Extorquido não busca sombra, diz Sérgio Moro | Fábio Campana

Extorquido não busca sombra, diz Sérgio Moro

SergioMoroGilFerreiraAgCNJ

Do Blog do Josias:

Pilhados na Operação Lava Jato, executivos da Mendes Júnior e da Galvão Engenharia confessaram o pagamento de propinas na Petrobras. Mas alegam que foram extorquidos. Responsável pelo caso, o juiz paranaense Sérgio Moro leva o pé atrás. Ele triturou o lero-lero com um par de frases:

“Quem é vítima de concussão [crime atribuído a servidor que exige vantagem indevida], busca a polícia e não as sombras. Não há registro de qualquer resistência da parte do investigado quanto à suposta exigência, surgindo a admissão parcial dos fatos somente agora, quando já preso cautelarmente por esse mesmo crime e outros.”

Moral: Não é que o crime não compensa. É que, quando compensa, tem outro nome.


2 comentários

  1. Beatrix Kiddo
    terça-feira, 2 de dezembro de 2014 – 20:48 hs

    Ká ká ká os corruptores agora estão pondo a culpa nos corrompidos, como se nesta história tivesse algum ingenuo ou inocente. Cambada de vagabundos.

  2. quarta-feira, 3 de dezembro de 2014 – 11:50 hs

    O s homens das empreiteiras inventaram um novo nome para a corrupção – EXTORSÃO – . a bem da verdade o DOUTO MAGISTRADO não se deixou levar pelo canto da SEREIA ou por mais esse absurdo da defesa em dizerem que foram extorquidos. O MAGISTRADO entendeu muito claramente, mas MATOU A COBRA QUE SE ARRASTAVA – SORRATEIRAMENTE E MOSTROU O PAU, Quem é extorquido não paga DENUNCIA. E, agora EMPRESÁRIOS qual a nova “toada”, porque essa não emplacou, a ser tocada?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*