Com incentivo, grupo paranaense investe R$ 205 milhões para ampliar produção | Fábio Campana

Com incentivo, grupo paranaense investe
R$ 205 milhões para
ampliar produção

parana competitivo - grupo

O governador Beto Richa assinou nesta quinta-feira (04/11) o protocolo de intenções que inclui a empresa Gonçalves e Tortola (GT Foods) no programa de incentivos Paraná Competitivo, do Governo do Estado. O grupo atua há mais de vinte anos no abate e comércio de aves e vai investir R$ 205 milhões na ampliação de unidades em dez municípios paranaenses. A iniciativa deve criar mais de mil empregos diretos.

“Essa assinatura representa o sucesso do Paraná Competitivo, que além de trazer novos investimentos ao Estado, viabiliza a ampliação dos empreendimentos já instalados no Paraná, como é o caso da Gonçalves e Tortola”, ressaltou o governador. “O fortalecimento dessa indústria trará uma série de benefícios ao nosso Estado, com a geração de emprego e renda aos nossos trabalhadores”, afirmou Richa.

O secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Horácio Monteschio, destacou a importância do Paraná Competitivo na atração de investimentos privados ao Estado, que chegam a casa de R$ 35 bilhões, e na geração de mais de 200 mil empregos diretos.

“Temos um balanço altamente positivo do programa. O governo demonstrou que tem uma grande capacidade de atrair investimentos e contribuir com a consolidação de empresas importantes para o Estado”, destacou Monteschio. “Desta vez é a Gonçalves e Tortola, que tem uma atividade muito expressiva na área de abate de aves”, disse.


3 comentários

  1. zangado
    quinta-feira, 4 de dezembro de 2014 – 19:18 hs

    Não precisa governar, cuidar do orçamento público, ser “probus administrator”, basta que os empresários invistam …

    A sociedade e o servidor público, no entanto, recebem a fatura da incúria dos 4 anos passados.

    Governar é bater palma para si mesmo.

  2. quinta-feira, 4 de dezembro de 2014 – 19:29 hs

    Este cara conhecido por Cileninho,já aplicou alguns golpes,como concordatas ou recuperação judicial!,de golpes em golpes em agricultores e produtores,e pequenos prestadores de serviços,esta se tornando uma potência.Casos em Paranavaí,PARAIZO do Norte assim,vai caminhado,as malandragens.Eu entrei em uma em Paranavaí,combinado com Avicola Fe.ipê?

  3. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 5 de dezembro de 2014 – 9:20 hs

    A Gazeta não publicou,

    Fosse uma telha quebrada em uma Escola ESTADUAL,

    Hummm, dava bloco inteiro do Jornal da RPC.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*