Crime do Morro do Boi | Fábio Campana

Crime do Morro do Boi

O Juiz da Vara de Execuções Penais do Estado do Paraná determinou nesta sexta (12), a soltura e o cumprimento da pena em regime domiciliar do réu Juarez Ferreira Pinto, acusado do Crime do Morro do Boi em Guaratuba. Juarez foi submetido a exames médicos e criminológicos que constataram o seu precário estado de saúde. Neste momento familiares e o advogado Claudio Daledone Júnior estão nas dependências do Complexo Médico Penal em Pinhais, aguardando a liberação de Juarez Ferreira Pinto.


5 comentários

  1. Selbach
    sábado, 13 de dezembro de 2014 – 9:31 hs

    Fabio, no alto da sua experiencia você pode me dizer se o Estado é ou não é responsável pela integridade física e mental de um prisioneiro? Pelo jeito foi na cadeia que ele ficou do jeito que a nota informa. Ele estava preso para ser ressocializado ou para ser destruido?

  2. Othon
    sábado, 13 de dezembro de 2014 – 13:41 hs

    Coitadinho.

  3. Laís Ferreira H. Correia
    sábado, 13 de dezembro de 2014 – 15:49 hs

    O Estado não deveria aplicar isonomia ao réu condenado, conferindo-lhe a mesma integridade que o “prisioneiro” conferiu à vítima assassinada?

  4. Marli
    sábado, 13 de dezembro de 2014 – 23:06 hs

    A pena dele, termina na terra?
    Repasso a pergunta.

  5. SOLANGE LOPES
    domingo, 14 de dezembro de 2014 – 11:05 hs

    O cara comete um crime hediondo, passa uns aninhos na cadeia, está doente, deixa morrer na cadeia, sofrendo os seus horrores até o último de seus dias.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*