O Paraná de hoje é melhor que o de ontem, afirma Beto Richa | Fábio Campana

O Paraná de hoje é melhor que o de ontem, afirma Beto Richa

Governador Beto Richa. Foto: Ricardo Almeida/ANPr

O governador Beto Richa fez um balanço da primeira gestão no Governo do Estado (2011 – 2014) e diz que o Paraná está melhor hoje do que há quatro anos. “Fizemos muito. Temos números que nos orgulham e que comprovam o progresso do Estado no nosso primeiro período de governo”, destaca.

Richa destaca que a forma de governar colocou em primeiro plano o diálogo e o respeito. “Estive em todos os 399 municípios. Administramos de forma apartidária, sem rancores. Demonstramos ao Paraná o compromisso que temos com o desenvolvimento do Estado e com o bem-estar das pessoas”, disse o governador.

Beto lembrou do primeiro grande programa lançado por ele em 2011, o Paraná Competitivo. “Voltamos para a agenda dos investidores nacionais e estrangeiros. O Paraná recebeu R$ 35 bilhões em investimentos produtivos. É o maior ciclo de industrialização do Estado, com a criação de 200 mil novos empregos”, ressalta.

Outra área que mereceu destaque foi a assistência social. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o Paraná tirou 92 mil pessoas da extrema pobreza em quatro anos. “É o resultado do programa Família Paranaense, que une ações de 18 áreas de governo. Este é um programa com porta de entrada e de saída, sem caráter assistencialista e sim com oferta de oportunidades”, explica o governador.

O Estado tem hoje cerca de 145 mil famílias que já foram atendidas com complementação de renda. Esta é outra ação do programa Família Paranaense, que está presente em 100% dos municípios. “São R$ 603 milhões aplicados na área social, maior investimento já feito no setor numa única gestão”, afirma o governador Beto Richa.

O governo criou ainda o Piso Paranaense de Assistência Social, que transfere recursos para os municípios assistirem famílias em situação de vulnerabilidade social. As pessoas que buscam amparo também encontram ajuda nos 679 Centros de Referência em Assistência Social do Estado.

Nos últimos quatros foi autorizada a construção de 29 Centros da Juventude, com investimento 75 milhões, e outros R$ 147 milhões foram destinados para atividades de proteção e garantia dos direitos da criança e dos adolescentes. O Paraná também foi o primeiro Estado a elaborar um Plano Decenal para este público.


13 comentários

  1. chico
    terça-feira, 30 de dezembro de 2014 – 12:39 hs

    para elenao para o eleitor

  2. luiz
    terça-feira, 30 de dezembro de 2014 – 12:56 hs

    Melhor que ontem, nao sei!
    Com certeza melhor que 2015!!!

  3. zangado
    terça-feira, 30 de dezembro de 2014 – 13:02 hs

    E o orçamento público detonado?
    O serviço público está tão ruim como era antes porque não há governança pública.
    O Paraná que vai bem é o Paraná da atividade privada, que o governo pega carona para dizer que só porque ele existe as coisas boas acontecem.
    O governo reeleito que sequer cumpriu metade de suas anteriores promessas de campanha vai cumprir quais promessas agora?
    Estão registradas em cartório?
    Alguém saberia aponta-las?
    Conversa para quem está mais 4 anos na cadeira mesmo com toda a inaptidão para o cargo – já proverbial!
    Conta outra, esse filme já conhecemos desde a Prefeitura …

  4. PORTUÁRIO
    terça-feira, 30 de dezembro de 2014 – 13:26 hs

    ESSA PESSOA DEVE ESTAR VIVENDO NO PAÍS DA ALICE, DAS MARAVILHAS, POIS O PARANÁ, SEGUNDO OS JORNAIS, SEGUIDAMENTE ESTÁ A PROCURA DE EMPRÉSTIMOS, INCLUSIVE DE VERBAS ORIUNDAS DA JUSTIÇA ESTADUAL!

  5. Devechi
    terça-feira, 30 de dezembro de 2014 – 14:27 hs

    Pode até estar melhor, já as finanças… há!!!! as finanças, o povo é que paga a conta e, como paga….

  6. Johan
    terça-feira, 30 de dezembro de 2014 – 15:51 hs

    Caro FÁBIO, repassar ao GOVERNADOR BETO que os indicadores nesses últimos 04 anos, tiveram uma melhora, é verdade, porém não é o BICHO. Menos BETO, menos BETO. Inúmeras comunidades instaladas na área rural dos municípios ainda estão sem água tratada e muito menos com água, principalmente nas regiões mais carentes e secas. Melhorar o olhar para os pequenos produtores que ainda não possuem uma residência digna, comparada a produção que geram. Agilizar a melhoria do sinal de internet existente, porém o atual ainda é muito precário, que não atende a fórmula divulgada e anunciada como propaganda. Acelerar o processo de instalação de melhoria nos modais rodoviários e ferroviários, para escoar a safra com mais agilidade e consequentemente frete mais barato. Atenciosamente.

  7. Jorge Lindoner
    terça-feira, 30 de dezembro de 2014 – 20:00 hs

    Se melhorou tanto, por que o aumento dos impostos?

    Estamos realmente cansados de tanta incompetência na gestão pública, quer municipal, estadual e principalmente federal.

    Na hora do aperto financeiro, a única solução visualizada é o aumento de impostos, sem a mesma contrapartida no aumento dos salários.

  8. Paulo Szlapak
    terça-feira, 30 de dezembro de 2014 – 21:00 hs

    Olha eu posso até acreditar que o Paraná de hoje é melhor do que o de ontem, porém estou plenamente arrependido de ter votado no Beto, ele só pensa em arrecadar, no ano passado foi a ST “substituição tributária”, não concordei mais confiei e acreditei ser necessário, no entanto quem paga somos nós, existe produtos que tiveram 18% de aumento, se não bastasse, vence a eleição e dá um verdadeiro golpe no povo criando o tarifaço, aumentando abusivamente o IPVA em 40 %, e os demais impostos em 12, 18 e até 25% em até 95 mil ítens de consumo popular, e a base de apoio do governador comprada, prostituída com cargos e benesses, o Beto é um traidor e os demais traidores segue abaixo, incluindo o protagonista principal DESTA TRAIÇÃO AO POVO PARANAENSE VALDIR ROSSONI a quem eu admirava.
    Ademar Traiano (PSDB)
    Ademir Bier (PMDB)
    Alexandre Curi (PMDB)
    Artagão Jr. (PMDB)
    Bernardo Ribas Carli (PSDB)
    Caíto Quintana (PMDB)
    Cantora Mara Lima (PSDB)
    Cleiton Kielse (PMDB)
    Douglas Fabrício (PPS)
    Dr. Batista (PMN)
    Duílio Genari (PP)
    Elio Rusch (DEM)
    Evandro Jr. (PSDB)
    Felipe Lucas (PPS)
    Fernando Scanavaca (PDT)
    Francisco Bührer (PSDB)
    Gilberto Ribeiro (PSB)
    Jonas Guimarães (PMDB)
    Luiz Accorsi (PSDB)
    Luiz Claudio Romanelli (PMDB)
    Luiz Eduardo Cheida (PMDB)
    Marla Tureck (PSD)
    Mauro Moraes (PSDB)
    Nelson Garcia (PSDB)
    Nelson Justus (DEM)
    Ney Leprevost (PSD)
    Osmar Bertoldi (DEM)
    Pedro Lupion (DEM)
    Plauto Miró (DEM)
    Rasca Rodrigues (PV)
    Rose Litro (PSDB)
    Stephanes Jr. (PMDB)
    Waldyr Pugliesi (PMDB)
    Wilson Quinteiro (PSB)

  9. fiscal de realeza
    quarta-feira, 31 de dezembro de 2014 – 7:43 hs

    BASTA SABER SE TEM ALGUM IDIOTA PARA ACREDITAR NESSE CRETINO GOVERNADOR PALHAÇO LADRAO DO NOSSO DINHEIRO METEU A MAO EM ATÉ 300% NO DETRAN MAIS 40% NO IPVA MAIS DE 95 MIL PRODUTROS COM AUMENTO DE ICMS 11% NO BOLSO DOS APOSENTADOS VAI TE CATAR SEU MERDA ORDINARIO

  10. fiscal de realeza
    quarta-feira, 31 de dezembro de 2014 – 7:45 hs

    E ACREDITAMOS QUE 2015 SEJA MELHOR AINDA QUE ESSES QUATROS ANOS DO BETO POIS ELE NAO TEM MAIS NADA PARA METER A MAO NO BOLSO DOS PARANAENSES

  11. jair
    quarta-feira, 31 de dezembro de 2014 – 10:26 hs

    Desde quando, impostos altos e sem emprego e nenhuma infraestrutura, tanto que as industrias não vem para o Paraná e as daqui querem ir embora.

  12. Rudo
    quarta-feira, 31 de dezembro de 2014 – 12:34 hs

    Melhor? sim, mas não por causa de seu “excelente governo”.
    Perguntem aos professores se concordam com o governador.
    Ninguém é capaz de elencar 10 obras do governo Beto Richa.

  13. Beatrix Kiddo
    quinta-feira, 1 de janeiro de 2015 – 22:07 hs

    O Beto está certo, ele não vai falar dele mesmo. Apoiado Beto mas faça-me um tremendo favor, nestes próximos anos no trono que, serão os últimos, trate de trabalhar bem mais do que trabalhou. E outra coisa, acabe com esta mania de empregar tudo quanto é amigo e parente, o Estado não é pai de ninguém, ou pelo menos não deveria ser. Diretores da estatal da luz indo jogar xadrez durante a semana não é coisa que se admita.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*