Governo propõe medidas para cortar gastos | Fábio Campana

Governo propõe medidas para cortar gastos

Foto: Orlando Kissner reuniao - kissner 2

O Governo do Estado encaminhou no final da manhã nesta quarta-feira (4) dois anteprojetos de lei para a Assembleia Legislativa propondo medidas para cortar gastos públicos. Antes do envio, os secretários de Estado, Eduardo Sciarra, da Casa Civil, e Mauro Ricardo Costa, da Fazenda, reuniram-se com 40 deputados estaduais para detalhar as ações de racionalização administrativa.

Os projetos, que não incluem nenhum tipo de aumento da carga tributária, reúnem medidas para redução de despesas, incremento de receitas e complementam as medidas editadas nos 18 decretos assinados pelo governador Beto Richa em 1 de janeiro para melhoria da gestão e controle de gastos.

reunião - kissner 1 Foto: Orlando Kissner


35 comentários

  1. crdl
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 18:11 hs

    O SERVIDOR PÚBLICO MAIS UMA VEZ SERÁ O MAIOR PREJUDICADO

  2. luiz
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 18:23 hs

    E isso, o governador arrocha e Trajano anuncia concurso publico para a assembleia, ta pior que o pt.

  3. rosely santos
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 18:58 hs

    onde estão as medidas???notícia atrapalhada….

  4. luiz
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 19:01 hs

    É isso ai, ta pior que o Pt, en quanto o Governador pede austeridade nos gastos, ameaça cortar gratificação do funcionalismo, o senhor Trajano publica que vai fazer concurso público na assembléia. Sindicatos abram o olho, vamos a luta senão nossos minguados salários vão servir pra pagar salários do legislativo.

  5. vitor
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 19:19 hs

    Esse Governo Incompetente, quebrou o Estado e agora pra salvar qualquer coisa quem paga o Pato é o Funcionalismo. Porque naõ exonera esse Bando de Comissionados que o Beto trouxe da prefeitura que Não prestam pra nada???? Ja cortou Gratificações , cortou o tero de ferias dos servidores, nao paga a PM, é um Desgoverno, defendido por gente que deve receber um bom cargo em comissão e nao é afetado por INSANIDADES desse Piá de Prédio. Um Absurdo Impeachento do Richa e da Dilma, Escrotos

  6. Antonio
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 20:15 hs

    Sr. Governador, porque não demitir todos comissionados neste momento de dificuldades de caixa?

  7. sempre do mesmo
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 20:32 hs

    Maravilha, vai uma lista de sugestões:

    – Redução das verbas de representação, gabinete, gastos extras, etc…

    – Redução dos cargos de comissionados;

    – Redução dos cargos de confiança nas empresas públicas;

    – Fim do contrato de locação de jatinhos e veículos que não sejam de atenção a urgências e emergências;

    – Fim dos benefícios extraordinários a presidentes de TJ, Assembleia..etc

    Acho que começando por ai, podemos ter uma boa quantidade de recursos para aplicar onde realmente se necessita.

  8. AGENTE
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 20:33 hs

    EU PENSAVA QUE O REQUIÃO ODIAVA O FUNCIONÁRIO PUBLICO MAS PELO VISTO ESTAVA ENGANADO.

  9. ELEITOR CONSCIENTE
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 20:35 hs

    O RICHA ESTA SE ESPELHANDO NA DILMA, QUEM DIRIA, O RICHA NO FUNDO É DO PT

  10. ATENTO
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 20:39 hs

    NO PACOTE ELE ESTA ACABANDO COM A AJUDA A MORADIA DOS JUIZES E PROMOTORES QUE RECEBEM AJUDA DE CUSTO MARA MORAR NA PRÓPRIA RESIDENCIA???

  11. Emerson
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 20:47 hs

    Você poderia listar tais medidas?

  12. Magrão
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 20:52 hs

    Pede para 1° e 2° escalão abaixar o salário 10% , os cofres publico agradecem !

  13. ESPORTISTA
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 20:53 hs

    ESPELHO , ESPELHO MEU QUEM É PIOR ADMINISTRADOR
    OPÇÃO 1 BETO RICHA
    OPÇÃO 2 GUSTAVO FRUET
    OPÇÃO 3 DILMA ROUSEF
    OPÇÃO 4 ROBERTO REQUIÃO
    OPÇÃO 5 TODAS AS ALTERNATIVAS ANTERIORES

  14. jk
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 21:11 hs

    Esse governo é uma vergonha, porque nao corta o proprio salario e de toda a sua corja

  15. Corte o próprio salário
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 21:39 hs

    Deveriam começar a conter despesas cortando o salario de governador … parece mais lógico começar assim ! o que acham voces?

  16. jose marcos
    quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 – 23:05 hs

    OS SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS JÁ ESTÃO SEM ASSISTÊNCIA A SAÚDE. O GOVERNO DO PARANÁ NAO ESTÁ REPASSANDO AO SAS HÁ UNS 4 MESES, PORÉM, TODOS OS MESES SÃO DESCONTADOS NO CONTRA-CHEQUE DE TODOS OS SERVIDORES DO PARANÁ, O BETO RICHA ESTÁ “SE ABRAÇANDO” NOS VALORES DESCONTADOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS.

  17. alinealinda@gmail.com
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 6:58 hs

    Greve geral já! Fora Beto Richa e a corja que votar a favor!

  18. Fabiano
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 8:40 hs

    ISSO É UMA VERGONHA…

  19. tadeu rocha
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 8:48 hs

    eu acho bom…. SR. GOVERNADOR SENHOR JÁ PENSOU TAMBÉM EM CORTAR OS SALÁRIOS DOS DEP. QUE HOJE ELES CUSTAM ,,,155MIL REAIS. CADA UM,,,,,,, CLARO DE NÃO… ALGUEM TEM QUE SER SACRIFICADO E SÃO ESSES AI,,,,,,,,

  20. jaferrer
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 8:53 hs

    Por que você não fala dos pontos que atacam direitos dos trabalhadores, principalmente da educação? Como privilégios de políticos e CCs nunca são tocados, sem aumento de impostos, sobra para os servidores. O blog é do psdb ou é isento?

  21. Ivan Cotilho
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 9:00 hs

    Este é mais um pacote de maldades do Betinho. O slogan “Não sou culpado; eu não votei na Dilma”, serve para o Paraná “Não sou culpado; eu não votei no Richa”

    Quanta maldade para quem se elegeu no primeiro turno.

  22. mae joana
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 9:24 hs

    Se é para conter despesas esse individu deveria redeuzir os salarios e vantagens quem tem pois isso é conter gastos
    Tome Vergonha. VAMOS AS RUAS EXIGIR A SAIDA DE TODOS OS POLITICO DO MUNICIPIO ESTADO E PAIS
    OU VOCE QUER UM PAIS DOENTE CORRUPTO PARA
    SEUS FLHOS E NETOS QUE NAO TEM NADA COM O QUE ESTA ACONTECENDO.

  23. Juliano
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 9:36 hs

    não era mais fácil simplesmente ter gasto menos nos últimos 4 anos?

  24. VILMAR KURZLOP
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 9:45 hs

    Não compete a mim julgar.
    É injusto quando os servidores comprometidos e cumpridores de seus deveres, não merecem avanços/promoções em detrimento daqueles que se afastam, no horário de expediente muitas vezes, para participar de aprimoramentos/aperfeiçoamentos, cujo benefício ao serviço público é questionável.
    Não há controles no Estado para quantificar a efetividade do trabalho dos servidores e a única coisa que é levada em consideração nas promoções são esses “diplomas/certificados” que em nada melhoram os serviços prestados aos contribuintes.
    Há necessidade de controle efetivo e de desenvolvimento e implantação de mecanismos que leve em conta a meritocracia.
    Com controle existirão informações que possibilitarão desencadeamento de processos administrativos para expurgar os que não cumpram o seu papel como servidores públicos, isso em todas as áreas de atuação governamental, talvez com mecanismos que impossibilitados os expurgados de participarem de novos concursos.

  25. João Luis
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 10:02 hs

    Olá! Hoje no JL (braço da Gazeta do Povo em Londrina), um texto com o titulo de “Novo pacotaço de Richa atinge funcionalismo” mostra que há a intenção de “mexer”, leia -se utilizar o fundo de longo prazo do fundo previdenciário do estado. Se isso ocorrer vai comprometer a reserva para as aposentadoria de todos da rede estadual. Repor um capital de R$ 8 bilhões é praticamente inviável e será na minha opinião o grande erro que marcará a imagem do governador pra sempre.
    Sabe quando toma-se medidas ou ações que são corretas, mas o jeito de fazer/implantar é equivocado tornando-se maior do que as medidas em si! Em alguns casos é isso que está acontecendo.
    OBS: Também não dá pra não mencionar a incapacidade de gestão financeiro/investimento do primeiro mandado. E, gostaria muito da inclusão do ilustre deputado Luiz Hauly no debate sobre as contas detonadas do nosso estado.

  26. Beatrix Kiddo
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 10:03 hs

    Que palhaçada, até parece que o piá de prédio recebeu uma “herança maldita”. Na verdade recebeu sim, administrou tão mal o Estado que agora já não sane de onde tirar dinheiro. Infelizmente o privilégio da incúria na condução dos negócios públicos não é só do piá de prédio, o prefeito Não-faz-nada e a camarada Dilma também fazem administrações para lá de ruins.

  27. João Luis
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 10:05 hs

    No comentario, corrija para mim no final MANDATO e não mandado

  28. jean cheval
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 10:26 hs

    Para completar a lambança só falta mandar a cavalaria contra a justa manifestação de professores que certamente virá!

  29. raposa
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 10:34 hs

    Pois é, as empresas de transporte público querem acabar com os cobradores e pelo jeito, o SR. GOVERNADOR do Estado do Paraná quer acabar com os funcionários públicos, pois está mexendo no ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO DO PARANÁ.

  30. JOÃO C MOURÃO
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 10:56 hs

    QUANDO É QUE SERÁ CORTADOS OS CARGOS DE COMISSÃO????

  31. JOÃO C MOURÃO
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 11:00 hs

    PORQUE OS CARGOS DE COMISSÃO NÃO ENTRARAM NO “PACOTE DE MALDADE II” .

  32. Servidor Municipal
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 11:20 hs

    QUER ECONOMIZAR??? ACABE COM OS CARGOS DE COMISSÃO DOS PARASITAS QUE SÃO APADRINHADOS POR POLÍTICOS QUE SERÁ UMA GRANDE ECONOMIA. IMAGINE A QUANTIDADE DE APADRINHADOS GANHANDO 8, 10, 15 OU MAIS MILHARES DE REAIS POR MÊS??? VALORIZEM O SERVIDOR DE CARREIRA E FORA COM ESSES ASPONES POLÍTICOS!!!

  33. raposa
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 13:31 hs

    O Governador criou centenas de funções gratificadas públicas – FGP. Mesmo que ele diga que vai extinguir cargos, não é bem verdade porque: – servidor estatutário que tinha cargo comissionado foi exonerado e nomeado com FGP no mesmo valor, em consequência, seu cargo foi para um de fora. Em vez de diminuir as despesas com pessoal, está aumentando ainda mais.

  34. Incompetência gerencial
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 17:36 hs

    Acho que medidas de longo prazo são necessárias, mas para resolver o caixa emergencial uma boa opção seria diminuir o expediente do serviço público para 6 horas, o que reduziria despesas com água, luz, telefone, segurança entre outras.
    Além disso,reduzir os privilégios de juízes e de deputados com motoristas auxílio à moradia e tantas outras benesses.
    Só acredito numa reforma de Estado se regalias e privilégios de uma casta forem eliminados.
    Os impostos são para melhorar as condições de vida da sociedade e não para manter privilégios de pequeno grupo, que nem gerenciar o Estado sabe.
    Para se ter um Estado funcionando efetivamente, há necessidade de realizar concurso para uma carreira de estado estável, que dispensará cargos comissionados. O Plano Bresser foi um bom modelo, pena que não completado e foi interrompido.

  35. Marcio A
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 – 21:08 hs

    Acredito que governo necessita apertar o cinto, porem onde não se pode tocar, somente para poder continuar pagando o salario de cerca de 1000 ex nomeados municipais que atualmente são nomeados em cargos de confiança estaduais. Amigo é amigo………!!!

    Como a situação financeira do Paraná deteriorou em poucos meses apos a eleição? Não vejo transparência em nenhum portal, ao contrario consigo ver apenas uma legislatura anterior muito nublada, com nuvens carregadas, cuja veracidade é propria, muito distante da realidade das reses eleitoras.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*