Beraldin no bico do corvo | Fábio Campana

Beraldin no bico do corvo

O movimento que pede a retirada do ex-deputado Neivo Beraldin (PDT) da Delegacia Regional do Trabalho do Paraná ganhou um novo capítulo. Em anúncio na Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo, o Sindicato Nacional de Auditores Fiscais do Trabalho pediu na sexta-feira o afastamento de Beraldin do cargo.

Acusações de terror, perseguição na superintendência e até embargos à fiscalização estão entre os motivos para a bronca dos auditores com Beraldin.


7 comentários

  1. Miguel Jorge Rosa Neto
    segunda-feira, 8 de dezembro de 2014 – 13:35 hs

    Não seria BERALDIN, ao invés de BEIRALDIN?

  2. Esmael Voraz
    segunda-feira, 8 de dezembro de 2014 – 17:01 hs

    Deveriam perguntar a SERGIO MORO juiz da Lava Jato como ele ve o ex deputado Beraldin, por sua atuação na CPI do Banestado….é isso que os tais “auditores” deveriam fazer…

  3. Beatrix Kiddo
    segunda-feira, 8 de dezembro de 2014 – 18:41 hs

    O ex-vereador quis ser mais real do que o rei, agora volta ao anonimato de onde nunca deveria ter saído. Quem se habilita é dá um empreguinho para o Neivo? Gente, o cara vai ficar na rua da amargura e sem direito ao Auxílio-desemprego, cargo comissionado não conta com este tipo de benefício.

  4. daniela
    terça-feira, 9 de dezembro de 2014 – 10:50 hs

    Concordo com o Esmael. Pq sera de fato que estes auditores querem a saida do Neivo. Por essa e outras que so vemos noticias de corrupçao, pois quando um politico combativo como o Beraldibn exerce o papel de fiscalizador, incomoda muita gente.

    A sociedade deve ficar mais atenta e apoiar a permanencia do Neivo. Importante dar uma pesquisada e ver seu trabalho na cpi do Banestado, na fiscalizaçao atraves do Tc das cobtas de municipios e tantas outras açoes de defesa aos interesses publicos.

  5. Leandro Palmeira
    terça-feira, 9 de dezembro de 2014 – 12:49 hs

    Toda essa profilaxia que está sendo feito no MTE, teve início a meses atrás quando Brasilia enviou um Auditor qualificado, oriundo do Rio de Janeiro, chamado Romulo Lins Ferreira, o qual indiciou vários auditores do Paraná por peculato e improbidade administrativa ( artigos 299 e 320 do Código Penal). Hoje tudo isso se encontra no Ministério Público Federal e Polícia Federal, portanto ao Superintendente Neivo Beraldin só coube cumprir para não ser responsabilizado por conivência. Seu passado e sua trajetória de três décadas na política do Paraná falam por si só.

  6. Junior Santos Meza
    terça-feira, 9 de dezembro de 2014 – 12:58 hs

    O velho corporativismo que impera na equipe de auditores do Ministério do Trabalho e Emprego não permite que pessoas como o Neivo consigam implantar idéias que realmente defenda os trabalhadores sem destruir quem dá emprego. Fiscalização sim. Toma lá da cá nunca.
    Vá em frente Neivo. Não podemos esquecer que foi você que ajudou Sérgio Moro a desvendar os enigmas do Banestado, Youssef e Cia.

  7. Luzia Assad
    domingo, 17 de janeiro de 2016 – 21:14 hs

    Em um pais como o brasil aonde, quem tem por dever extirpar a corrupção , são os primeiros a buscar os caminhos das negociatas para obter benefìcíos próprios é, de bem longe e sabida o corporativismo que cerca esses auditores .O Neivo ficou bastaste tempo levando em conta a perseguição que se emplacou contra ele, foi forte destemido como é de seu caráter. Muitos paranaenses tem orgulho de ter votado em você e de ter tido o como representante na Assembléia.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*