Richa cria comitê para elaboração do Plano Estadual de Educação | Fábio Campana

Richa cria comitê para elaboração do Plano Estadual de Educação

conselho

O governador Beto Richa criou nesta sexta-feira o Comitê Gestor do Plano Estadual de Educação. A assinatura para criação do comitê foi no Palácio Iguaçu, em Curitiba, e marcou a solenidade de comemoração dos 50 anos do Conselho Estadual de Educação. Até julho de 2015 o Plano Estadual deverá estar pronto e encaminhando para a Assembleia Legislativa.

O Comitê será vinculado ao gabinete do governador e abrangerá vários segmentos da educação paranaense, como redes municipais de educação, Sistema S, Federal das Apaes, App-Sindicato, Sindicato das Escolas Particulares. “É mais um instrumento para contribuir com ideias e sugestões para termos, cada vez mais, capacidade e condições de apresentar as melhores propostas de ações efetivas em favor da educação do Paraná”, afirmou Richa, na solenidade, que teve a presença do vice-governador Flávio Arns.

Ele também cumprimentou o Conselho Estadual de Educação pelo Jubileu de 50 anos. “O conselho merece todo o nosso respeito e reconhecimento pela boa parceria que temos. Ressalto o diálogo que cultivamos, que sempre foi o ponto alto de nossa administração, na busca de um ensino de qualidade no Paraná”, disse o governador.

O trabalho do Comitê será organizado pelas Secretarias de Estado da Educação, da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e Conselho Estadual de Educação. “Será um comitê de alto nível para que seja construído um plano de interesse comum à população paranaense e que traga resultados ao futuro da educação pública”, destacou o secretário de Estado da Educação, Paulo Schmidt.

50 ANOS – O Conselho Estadual de Educação é responsável pela autorização, renovação, supervisão e avaliação das instituições de ensino estaduais, municipais, púbicas e privadas, da educação infantil ao ensino superior do Paraná.

O presidente do conselho, professor Oscar Alves, destacou os avanços da educação no Estado. “O Paraná é um dos únicos estados brasileiros a investir em educação mais do que o piso presente na Constituição Federal, que é de 25% do orçamento. Somente neste ano, serão destinados mais de 35% do orçamento para a área”, ressaltou.

Ele citou os investimentos em transporte escolar, na merenda adquirida dos agricultores familiares, a construção de novas escolas e reforma das já existentes e a criação das Brigadas Escolares. “Comemoramos nossos 50 anos com vitórias como essas, e desejamos agora mais autonomia em nossa atuação”, disse.

“Devemos ao conselho muitos dos avanços da educação no Paraná, em seus diferentes níveis. Mas também buscamos a sua modernização e uma nova visão de futuro”, destacou o secretário Paulo Schmidt.

Participaram da solenidade o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes; o presidente do Conselho Nacional de Educação, Gilberto Gonçalves Garcia; o presidente da Associação Nacional de Instituições de Ensino Superior Público e reitor da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), Nelson Aldo Bona; o reitor da Universidade Federal do Paraná, Zaki Akel Sobrinho; o secretário estadual da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho; o diretor-presidente do Tecpar, Júlio Félix, além de ex-presidentes do conselho, que receberam homenagens.

PRÊMIO – Durante a solenidade, foi lançado o Prêmio de Educação do Paraná – Educador Raul Gomes, que busca incentivar as inovações na área da educação feitas por alunos, professores e pesquisadores das escolas de educação básica e instituições de ensino superior. As inscrições para o prêmio acontecerão no primeiro semestre de 2015, enquanto a seleção e premiação ficarão para o segundo semestre. O concurso serve para identificar e divulgar projetos que apresentam avanços nos processos de ensino e de aprendizagem.

O prêmio é uma homenagem a Raul Gomes (1889-1975), paranaense ilustre nas áreas educacional, jornalística e cultural. Gomes foi professor formado pela Escola Normal de Curitiba e bacharel em Direito pela Universidade Federal do Paraná, atuou no ensino primário e secundário. Foi também professor na UFPR. Ele foi signatário do Manifesto dos Pioneiros pela Educação Nova, firmado em 1932, que defendia as ideias do Movimento pela Escola Nova no Paraná. Sua atuação no jornalismo permitiu iniciativas de campanhas em prol da cultura paranaense, como a construção da Biblioteca Pública do Paraná e do Teatro Guaíra.

Raul Gomes atuou para a criação de instituições culturais e artísticas como o Centro de Letras do Paraná, o Instituto Histórico, Geográfico e Etnográfico do Paraná, a Academia Paranaense de Letras, a Escola de Música e Belas Artes do Paraná, a Sociedade de Cultura Artística Brasílio Itiberê, a Sociedade Amigos de Alfredo Andersen e a Academia Feminina de Letras do Paraná.

REVISTA – Também foi apresentada no evento uma edição especial da Revista Criteria, órgão oficial do Conselho de Educação, que circulou de 1965 a 1992 e publicava a legislação das áreas de educação e de cultura, vinculada à época. A nova edição conta com uma linha editorial com artigos dos conselheiros, histórico da entidade e uma entrevista com o primeiro presidente do Conselho de Educação, Véspero Mendes, secretário de Estado da Educação de 1964 a 1965.

A ideia é continuar com a revista no próximo ano, com periodicidade a definir, com debates, artigos e opiniões de professores e alunos. Uma edição online também estará disponível na internet.

SELO – Foi lançado, ainda, um selo comemorativo pelos 50 anos do conselho. Ele será usado para alimentar a postagem do órgão e da Secretaria da Educação para correspondência. Uma logomarca foi especialmente criada para o Jubileu de Ouro (1964-2014) com um pinheiro estilizado. O selo ainda possui imagem da tela “Pinheiro” (1971), do pintor paranaense Theodoro de Bona (1904-1990).


3 comentários

  1. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 5 de dezembro de 2014 – 23:21 hs

    Comitês,palavras bonitas que são para enrolar,nunca vi tanta enrolação num governo.

  2. Siderlei
    sábado, 6 de dezembro de 2014 – 8:53 hs

    Faça um plano pra paga os funcionários da educação tmbm. Já que está aumentando os impostos.

  3. Profeta
    sábado, 6 de dezembro de 2014 – 19:15 hs

    Conclamo os paranaenses a entrar em contato com QUALQUER ESCOLA ESTADUAL do território paranaense para tomar conhecimento de que as 3 últimas verbas do fundo rotativo estão atrasadas e muita escola está comprando fiado ou com ítens essenciais faltando…gás, material de limpeza e material de expediente e sem previsão de repasse…A melhoria da Educação só acontece quando o essencial acontece.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*