Dos mestres, sem carinho | Fábio Campana

Dos mestres, sem carinho

Professores não concordam com o publicado no blog com base em dados do governo. Seus desmentidos estão sintetizados aqui

Recebi dos professores mensagens que contestam parte das informações aqui publicadas e que têm como fonte o próprio governo. Procurei sintetizar (excluindo ofensas pessoais, linguagem chula e erros de concordância) o que os professores comunicam e que sustentam com a publicação de tabela oficial dos salários. Não achei necessário publicar hollerit de ninguém, os dados estão na tabela. Espero que ajude a ampliar a clareza sobre o assunto.

a contratação de professores não acontece no regime 40 horas, sempre 20 horas semanais, divididas entre hora-aula e hora-atividade;
o professor entra no Estado no primeiro nível;
os níveis horizontais da tabela são escalados a cada dois anos.
poucos profissionais conseguem chegar ao nível 3 da tabela, porque o PDE, necessário para tal categoria, não é disponível para todos;
o projeto de Lei a ser votado amanhã acaba com as subidas de nível e com o nível três.

Veja a tabela. Para ampliá-la, clique na imagem.
unnamed


19 comentários

  1. Lara
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 8:16 hs

    Não é certo o que o Beto está fazendo com os trabalhadores da educação, mas tem muitos professores que merecem este governo, porque, há alguns meses atrás, não muito distante, preferiram ficar neutros, inativos politicamente, uns alegaram não gostar de política, outros por preguiça e comodismo, quado se tivessem na luta, impedindo a reeleição desse sujeito, isso não estaria acontecendo. Espero que essas chicotadas no lombo de todos os trabalhadores da educação sirvam para fazer a classe se mexer, por inteira, na próxima campanha. A hora mais apropriada para a luta já passou, agora é ver se os prejuízos seja amenizados.

  2. Adelia Ana
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 9:25 hs

    Sr. Fábio Campana
    Perder o carinho de uma professora não é fácil. O Senhor conseguiu. Parabéns!!

  3. João Luis
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 9:33 hs

    PROFESSOR DOUTOR!!

    Campana!!! Minha esposa é graduada em Português/Inglês, com pós graduação, Mestrado e Doutorado na UEL em estudos da linguagem!

    Ela tem 11 anos de concursada do Estado do Paraná.
    Com 20 horas o salário dela é de: R$ 2.800,00!!! Isso com o tal do vale transporte de mais ou menos R$ 150,00 Ou seja, se fosse 40horas seriam R$ 5.600,00 aproximadamente. ELA É DOUTORA, DOUTORA.
    E você acha que 5.600,00 para lecionar em turmas de 40 alunos com estruturas e apoio que os professores tem para crianças ou adolescentes que simplesmente não querem estudar em sua maioria, isso é um bom salário? Só se for comparado ao Salário mínimo do governo federal.

  4. Ensino Privado
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 9:52 hs

    A primeira coisa que um pai faz ao melhorar seus rendimentos e colocar o filho em escola particular.

    Se os professores se acham tanto, porque isso ocorre?

    O Paraná tem o maior índice de migração das escolas públicas para o ensino privado.

    Minha sugestão é a privatização do ensino público.

    Os chorões vão ter que se especializar pelas suas próprias custas e entrarem no mercado. Se for pra fazer corpo mole rua.

  5. Danielle Souza Batista
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 9:54 hs

    Só lamento profundamente que o Senhor não saiba como se faz a média nesse caso.

  6. Professor
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 9:57 hs

    Pra vinte horas tá bom.

    Considerando 4 meses de férias, hora aula pra ficar em casa!

    Aposentadoria com 25 anos de serviço !!!

    Que tal encarar 44 semanais e re4cebner salário mínimo?

    Não tão satisfeitos saiam

  7. Ilson
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 10:00 hs

    Acabou de receber uma verdadeira aula sr. Fabio Campana

  8. Mauro
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 10:29 hs

    Prezado
    O senhor diz que viu documentos e planilhas com gente séria, pessoas que tem acesso a dados dos salários da categoria. E mesmo assim o senhor foi vergonhosamente enganado. Na sua opinião essas pessoas continuam sendo sérias? Será que se o senhor voltar na sua fonte os dados continuaram sendo os mesmos, 8.000 reais o salário médio de um professor? Alguém esta superdimensionando os dados das planilhas de salário dos professores pra justificar gastos? Suas afirmações em posts anteriores me fizeram pensar. E o senhor o que acha disso? Por que será que mentiram para o senhor? Ou não mentiram e foi apenas um equivoco?
    Não sou professor, sou apenas um cidadão que acompanha com certo interesse essas questões e fico imaginando como um Estado que teve seguidos aumentos de arrecadação nos últimos anos chegou a essa situação, ao ponto de querer retirar benefícios de uma categoria para conter gastos, mas que por outro lado reajusta e concede benefícios a outras sem nem mesmo questionar?

  9. VILMAR KURZLOP
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 10:34 hs

    É inconcebível a inversão de valores neste país.
    Professores se aposentam com salário médio de R$ 2,5 mil; policiais (sem formação superior) de R$ 5,0 e os agentes penitenciários (também sem formação superior) com R$ 6,0.
    Esses valores foram visualizados nas portarias de aposentadorias no Diário Oficial do Estado. Devem ser ratificados/corrigidos, se for o caso, pela SEAP que administra os recursos humanos do Estado.
    Creio que grande parte dos professores, senão a sua totalidade, tem formação superior.
    Há uma inversão de valores inaceitável. Não estou dizendo, com isso, que os salários dos policiais e dos agentes penitenciários são altos o que estou dizendo é que professor ganha muito pouco.
    O Serviço Público precisa controlar melhor (níveis de desempenho e eficiência) e não permitir estas disparidades em salários. Que cuida de bandido ganha melhor dos que ensinam nossos filhos.

  10. Laercio
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 10:47 hs

    Um pedido de desculpas aos professores seria melhor do que querer humilhar mais reclamando de suposta linguagem chula e procurar erros de gramática.

  11. zeca
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 11:21 hs

    mas o blog falou da jornada de 40 horas.
    essa tabela é para 20 horas.
    são coisas diferentes. bem diferentes.
    os novos contratos são de 20 horas.
    mas muuuuuita gente tem contratos de 40 horas.

  12. Joana
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 11:45 hs

    Esta tabela foi conseguida após anos de luta e o atual governo quer derrubar, destruir, todas as conquistas na carreira dos professores do Paraná. Conquistas expostas na tabela salarial do Plano de Carreira dos professores, a qual se extinguirá, voltará à estaca zero. Se os deputados de nosso estado aprovarem o plano do governo Richa, adeus plano de valorização na carreira do professor paranaense.
    SOMOS TODOS BRASILEIROS, mas não nos esqueçamos nunca: PARANÁ NÃO É MINAS GERAIS, NEM BAHIA, MUITO MENOS SÃO PAULO, não permitamos que façam aqui o que quiseram e conseguiram fazer com a os profissionais da educação nos estados acima citados, em especial Minas e São Paulo.

  13. Vergonha
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 12:29 hs

    O Professor deveria ter um salario que não fosse necessario
    lencinar e 3a 5 salarios para tentar viver dignamente, enquanto
    tem pessoas defedendo ele deve ser um dos assessores que trabalhou para garantir uma boquina na teta do governo nao é marcelo augusto.

  14. segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 14:19 hs

    Caro Fábio Campana.
    se realmente você não tinha noção sobre os vencimentos dos docentes da rede pública, agora você está ciente. Sua publicação (que os professores ganham 8 mil por mês) foi desnecessária porque as pessoas informadas não acreditariam nisso, visto que pouquíssimos professores recebem esse valor. Não é a realidade da grande maioria, não porque não se esforcem para isso, mas sim porque leva anos, não é fácil. Agora você deve ter entendido que a reivindicação não é por salário, mas porque não querem que o governo Richa detone o plano de carreira, conquistado a duras penas….
    se por um lado você acha estranho que professores tenham feito comentários com equívocos de ordem gramatical, eu também acho estranho que um jornalista faça publicações sem antes ter pesquisado o que não sabe.

  15. marli
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 15:01 hs

    Existe sim esses salários entre oito e nove, mas devem ser em torno de 3 mil professores em final de carreira com quase todo o PDE elevado e uns 30% de gratificação. É uma vida inteira de dedicação. E esses professores trabalharam mais da metade do tempo de serviço sempre com 40 horas semanais sem nenhuma hora atividade. Concordo que o estado do Paraná está inchado…Mas não dá para colocar a conta nas costas dos professores do ensino básico.

  16. Marcelo da Rocha
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 18:19 hs

    Precisamos analisar essa situação com mais cuidado: a) governador praticamente provocou a greve. Por que? Quais os motivos? b) Sobre a greve do funcionalismo, não somente dos professores, se aborda apenas a questão do salário. E o fundo de previdência como fica? Pouco se fala nisso, c) Antes dessas ações, o governador aumentou o próprio salário, vencimentos dos secretários e concedeu benefícios de quatro mil reais para o judiciário. Dizem as más línguas que vai conceder também aos conselheiros do TC. Qual administrar tenha bom senso, toma esse tipo de atitude em meio a uma crise? Penso que o que esta posta na mídia é apenas uma cortina de fumaça para encobrir coisas mais sérias ou governador resolveu proclamar uma aristocracia dentro de uma democracia.

  17. Jacqueline Lins
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 20:12 hs

    Opa…. agora sim! Hombridade!

  18. Theago
    terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 – 10:47 hs

    Seu primeiro POST encontra-se muitíssimo equivocado. O sr. não deveria dizer na Média, e sim, no Máximo 8 mil reais. Simples: R$ 4300,00/20h igual a R$ 8600,00/40h semanais. Esta informação, “no máximo” que está correta.(vide: Final da Tabela)
    Então para que a média seja de 8 mil reais (arredondando os valores) o sr. poderia afirmar que, hipoteticamente, se 50% dos servidores ganhassem o salário inicial, ou seja, R$ 2472,00/40h ou outros 50% teriam que ganhar em torno de R$ 11056,00/40h? (que viagem) ou numa hipótese mais simples, caso o sr. não seja bom em cálculos. Podemos partir do principio que TODOS (100%) dos funcionários ganham 8 mil reais. Correto? Então, dúvidas esclarecidas! Espero que o sr. entenda que sua média não bate com a realidade NEM MESMO COM A PRÓPRIA TABELA.
    E caso precise de ajuda para calcular médias. Basta pegar o salário de TODOS os professores e dividir pela QUANTIDADE de professores que há no estado. Seu professor de matemática básica do Ensino Médio deve estar chorando agora vendo este post de péssimo gosto.

  19. Mauro Bandeira
    terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 – 19:06 hs

    Prezados colegas professores.

    Também vou resumir: estão dando ibope para este cidadão. Se não replicarem os posts dele ,poucas pessoas conheceram.
    Deixem a caravana passar.

    Saudações!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*