50% dos curitibanos desaprovam gestão de Fruet | Fábio Campana

50% dos curitibanos desaprovam gestão
de Fruet

Foto: Antonio Moré / Gazeta do Povo
fruet_050115
Apenas 44% aprovam administração de Fruet, muito pouco para quem quer se reeleger.

de Chico Marés, Gazeta do Povo:

Gustavo Fruet (PDT) chega ao fim do seu segundo ano como prefeito de Curitiba rejeitado por metade da população da cidade. Segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, encomendado pela Gazeta do Povo, apenas 44% dos curitibanos aprovam a atual gestão, enquanto 50% a desaprovam. Isso representa uma queda de 22 pontos porcentuais desde abril de 2013 – quando 66% dos eleitores diziam aprovar a gestão de Fruet.

Veja a avaliação dos curitibanos sobre a gestão Fruet.

A pesquisa mostra também que uma expressiva parcela dos curitibanos está decepcionada com o prefeito: 40% consideram que a gestão de Fruet está pior do que o esperado e apenas 15% dizem que o pedetista superou as expectativas. Em abril de 2013, esses índices eram de 17% e 23%, respectivamente.

Queda na popularidade

A série histórica mostra uma forte queda na popularidade do prefeito desde o início da gestão. Em abril de 2013, ele aparecia com 66% de aprovação. Após as manifestações de junho daquele ano, esse índice caiu para 54%, em pesquisa realizada no mês seguinte. O índice se manteve no segundo semestre de 2013, mas caiu para 44% ao longo do último ano.

Para o diretor do Instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, os números mostram que a “lua de mel” de Fruet com a população acabou. “No início, a população estava paciente. Mas agora, após dois anos de gestão, ela começa a cobrar”, afirma. Ele diz ainda que o discurso de culpar a gestão anterior pelas dificuldades financeiras da atual administração também está “cansando” o eleitor.

Hidalgo afirma que é cedo para fazer prognósticos referentes a uma possível tentativa de reeleição de Fruet. Entretanto, ele pontua que essa má avaliação deve servir como um “sinal amarelo”. A aprovação pode ser um indicativo importante, ainda que não conclusivo, das chances de um governante se reeleger. Quando está abaixo de 50%, a vitória tende a ficar menos provável.

O diretor do instituto avalia, porém, que apesar de haver motivos para preocupação, há alguns fatores que podem amenizá-la. Primeiro, as avaliações negativas de prefeitos eleitos em 2012 são constantes em todo o país. Isso porque o mau momento econômico afeta a arrecadação de todos os municípios. Além disso, Hidalgo avalia que, a despeito de a gestão estar mal avaliada, a imagem de Fruet ainda é positiva para o eleitor. “O eleitor não rejeita o prefeito, mas sim sua gestão.”

Segmentos sociais

A pesquisa mostra que a avaliação de Fruet é menor entre pessoas de média e baixa escolaridade. Para Hidalgo, isso é reflexo da má avaliação dos serviços de saúde pública em Curitiba (veja infográfico).

Além disso, ele lembra que Fruet venceu principalmente por causa de sua popularidade nas regiões mais ricas da cidade, que concentram as pessoas de escolaridade mais alta. Apesar de sua aprovação estar em queda também nesse segmento, é natural que ele se saia melhor em seu reduto eleitoral.

A pesquisa foi feita entre os dias 1.º e 4 de dezembro de 2014. Foram entrevistados 816 eleitores, maiores de 16 anos. A margem de erro é de 3,5 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Saúde pública é a principal queixa da população

Para a população, a saúde é a principal pedra no sapato da gestão de Gustavo Fruet (PDT). Segundo levantamento do Instituto Paraná Pequisas, 38% dos eleitores que consideram que o prefeito não cumpre ou cumpre apenas parte de suas promessas de campanha acreditam que ele está descumprindo compromissos nessa área. Áreas como educação (11%), segurança (9%), mobilidade (9%) e pavimentação (4%) também foram lembradas.

A maioria dos eleitores de Curitiba acha ainda que Fruet não está cumprindo (47%) ou está cumprindo apenas parcialmente (15%) suas promessas de campanha. A esses eleitores, foi questionado quais promessas não estão sendo cumpridas: 38% citaram melhorias na área de saúde, incluindo a contratação de novos médicos e a construção de novos postos de saúde.

Educação

Outras áreas também foram citadas pelos entrevistados. A construção de escolas e a melhoria da educação foram lembradas por 11% da população, enquanto a construção de creches foi citada por 5%. A melhoria no transporte coletivo, incluindo a redução nas tarifas de ônibus, foi lembrada por 9%. Obras específicas, como a construção do metrô (2%), que não estava entre as promessas de Fruet, e a conclusão da Linha Verde (1%) também foram citadas pelos curitibanos entrevistados.

info_fruet_050115


9 comentários

  1. Magaiver
    segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 – 14:02 hs

    Vamos TRABALHAR FRUET !!!
    Limpeza e asfalto nas ruas, praças abandonadas, Policia de transito perdida, centro tá fedido e sujo …

  2. tadeu rocha
    segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 – 14:09 hs

    ESSES 50% QUE DESAPROVAM O NOSSO PREFEITO, SERÁ QUE ELES SABEM COMO O GUSTAVO PEGOU ESSA PREFEITURA QUE ESTAVA CHEIO DE ………., UMA VEZ O PREFEITO FALOU COMO ELE PEGOU ESSA PREFEITURA EU ACHO QUE O PREFEITO TEM QUE FALAR MAIS, Falar é facíl como esses estão falando, EU ACHO QUE CURITIBA ESTA COM UM PREFEITO SÉRIO HONESTO ETC… VAMOS PREFEITO DAR VOLTA POR CIMA COM CERTEZA.

  3. Servidor Municipal
    segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 – 14:24 hs

    Essa pesquisa deve estar errada, não é possível….44% de aprovação é MUITO!!!!! Se fôsse divulgado uns 30% ainda vai, mas 44% é um índice muito alto para uma administração tão pífia, medíocre com o povão e caloteira para com os fornecedores….
    Mas se o andamento da administração continuar desse jeito, logo ele chegará a ter no máximo uns 10 % de aprovação….igualzinho a sua coleguinha Gleisi Hoffmann….kkkkkkk

  4. JOÃOZINHO DO SUDOESTE
    segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 – 15:14 hs

    É só despachar a petezada,que sua imagem começa a melhorar,esse pessoal só atrapalha, não tem uma idéia que ajuda,só querem é carguinhoss………tetinhasssss……..

  5. Jacinto Pena
    segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 – 16:24 hs

    Concordo com o cara do sudoeste

    É só mandar a PTzada embora, dar um belo banho de sal grosso, queimar um incenso, colocar alguns “olhos gregos”, rezar um pai nosso que tudo melhora.

    É claro de Gustavo tem que pegar no trampo né meu!!

  6. fiscal de realeza
    segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 – 18:31 hs

    50% ta bom é metade o resultado da pesquisa do beto é assustador depois do pacote de maldades ja sao 70% contra o beto pacotero

  7. street
    segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 – 22:02 hs

    Ué não era ele que estava em terceiro e vcs colocaram ele em primeiro?? agora chupem!!!

  8. joao
    segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 – 23:16 hs

    Os remédios impopulares que o prefeito teve de aplicar para sanear o caixa da prefeitura foi relativamente amargo. Isto deixa quaLquer administrador sério impopular.
    Porém, acreditamos que as medidas adotadas foram insuficientes, pois, deveriam reduzir salários de secretarios e comissionados que são excessivos em relação aos resultados práticos gerados à cidade de Curitiba. O desempenho do funcionalismo em geral em todas as hierarquias é muito inferior aos da inicitiva privadas, em função de metas e resultados. Os funcionários públicos são concursados e gozam de estabilidade, portanto, apenas cumprem horários, logicamente, que existem trigo e joio, porém, temos de aceitar e pagar o preço através do caminho mais fácil, ++++ ISS, IPTU, ITBI TAXAS, MULTAS,……ETC..

  9. tadeu rocha
    terça-feira, 6 de janeiro de 2015 – 12:58 hs

    JACINTO PENA VOCE FALOU TUDO É ISSO AI, O NOSSO PREFEITO ELE É BOM ESTA FALTANDO MUITO POUCO PARA ELE SER UM BOM PREFEITO. ESSA PETEZADA SAI DELE, ELES ESTÃO FAZENDO TUDO ISSO, COMO FIZERAM COM L.DUCCI, ATE NA SAUDE…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*