MON apresenta mostra sobre os 50 anos de carreira de Jaime Lerner | Fábio Campana

MON apresenta mostra sobre os 50 anos de carreira de Jaime Lerner

lerner -

O Museu Oscar Niemeyer (MON) estreia nesta quinta-feira (11), às 19h, a mostra “Das Vozes da Cidade”, sobre os 50 anos de arquitetura e urbanismo de Jaime Lerner, ex-governador do Paraná. A exposição, na sala 06, ficará em cartaz até 15 de março de 2015. Além da exposição, na noite de quinta também acontece, no MON, o lançamento do livro de crônicas de Jaime Lerner, Quem cria, nasce todo dia, editado pela Travessa dos Editores.

A exposição traz um panorama da carreira de Jaime Lerner, que no início de 1970, quando foi pela primeira vez prefeito da capital paranaense (1971-1975), projetou Curitiba como uma referência internacional, o que o tornou um dos nomes mais conhecidos e respeitados da arquitetura e urbanismo.

“Das Vozes da Cidade” percorrerá Curitiba e visitará outras cidades que aqui buscaram sua inspiração. Como a imaginação e a inspiração se transformaram na ideia que ganhou a imprensa, as bibliotecas, os fóruns internacionais de discussão urbana.

Com curadoria de Valéria Bechara, a mostra traz desenhos, fotos, vídeos, depoimentos, croquis e maquetes. “A obra é o trajeto, da inspiração à ideia, um rastilho que inspira. Não uma utopia, posto que o ideal é dissociado de lugar ou possibilidade, enquanto que o que ele inspira é a ideia de um sonho possível”, pontua.

Sendo três vezes prefeito de Curitiba (1971-75/1979-83/1979-93) e duas vezes governador do Paraná (1995-99/1999-2003), Lerner tem um legado definido, bem estruturado e inspirador. Na liderança da equipe, Curitiba se tornou uma referência urbana, com outras cidades adotando o sistema de transporte coletivo desenvolvido na época. Em 2001, Lerner foi eleito presidente da União Internacional dos Arquitetos e seu nome ainda é referência do urbanismo no mundo inteiro.

O projeto do edifício do Museu Oscar Niemeyer foi executado quando Jaime Lerner era governador do Estado, em seu segundo mandato (1999-2003). Inaugurado em 2002 como Novo Museu, este espaço se tornou ao longo de 12 anos referência em arte e cultura no Brasil e no mundo.


5 comentários

  1. CORINGA
    terça-feira, 9 de dezembro de 2014 – 13:08 hs

    O REQUIÃO DISSE QUE FAZ QUESTÃO DE IR NA EXPOSIÇÃO SÓ PARA COMPARAR TUDO O QUE O LERNER FEZ E O QUE ELE NUNCA FEZ.

  2. Mauricio Dias
    terça-feira, 9 de dezembro de 2014 – 14:09 hs

    Precisa colocar lá um troféu para o Sr Lerner por ter instituído o pedágio mais caro do Brasil no Norte do Paraná.

  3. QUESTIONADOR
    quarta-feira, 10 de dezembro de 2014 – 13:51 hs

    -Será que vai ter a maquete das concessionárias de pedágio das estradas do Paraná???
    -Ou quem saba talvez um biarticulado com a forma de cifão?

  4. Ina
    quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 – 14:35 hs

    falem o que quiserem… saudades do tempo de Lerner.

  5. Jose Otavio Sizenando
    quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 – 17:31 hs

    Tive o grande prazer, nos dois mandatos de governador poder servir quase que diariamente por volta das 07:00hs da manhã um cafezinho para o governador Jaime Lerner, ele gostava de passar em nossa Panificadora antes de chegar ao Palácio do governo, sempre conversamos sobre tudo menos sobre política. Na Sabor de Pão ali na Mateus Leme próximo ao bosque João Paulo II, lembra Jaime bons tempos!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*