Jaime Lerner, o cronista | Fábio Campana

Jaime Lerner, o cronista

jaime lerner  - livro-_

Hoje (11), no Museu Oscar Niemeyer, a partir das 19h, estará à venda o livro Quem cria, nasce todo dia, da Travevssa dos Editores. São crônicas de Jaime Lerner, onde ele relembra os eventos mais interessantes da vida, da infância aos dias de hoje, do maior urbanista vivo do planeta. O lançamento do livro se dará na abertura da exposição em homenagem aos 50 anos de carreira de Jaime Lerner.


12 comentários

  1. Magaiver
    quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 – 16:41 hs

    Que não conte sua vida pública e pedágios !

  2. quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 – 17:41 hs

    Ele pode ser inteligente mas,ele coimo responsável pelo pedagio rodoviário,mais caro do Brasil. Nao construiu estradas, mas as pedágios. O trabalho de Ney Braga,Paulo Pimentel,Jaime Canet,José Richa e Alvaro Dias, depois nada mais foi feito,isto por Jaime,Requiao,e agora esta sendo retomado pelo Beto. Requiao e Lerner da Capital Curitiba,acabaram com o transporte rodoviário. Do Paraná,Empresas Rodoviárias,estao em fase falimentar

  3. VERDADE
    quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 – 18:46 hs

    Soh não pode falar de improbidade administrativa, corrupção e afins!

  4. TROLL
    quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 – 20:25 hs

    Quanta modéstia não?
    O Maior Urbanista vivo do Planeta?
    Haja figado…..( sem tirar os méritos do cidadão!)

  5. Dana
    sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 – 7:46 hs

    GiGi vai lá prestigiar ?

  6. Apartidário
    sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 – 8:14 hs

    Anos amargos na gestão desse cidadão. Empreiteiras, empresas de engenharia e arquitetura engordaram suas contas naquele período.

  7. jose marcos
    sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 – 12:12 hs

    Jaime Lerner, o Cronista, o Vendedor de Rodovias, O que tentou vender a copel, O do B.O. do Banestado………

  8. Marli
    sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 – 13:09 hs

    Se a maioria responsável julgou, como contrariar?
    No tempo dele, quando viajávamos via buracos, comendo tempo e destruindo
    carros, o pedágio não passava de alguns reais.
    E vai subir, subir … Só abaixa se algum proprietário da concessionária for eleito.
    Como não tenho pressa, graças a Deus, aprecio a natureza da Graciosa graciosamente.
    Será que sempre a maioria está certa? Cristo o diga!

  9. sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 – 13:51 hs

    Falará dos pedágios e do Banestado?

  10. anti-petista
    sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 – 14:23 hs

    Lavem as viúvas Requianetes…com a choradeira.

  11. Luiz Carlos
    sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 – 14:54 hs

    Grande Jaime lerner, curitiba
    Deve o que é a ale

  12. Anônimo
    sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 – 16:52 hs

    Impossível omelete com ovos inteiros. O Anel da Integração interioriou a indústria Enorme avanço nas comunicações, nos transportes entre regiões interioranas. As concessões foram as pioneiras no Brasil, dai, a couraça jurídica dos contratos.
    Tirem as travas dos olhos Pensem grande, pensem macro

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*