHA;

  3. Johan
    segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015 – 10:58 hs

    Caro FÁBIO, com a vitória desse senador escroto, o senado brasileiro está em débito com os eleitores brasileiros. Ele já era um ponto fora da curva, pois já havia renunciado ao mandato para não ser cassado e ter os seus direitos políticos suspensos. Agora seu nome poderá entrar na lista dos políticos que receberam recursos obtidos de maneira fraudulenta no caso PTBRÁS. Mandato curto. Os demais senadores se reduziram a ANÕES com a indicação desse elemento a presidência de sua casa de leis. Defendo a liberdade de imprensa, liberdade de opinião e liberdade de investigação. Apoio a proposta de ” o sul é o meu país” e proponho o IMPEACHMENT JÁ da DILMA, agora no poder, para evitar maiores constrangimentos e VERGONHAS a sociedade brasileira. Atenciosamente.

  4. tadeu rocha
    segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015 – 11:05 hs

    meu deus a coisa esta ruim mesmo …. ACORDA BRASIL….URGENTE

  5. Jeovani Reis
    segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015 – 17:14 hs

    O colega Francisco em seu comentário dias que os nobres senadores não sabem votar. Acredito que saibam sim, pois elegeram alguém que representa a grande maioria dos políticos brasileiros infelizmente.

  6. Helena
    segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015 – 21:55 hs

    A maioria foi comandada pela presidANTA!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*