O fermento que Ratinho colocou no PSC | Fábio Campana

O fermento que Ratinho colocou no PSC

ratinho_141014-300x197

De Rogério Galindo, Caixa Zero:

Ratinho Jr. conseguiu mais um gol ontem para o pequeno PSC, que dirige no Paraná, com a primeira vitória do partido para presidir a Câmara de Curitiba. O partido, em 2012, já tinha aumentado a sua bancada para seis vereadores. É a maior da cidade no momento.

Desde que assumiu o partido, que não é nem de longe um dos maiores do país, Ratinho já conseguiu fazer com que o PSC chegasse a quatro deputados federais (serão 2 a partir de 2015), elegeu a maior bancada da Assembleia Legislativa, com 12 deputados, e conseguiu a Secretaria de Desenvolvimento Urbano para si.

Não se trata de vitória pequena. E no caso da Assembleia, ao contrário do que se possa imaginar, não foram só os votos dele que geraram a enorme bancada. Ele conseguiu 300 mil votos, o que elegeria três parlamentares. Os outros foram eleitos porque o PSC atraiu gente nova com votação razoável em todo canto do estado.


6 comentários

  1. Carlos Armando
    quinta-feira, 18 de dezembro de 2014 – 16:44 hs

    Uma pena que o Ratinho afinou, ficou com medo de enfrentar o Traiano na ALEP.

  2. MENSALEIRO JÚNIOR
    quinta-feira, 18 de dezembro de 2014 – 18:47 hs

    RATINHO TRAIU MEU VOTO, SE VENDEU AO BETO POR UMA SECRETARÍA, NUNCA MAIS TEM MEU VOTO E NEM DOS MEUS AMIGOS E FAMILIA. VÁ SER MERCENÁRIO ASSIM NO INFERNO.

  3. ayrton
    quinta-feira, 18 de dezembro de 2014 – 19:02 hs

    Não da para entender como um candidato que faz mais de 300 mil votos perde para um que fez 69 mil a presidência da ALEP. Alias é bom todos ficarem bem espertos¨pois o governador tem costume de passar a perna naqueles que foram fiéis a ele.Principalmente agora que ele não precisa da ajuda deles……

  4. Beatrix Kiddo
    quinta-feira, 18 de dezembro de 2014 – 19:47 hs

    O Ratinho está vindo pela beiradinha, quietinho mas eficiente. Quer ver quem é que vai ter a coragem de enfrentá-lo em 2018. Ele sobre a rampa do palácio Iguaçu sem nem precisar fazer força. Força Ratinho.

  5. Anônimo
    sexta-feira, 19 de dezembro de 2014 – 8:52 hs

    Votação de Deputado nunca serviu de critério para eleger Presidente da Casa, tanto no Legislativo Paranaense, como também qualquer câmara de vereadores.
    Nessas disputas a decisão é sempre por aquele que o Executivo opta, no caso da Assembléia, o Governador teve a preferência pelo ]Dep. Traiano, que esta com suas CONTAS REPROVADAS, junto a Justiça Eleitoral.
    Resumindo, a decisão é política, quem têm mais poder, decide e pronto!…..

  6. Perseu Guido 21
    sexta-feira, 19 de dezembro de 2014 – 16:07 hs

    Se não houvesse segundo turno… ele já era prefeito há dois anos… não é mesmo Fabio?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*