Dilma deve anunciar pelo menos 12 ministros na próxima semana | Fábio Campana

Dilma deve anunciar pelo menos 12 ministros na próxima semana

katiaabreu
Pacote inclui, entre outras, pastas como Agricultura, Comunicações e CGU

Na semana que vem, antes mesmo da viagem para o Rio marcada para sexta-feira, a presidente Dilma Rousseff deverá anunciar um pacote com pelo menos 12 ministros de seu segundo mandato, entre eles a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) para a Agricultura. Desde a sua reeleição, foram confirmados apenas Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento), Alexandre Tombini (Banco Central) e Armando Monteiro (Desenvolvimento). Esta equipe econômica deverá tomar posse assim que for concluída a votação do projeto que libera o governo do cumprimento da meta do superávit primário (economia para pagamento dos juros da dívida pública), prevista para terça-feira, no Congresso.

Antes de tomar posse no ministério, Kátia precisará ser reempossada na presidência da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA) para, então, se licenciar e passar à Esplanada. No anúncio em bloco dos nomes, que deve ocorrer entre terça e quinta-feira, estarão os atuais ministros que serão confirmados no cargo e novos ocupantes das pastas. O atual titular do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, que foi coordenador da campanha de Dilma, irá para a Secretaria Geral, substituindo Gilberto Carvalho, fiel escudeiro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está sem destino certo. Gilberto já manifestou desejo de ir para a Funai.

Entre as novidades, o governador da Bahia, Jaques Wagner, deverá ser anunciado no Ministério das Comunicações, que ganharia corpo, passando a administrar as verbas de publicidade. Wagner teria a missão de tocar a regulação econômica da mídia, defendida pela presidente na campanha.


2 comentários

  1. ferreira
    sábado, 6 de dezembro de 2014 – 13:41 hs

    Pela música que a banda está tocando —- marcha fúnebre —- será um ministério efêmero .

  2. justino bonifacio martins
    sábado, 6 de dezembro de 2014 – 17:12 hs

    O PCB, o velho Partidão tem criticado os novos ministros; pergunto o Partidão tem força para sustentar um ministério com os seguintes nomes: Edmilson Costa no Planejamento, Valdir Silveira, na Agricultura, Ivan Pinheiro no Banco Central e José Paulo Neto na educação? Creio que não! Então porque toda essa firula? Ministérios se formam dentro da correlação de forças; que pode mais, leva mais. Ministérios de esquerda, com comunistas, só com revolução e o PT não fez revolução; então o que quer o Partidão? Estão fazendo ” análise” (?) com o binóculo invertido.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*