PSC quer negociação entre Governo e APP mediada pela Assembleia | Fábio Campana

PSC quer negociação entre Governo e APP mediada pela Assembleia

unnamed

Reunida na manhã de hoje na sala das comissões da Assembleia Legislativa, a bancada do Partido Social Cristão (PSC) decidiu pedir ao Governo e APP Sindicato uma negociação com mediação da Assembleia Legislativa como condição para votar (contra ou a favor) os projetos que causam impacto na carreira dos servidores e nas contas do Estado. Essa proposta foi apresentada ao líder do Governo na casa, deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), convidado a participar da reunião.

Segundo o deputado Paranhos, o resultado dessa negociação deve ser assinado pelas partes e avalizado pela Assembleia. “Entendemos como fundamental que haja pré-disposição e boa vontade entre as partes para negociar, evitando prejuízos aos servidores e à sociedade paranaense”, afirmou o líder da bancada, deputado Paranhos.

Com 12 deputados, o PSC tem a maior bancada do parlamento estadual.


12 comentários

  1. jaime rodrigues
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 14:51 hs

    APP SINDICATO, NUNCA FALA DOS 60% AUMENTO EM 04 ANOS.

    AGORA QUINQUENIO, QUEM ESTÁ NO TRABALHO DEVE CONTINUAR, TEM QUE RETIRAR PARA OS NOVOS FUNCIONÁRIOS,

    VALE TRANSPORTE É PARA TRABALHAR , QUEM NAO TRABALHO NAO PODE TER DIREITO,,,, PROFESSOR QUE ARRUMA DESCULPA PARA NAO TRABALHAR, NAO PODE RECEBER VALE TRANSPORTE PARA IR PARA A PRAIA.

    AJUSTES EM ESCOLAS, REDUÇÃO DE FUNCIONARIOS, SOU A FAVOR.

    TÁ NA HORA QUE TODOS CUIDAREM DO ESTADO ,, CHEGA DE MORDOMIAS NAS ESCOLAS E UNIVERSIDADES.

    CHEGA DE ELEIÇÃO NAS ESCOLAS, SEMPRE TEM O PT NA FRENTE, QUE NAO FAZ NADA.

    SOU A FAVOR SALARIOS MAIORES PARA QUEM DA RESULTADO MELHOR PARA A EDUCAÇÃO, NADA DE NIVELAR POR BAIXO, QUEM FAZ MELHOR GANHA MAIS.

  2. Antonio Alvaro Rosar
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 15:16 hs

    Sou contra tirar os direito já adquiridos, auxilio transporte estou totalmente de acordo Jaime Rodrigues e deveriam ver também e reavaliar a grande quantidade de readaptados, pois tem cada caso que é um absurdo, tipo não posso ver os alunos dai readapta e vai dai exercer um serviço particular onde a freguesia é gente inclusive crianças e adolescentes.

  3. Jose Rosa
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 15:51 hs

    quer ganhar como professor mas nao quer exercer e quando exerce é uma porcaria de aula… diziam que precisavam de hora atividade ,, e aí, na mudou a qualidade do ensino cada vez pior e o salário cresceu..

    então não é salário é falta de comprometimento de grande parte da classe educadora.

  4. Antonio Alvaro Rosar
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 16:13 hs

    José Rosa, foi sempre assim:
    Quando não tinha vídeo cassete não dava para dar aulas a contento, as escolas ou o governo comprava, dai falta fitas gravadas, dai faltava tv, depois Dvd e hoje na maioria tudo encostado e o que faltava mesmo era a vontade de inovar.

  5. Jose Rosa
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 16:29 hs

    QUALIDADE DO ENSINO ZERO, DIZIAM QUE PRECISAVAM DA HORA ATIVIDADE, PRECISAVAM DE SALARIO MELHOR, PRECISAVAM DO TRANSPORTE VALOR ACIMA DO SERVIDOR COMUM, E QUALIDADE DO ENSINO NADA, NADA, MUDOU

  6. Jose Rosa
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 16:31 hs

    DESCULPA FUNDO ROTATIVO, SE A ESCOLA TEM CRÉDITO 10, 15 DIAS A MAIS NAO SERIA PROBLEMA.

    AGORA O TERÇO DE FÉRIAS, AGORA OS CONTRATADOS, DEPOIS QUE RECEBER,, VAO ARRUMAR OUTRA DESCULPA PARA PASSEAR E NAO TRABALHAR..

    corta o ponto , para de pagar salários, faltou no serviço nao recebe, quero ver as contas chegando e salãrio nao sendo depositado na conta.]

    Lerner passou 08 anos sem aumento, várias greves e acabavam a voltar trabalhar.

    PARAR DE ARRUMAR FUNCIONARIO GANHANDO SEM TRABALHAR PARA OS PREGUIÇOSOS DA APP SINDICATO.

  7. jaime rodrigues
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 16:32 hs

    arrumem outro emprego

    na iniciativa privada, quero ver se nao vão para a Rua.

    enquanto isso os pais precisam trabalhar e os filhos ficam na rua.

    que país é esse?????????????????????????????????????///

  8. ELEITOR ATENTO E BOA MEMORIA
    segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 – 18:55 hs

    É RATO FALANDO COM GATO ENQUANTO UM CHIA OUTRO MIA NUNCA VAO SE ENTENDER A NÃO SER FAZER MEDIA

  9. Dejair Fascina
    terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 – 9:05 hs

    Não sei,de onde tiraram 60 % por cento de aumento só se foi na conta de outras pessoas porque os professores e funcíonarios não receberam isso,só olhar um contra cheque ai os senhores vão perceber que não áconteceu,professor faz faculdade,pós,cursos…

  10. Viviane
    terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 – 10:35 hs

    O povo desinformado… não foi 60% de aumento. O Governo apenas fez cumprir o estabelecido pelo Governo Federal, ajustando o salário para o Piso Nacional.
    Isso foi uma decisão “lá de cima”., não foi bondade do bonitinho Richa.

    Tem que combater é a corrupção. Pessoas eleitas por nós paranaense para nos representar e cuidar de interesses do estado, estão preocupados só com eles e com as familias deles.
    Já virão politicos na fila de posto de saúde?
    Filho de político estuda só em colégio particular e quando cresce vira político também, pois se trabalhar pouco, ganha-se muito e em pouco tempo está aposentado.
    Nós temos que ter idade mínima e muito tempo de serviço (30anos de contribuição) para nos aposentar.

  11. Giovanni Fiorese
    terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 – 15:14 hs

    Muitos de vocês deveriam conhecer a realidade das escolas públicas e da condição de trabalho deste funcionários da educação. Vejo alguns comentários neste blog que simplesmente me enchem de nojo principalmente pela falta conhecimento de alguns “asnos” que acham que escola é deposito de crianças e marginais. Será que estes um dia pisaram numa escola pública ou são filhotes de papai Richa como nosso querido Betinho. Quando que ouve um aumento salarial de 60% em 04 anos, neste mesmo blog tem uma tabela de valores salariais no link : http://www.fabiocampana.com.br/2015/02/dos-mestres-sem-carinho/

  12. Benedito da Silva
    segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015 – 18:21 hs

    Sr. Jpsé Rosa:Trabalho com educação e temos problemas sim. Mas daí a aceitarmos a derrubada de todas as conquistas efetuadas em 60 anos de lutas, apenas porque o governo está com problemas de caixa, é inaceitável. O sindicato é que está a nosso reboque. Não se mobiliza esse número de pessoas da noite para o dia. Nossa indignação é grande e vamos continuar lutando pelos nossos direitos, sim. Quanto a qualidade das aulas, eleição de diretores, readaptados etc, é uma outra pauta que a sociedade deve discutir junto a suas unidades escolares e exigirem a qualidade dos serviços prestados.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*