Paraná paga abono, implanta progressões e pede volta às aulas na 2ª | Fábio Campana

Paraná paga abono, implanta progressões e pede volta às aulas na 2ª

unnamed

O Governo do Estado vai pagar integralmente o terço de férias dos professores da educação básica e das instituições de ensino superior do Estado até 31 de março. Além disso, o governador Beto Richa determinou a implantação de progressões e promoções para funcionários e professores a partir de maio e junho, respectivamente. A informação foi transmitida aos líderes do movimento de greve do magistério nesta quarta-feira (25/02) pelos secretários Eduardo Sciarra (Casa Civil) e Fernando Xavier (Educação) e pelo líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB).

No encontro, os representantes do governo reforçaram que a rede estadual está pronta para a retomada das aulas e espera que os professores voltem para as salas na próxima segunda-feira. O impacto financeiro é de R$ 116 milhões.

Depois da terceira rodada de negociação e com os pontos acordados ou solucionados na pauta de reivindicação dos professores grevistas, a APP-Sindicato vai se reunir nesta quinta-feira (26) pela manhã e definir a data da assembleia geral dos professores e analisar as propostas do governo para decidir a volta ás aulas. Segundo a direção da APP é necessário o prazo de 48 horas para publicação do edital de chamamento da Assembleia. O governo espera o início das aulas já na segunda-feira, 2 de março.

O pagamento do abono de férias em parcela única e a implantação das progressões e promoções eram as últimas reivindicações do movimento grevista que já dura duas semanas e afeta 970 mil alunos das 2.100 escolas estaduais. “É um grande esforço que o Estado faz, que demonstra nossa intenção de oferecer as condições necessárias para o encerramento da greve”, afirmou o secretário Eduardo Sciarra.

AVANÇOS – Os secretários também demonstraram que outras demandas encaminhadas pela APP-Sindicato já foram atendidas. Entre elas está o pagamento integral das rescisões dos contratos com professores temporários (PSS), no valor de R$ 70 milhões na terça-feira. Além disso, esta semana o Estado vai depositar R$ 12 milhões referente ao terço de férias dos demais servidores públicos.

“Não existem mais razões administrativas, operacionais e financeiras que impeçam o início do ano letivo. Governo fez todo o possível para resolver a situação do magistério. Agora temos que voltar para as salas de aula para que os alunos não sejam prejudicados ainda mais”, afirma Sciarra.

Além disso, mais 1.000 professores e pedagogos aprovados em concurso público foram chamados para efetivação. Cerca de 300 escolas que funcionam em três turnos terão diretores auxiliares. Outras questões que motivaram a greve, como a organização de turmas e a garantia de pessoal de apoio nas escolas foram equacionadas.

O governo também garantiu que há professores para a retomada das aulas e das atividades de contraturno nas disciplinas de educação física e língua estrangeira. Também serão abertas salas de apoio para reforço escolar já no início das aulas.

TURMAS – O compromisso da Secretaria da Educação é enviar uma circular para que os diretores de escolas informem se ainda há demanda para abertura de novas turmas, seguindo os critérios da resolução que estabelece os números mínimo e máximo de estudantes para cada etapa de ensino.

Paralelamente será feito um novo porte para as escolas, considerando os critérios de dezembro de 2014, o que implica em mais funcionários e pedagogos para atendimento. Além disso, também serão retomadas atividades de contraturno como Salas de Apoio e Centro de Línguas Estrangeiras.

DEMANDAS ATENDIDAS

– Retirada da pauta da Assembleia Legislativa dos projetos de lei PLC 06/2015 e PLO 060/2015;

– Pagamento integral da rescisão dos professores temporários (PSS) – R$ 70 milhões (fevereiro);

– Pagamento integral do terço de férias dos professores em parcela única de R$ 116 milhões (março);

– Implantação de progressões e promoções a partir de maio (funcionários) e junho (professores);

– Porte das escolas e turmas conforme normas de dezembro de 2014;

– Convocação imediata de 1.000 professores e pedagogos aprovados em concurso;

– Retomada imediata de projetos de contraturno (educação física, língua estrangeira e Salas de Apoio);

– Indicação de diretor assistente em 300 escolas que operam em três turnos;

– Garantia do número suficiente de agentes de apoio nas escolas;

– Disponibilidade imediata de salas para reforço escolar;

– Pagamento de auxílio alimentação para agentes de apoio;


17 comentários

  1. Tiradentes
    quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 – 17:09 hs

    E os policiais militares vão receber quando? também temos progressões, promções e quinquênios pendentes, mas parece que não somos seres humanos.

  2. xirude palmas
    quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 – 17:32 hs

    Mas o principaL o Beto ainda não disse: NÃO METER A MÃO NO SAGRADO DINHEIRO DA PRPREVIDÊNCIA.
    Enquanto não houver esta afirmação a greve continua.
    Toda esta relação de bennesses que está escrito acima são apenas direitos já coNsagrados e que o governador está atrazando o pagamento.
    Porque não pagou o terço de férias na época certa?
    Porque não pagou os avanços na época certa.
    Veja, o meu terço de fériaS é de R$ 1.400,00, que deveria ter recebido em 01 de janeiro. Vou receber em 01 de abril (que data maravilhosa para mais um calote), portanto se eu tinha que cobrir o meu cartão de crédito com este dinheiro (juros de 12% ao mes) quando receber (se receber) o valor real das minhas férias serão R$ 896,00. Legal né Campana???
    Com certeza o auxilio Moradia retroativo a 5 anos para os nossos juízes não serão feitos em valores da époa e sim sobre o valor real atual.
    SÓ QUEM NÃO CONHECE ESTA REALIDADE ACHA QUE O GOVERNO CEDEU AOS PROFESSORES.

  3. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 – 17:55 hs

    Perai,o governo diz que vai pagar daqui 40 dias então não pagou.

  4. MAD MAX
    quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 – 18:54 hs

    Até todas as reinvidicações da APP serem atendidas, e suspender a greve, estaremos no mês de abril, ou seja, um bimestre inteiro sem aulas. Após isso, começam os debates para reajuste salarial da categoria: no jogo de empurra, com provável paralisação da categoria. Gente, bom senso e caldo de galinha não faz mal a ninguém.

  5. John Doe
    quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 – 20:27 hs

    Tudo pelos 8 bi.

  6. HELDER
    quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 – 21:28 hs

    Sou funcionário do QPPE lotado na SEED. Espero que cumpra o prometido, pois estou aguardando minha promoção desde de 17 de julho de 2013, ou seja a quase dois anos.

  7. BASTA
    quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 – 22:43 hs

    …Promessas, apenas promessas! …e digo mais Sr. Beto é péssimo pagador de promessas. Continua a Greve!

  8. Rosa
    quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 – 23:50 hs

    Queremos saber vai pagar só os Professores ??? E como fica os demais servidores do Estado do Paraná que estão sem receber o terço de férias.

  9. quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 – 6:18 hs

    Ainda querem que avreditemos, quantos vezes fomos enganados por eles.
    Teriamos que exiger um documento assinado pelo gov e sua base que nem tentarao mexer com nossa previdencia.

  10. Apartidário
    quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 – 8:19 hs

    Faltou o auxílio moradia e o auxílio paletó.

  11. COMANDO
    quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 – 8:21 hs

    Só uma pergunta: onde está o contra cheque de fevereiro??????????

  12. Zé Venancio
    quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 – 9:59 hs

    “Pronto! Atendemos demandas, ‘pagamos’ o que pediam, reabrimos as turmas que fechamos, contratamos mais professores.
    AGORA VOLTEM JÁ PARA A SALA DE AULA, JÁÁÁÁ!!!!!!”
    Não é assim, senhor Sciarra… Não é assim, senhor Romanelli….
    A quem já ludibriou milhares, não se costuma dar credibilidade…
    Cachorro mordido por cobra, tem medo de linguiça.
    Ao Paraná e seu povo, todo o crédito, e ainda ao seu governador.
    Mas aos seus comandados… Hummmmmmmm, não sei não!
    Quem sabe, se assinarem o que assumiram…

  13. Giovanni Fiorese
    quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 – 15:55 hs

    Olha só o que o cara diz… “É um grande esforço que o Estado faz, que demonstra nossa intenção de oferecer as condições necessárias para o encerramento da greve”, afirmou o secretário Eduardo Sciarra – Cara isso é direito, não é um grande esforço, grande esforço é o que os professores tem que fazer todos os dias em sala de aula para não deixar a peteca cair com essa miséria que ganham, crie vergonha na cara seu EDUARDO SCIARRA.

  14. leticia
    quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 – 19:48 hs

    Eu acabei de ver na TV q não vai voltar segunda.mas to nem ai os profs estau lutando pelos seus direitos.agr falando das greves no Brasil lembrem 2012 greve greve… final reeleita dilma pensem nisso.

  15. Margot
    sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 – 1:26 hs

    O contracheque de fevereiro já está disponível e as férias NÃO foram pagas integralmente, veio apenas a primeira parcela. Promessas não cumpridas!

  16. sergio Luiz Cardoso
    sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 – 9:54 hs

    Ao milhões de paranaenses estão nas mão dos servidores públicos entrei no site da transparência e comecei a ver o salario dos professore e demais servidore! Cara esse povo esta ganhado salario da Europa! Quem quebrou o Estado foi a folha de pagamento! O e que vai sobrar para nós! Não temo educação é por que não conheço e desafio quem conhece um professor do Estado que tem seus filhos estudando na rede Estadual? Não temos segurança, mão temos saúde! Esse servidores públicos estão nos quebrando! Se ainda fosse eficientes!

  17. Roseli
    sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 – 14:28 hs

    Foi o que li…PAGA ABANO E IMPLANTA PROGRESSÕES? como assim, que abano? E sobre as progressões ela ja esta implantada em nosso plano de carreira, o que esta acontecendo é que ele não esta pagando o que de fato é nosso direito. Sinceramente vc esta muito mau informado hem…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*