Nenhuma universidade vai fechar, diz João Carlos | Fábio Campana

Nenhuma universidade vai fechar, diz João Carlos

unnamed

O secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, descartou a possibilidade das universidades do Paraná fecharem por falta de recursos. “Não existe nenhuma possibilidade disso acontecer”, disse ao Jornal da Manhã. De acordo com o secretário, as verbas de custeio das sete universidades representa cerca de 7% do orçamento do Estado. “É um percentual muito pequeno diante da receita do Estado, jamais seria comprometido pelas dificuldades financeiras que o Paraná e o país vivem”, assegurou.

Para dar início ao ano letivo nas universidades, o governo se reúne na terça-feira, 24, com os reitores das sete escolas. O encontro deve contar com a presença do governador Beto Richa (PSDB). “Será uma reunião para solucionarmos estes problemas e voltarmos às aulas. Dois pontos importantes serão discutidos. Primeiro a autonomia universitária e, depois, a questão do custeio”, disse.

O governo pretende criar uma comissão com os reitores para definir um plano que garanta à autonomia às universidades. Em relação ao custeio, João Carlos sinalizou para a liberação dos recursos. “Acredito que vamos solucionar este problema e as aulas devem começar já na próxima semana”, comentou.

O reitor da UEPG, Carlos Luciano Vargas, disse que a instituição possui condições financeiras de voltar à atividades. De acordo com Vargas, algumas instituições sofrem com o atraso nos pagamentos a fornecedores do Estado, por isso estão com dificuldades para abrir. “Mas nós não temos serviços terceirizados, como no R.U e na limpeza. Temos orçamento próprio para dar início ao ano letivo”, afirmou. No entanto, Vargas reconheceu as dificuldades financeiras do Estado e as mobilizações dos professores e servidores. “Vamos iniciar com dificuldades, porque mesmo com orçamento próprio, precisamos de recursos do Tesouro”, comentou.


4 comentários

  1. Zé Venancio
    domingo, 22 de fevereiro de 2015 – 13:48 hs

    O secretário delira com a luz forte do sol do Paraná…
    As universidades etaduais passam por profunda crise, e falar que nenhuma universidade fechará, somente por manter seus portões abertos, sem salários para os trabalhadores, comida e insumos básicos para o funcionamento de setores como os laboratórios, é uma maldade deste senhor com os universitários. Entrará na história, como o seu chefe… No hall dos fracassados.

  2. Victor Hugo
    segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 – 1:18 hs

    E por que esperaram o ano letivo começar pra tentar resolver o problema? A situação da UNESPAR em Paranaguá é lastimável, o governo prometeu recursos pra reforma e interromperam o envio depois que a obra já havia começado, uma vergonha!

  3. VILMAR KURZLOP
    segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 – 11:15 hs

    Ensino de Terceiro Grau, constitucionalmente, é de competência da União.
    Temos 7% do Orçamento do Estado comprometido com o CUSTEIO, mais aproximadamente 10% (se não me engano) da folha do Estado (que compromete 50% do orçamento do Estado) com pagamento de PESSOAL das UEs, isso já soma 12%, se acrescentarmos mais o PATRIMÔNIO e os INVESTIMENTOS delas, podemos dizer que, caso a União assumisse a sua obrigação, o Estado teria mais 15% a 20% de seu orçamento para a aplicação em suas obrigações e responsabilidades.
    Talvez aí esteja a solução para o problema financeiro do Estado.
    Este deveria ser o “pacotaço”: A transferência das obrigações a seus responsáveis.
    Cada um assumindo a sua parte.
    O “bolo” da receita/tributação centralizada no Governo Federal é para cumprir as obrigações a ele atribuídas pela constituição.
    Estado desonerado dessa função e com um pouco mais de controle (de desempenho, de assiduidade, de eficiência/eficácia) desonerando também seus custos, com certeza, não estaria na situação que está.

  4. Mauro Silva
    segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 – 18:01 hs

    Achar que as universidades representam um gasto exorbitante para o Estado e que seu fechamento vai curar as mazelas da má administração… É a piada mais interessante que já ouvi Vilmar kakakak

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*