Dilma encerra o 1.º mandato com a pior avaliação no Paraná | Fábio Campana

Dilma encerra o 1.º mandato com a pior avaliação no Paraná

Foto: Jonathan Campos/Agência de Notícias Gazeta do Povo
dilma_agua

Pesquisa mostra que 59,8% dos paranaenses reprovam a gestão da petista. Cenário mais desfavorável havia sido logo após os protestos de 2013.

de André Gonçalves, Gazeta do Povo:

A presidente Dilma Rousseff encerra 2014 com o menor índice de aprovação entre os paranaenses desde que assumiu o 1.º mandato. De acordo com levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, 34,9% dos moradores do estado aprovam a gestão da petista, 59,8% desaprovam e 5,29% não sabem ou não opinaram. Foram ouvidas 1.530 pessoas entre os dias 27 de novembro e 3 de dezembro e a margem de erro é de 2,5 pontos porcentuais para mais ou menos.

Nas cinco sondagens anteriores feitas a partir de 2011, a aprovação mais baixa, de 41,05%, havia sido registrada em agosto de 2013, sob os efeitos das manifestações de junho. Os números indicam que os paranaenses estavam mais satisfeitos com a petista ao longo da primeira metade do mandato, quando a aprovação se manteve acima de 60%. O maior patamar, de 71,71%, foi alcançado em dezembro de 2012.

A queda da aprovação se deveu, segundo o diretor do Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, ao desgaste sofrido por Dilma durante a campanha eleitoral e, depois disso, pelo escândalo da Petrobras. Por último, ele ressalta o componente local do conflito entre ela e o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB). “A imagem de que o governo dela perseguiu o Paraná colou.”

Durante a campanha, Richa afirmou ser vítima de um boicote do governo Dilma nas negociações para a liberação de empréstimos que totalizavam R$ 1,9 bilhões e pelos baixos investimentos federais na comparação com outros estados. O discurso ajudou a consolidar a vitória expressiva de Aécio Neves (PSDB) no estado, com 60,98% dos votos válidos contra 39,09% da petista.

Se o 2.º turno tivesse sido realizado no período da atual pesquisa, Dilma correria o risco de ter um desempenho ainda pior. Do total de eleitores que votaram nela, 11,63% disseram que não repetiriam a escolha. Dos que não votaram na petista, 4,34% declararam que mudaram de ideia. “O quadro atual está ainda mais difícil para a presidente do que na eleição porque ela está sem espaço nos meios de comunicação, enquanto é bombardeada pelas denúncias de corrupção na Petrobras. Durante a campanha, Dilma ainda contava com a exposição do horário eleitoral”, diz o cientista político da UFPR Ricardo Costa de Oliveira.

Na comparação da sondagem do Paraná Pesquisas com o levantamento nacional do CNI/Ibope divulgado no dia 17 de dezembro, os paranaenses aparecem como menos satisfeitos com Dilma do que a média do país. Segundo a pesquisa CNI/Ibope, a aprovação dos brasileiros em relação à administração atual subiu de 48%, em setembro, para 52%, em dezembro.

Para Hidalgo, a petista vai começar o 2.º mandato diante de um dilema: recuperar a imagem em estados como São Paulo e Paraná ou concentrar esforços onde é mais bem avaliada, como no Nordeste. “Não vai ser fácil, mas há caminhos. Ela vai precisar ser uma ‘Super-Dilma’, a presidente parceira dos prefeitos e do governador”, diz Hidalgo.

Oliveira concorda, mas cita que tudo depende dos rumos da economia. “O índice de aprovação registrado no Paraná pode ser definido até como moderado. A questão da inflação, por exemplo, será decisiva para o que vai acontecer daqui para frente.”

info_dilma_221214
Infográfico: Gazeta do Povo.


12 comentários

  1. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 22 de dezembro de 2014 – 14:30 hs

    Pelo jeito a avaliação do Beto Richa aqui no Parana é recorde.Deve ter baixado o IPVA,os pedágios e ter dado um alento aos espoliados contribuintes.Também deve ter feito estradas pontes e feito um revolução de cair o queixo a governantes Suecos.
    Na proxima eleição que tal dar titulo de eleitor para os asnos votarem,quem sabe sua escolha é melhor que as nossas.

  2. segunda-feira, 22 de dezembro de 2014 – 15:04 hs

    Paraná Pesquisa, SENSUS, Veritá, que davam até 18 pontos do Aécio na frente da Dilma no segundo turno, ahh tá bom, estou acreditando.

  3. jaime rodrigues
    segunda-feira, 22 de dezembro de 2014 – 15:09 hs

    FORA PTZADA

    FORA PTRALHAS

    FORA MENSALEIROS,

  4. fiscal de realeza
    segunda-feira, 22 de dezembro de 2014 – 18:07 hs

    parana nao conta cambada de ordinarios idiotas a maioria conta e ela ganhou as eleiçoes e acabou

  5. segunda-feira, 22 de dezembro de 2014 – 18:43 hs

    Que trio encima dessa carro meu Deus do céus!

  6. FUI !!!
    segunda-feira, 22 de dezembro de 2014 – 20:19 hs

    Se 34,9 % ainda aprovam a Dilma é sinal que existem otários neste Paraná
    lamentavelmente. Quem não consegue avaliar o “fumo” que está levando
    deste governo deverá mudar para Cuba para sentir mais à vontade…

  7. ELEITOR CONSCIENTE
    segunda-feira, 22 de dezembro de 2014 – 21:10 hs

    OLHA O REQUIÃO FELIZ NO CARRO COM A GLEISY E A DILMA ,
    O MOTORISTA DESTE CARRO DEVERIA SER PRESO POR TRANSPORTAR TANTA DROGA JUNTA.

  8. PIMENTA PURA
    terça-feira, 23 de dezembro de 2014 – 5:42 hs

    Falou, ELEITOR CONSCIENTE !!! É muita droga para pouco carro.
    O pior é que a Gleisy e Requião são Paranaenses…

  9. VERDADE
    terça-feira, 23 de dezembro de 2014 – 8:35 hs

    Gostaria mesmo de saber qual foi a avaliação do Beto! Aqui no Paraná dizer que a Dilma foi mal avaliada eh chover no molhado. Que novidade…

  10. LUIZ B.
    terça-feira, 23 de dezembro de 2014 – 10:41 hs

    E A POUCA AVALIAÇÃO QUE TEVE,SE DEVE AOS OTÁRIOS QUE VOTARAM NELA, AÍ DE VÍTIMA PASSARAM SER CÚMPLICES DESSA QUADRILHA.

  11. fiscal de realeza
    terça-feira, 23 de dezembro de 2014 – 11:02 hs

    FUI

    TU DEVERIAS TER IDO SEM SER LEMBRADO QUE É UM VERDADERO IMBECIL ASSIM COMO SEU GOVERNADOR

  12. Do Interior....
    quarta-feira, 24 de dezembro de 2014 – 7:56 hs

    Imcompetência do PT. Só visualizam o dinheiro no bolso e o dá votos. O resto não importa!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*