Petrolão escondia US$ 111 mi na Suíça | Fábio Campana

Petrolão escondia
US$ 111 mi na Suíça

unnamed

Pelo menos 11 pessoas ligadas com o escândalo de corrupção na Petrobras mantiveram contas na Suíça entre 2006 e 2007, com saldo total de US$ 110,5 milhões. A informação foi revelada nesta sexta (13) no blog do jornalista Fernando Rodrigues. A informação faz parte do Swissleaks, vazamento sobre contas secretas no país europeu mantidas pelo banco HSBC. Segundo o blog, do Brasil há ao todo 6.606 contas listadas, com o equivalente a R$ 20 bilhões movimentados entre 2006 e 2007.

Entre os envolvidos na Operação Lava Jato, Julio Faerman, apontado como intermediador de propina, manteve o maior montante no HSBC suíço: US$ 20,8 milhões. O ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco guardou US$ 1,9 milhão na instituição. Em depoimento, ele já havia revelado que mantinha contas no exterior e que 90% de sua propina –algo entre R$ 40 mi e R$ 50 mi–havia sido enviada para fora do Brasil.

Oito executivos do grupo Queiroz Galvão também mantiveram contas no HSBC suíço, incluindo Dario e Eduardo de Queiroz Galvão, ambos réus na Lava Jato. Também o doleiro Raul Henrique Srour, que é suspeito de integrar o grupo do doleiro Alberto Youssef, tem o nome na lista –porém, sua conta está zerada. Ao blog de Fernando Rodrigues, todos os citados negaram os fatos ou preferiram não se pronunciar. Do advogado de Julio Faerman, o blog não obteve resposta.


3 comentários

  1. sábado, 14 de fevereiro de 2015 – 19:15 hs

    Quantos vinculados a PSDB tem conta na Suiça?

  2. sábado, 14 de fevereiro de 2015 – 19:48 hs

    Logo, logo saberemos os nomes dos que têm contas no exterior, bem como o número delas e se estão nos nomes dos envolvidos ou de terceiros.

  3. Vigilante do Portão
    domingo, 15 de fevereiro de 2015 – 12:10 hs

    Cadê a LISTA com os nomes?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*