Taxa média de juros bate recorde: sobe de 42,8% para 44% ao ano | Fábio Campana

Taxa média de juros bate recorde: sobe de 42,8% para 44% ao ano

Do Globo:

Os bancos nunca cobraram juros tão altos das famílias brasileiras. A taxa média subiu de 42,8% ao ano para 44% ao ano em outubro. É a maior já registrada pelo Banco Central desde que passou a contabilizar os dados na nova série histórica iniciada em 2011. Esses são os juros médios dos empréstimos feitos com recursos livres, ou seja, aqueles que as instituições financeiras têm o poder de escolher a forma que empresta. A expectativa é que as taxas continuem a subir ainda mais.

Isso porque a alta verificada nos juros de financiamentos às pessoas físicas ocorreu antes mesmo de o Comitê de Política Monetária (Copom) decidir aumentar a taxa básica (Selic) no fim do mês. Três dias depois das eleições, o BC elevou os juros básicos da economia de 11% ao ano para 11,25% ao ano. Esse movimento surpreendeu os bancos. Agora, com o custo de captação do dinheiro mais caro e a expectativa de juros ainda mais altos no futuro, as instituições devem continuar a elevar os custos dos clientes.

Não foi apenas para as famílias que os gastos com juros ficaram mais salgados, mas para as empresas também. A taxa média cobrada pelos bancos das pessoas jurídicas com recursos livres saiu de 22,8% ao ano para 23,4% ao ano. É a maior desde março de 2012.


2 comentários

  1. Johan
    quarta-feira, 26 de novembro de 2014 – 14:40 hs

    Caro FÁBIO, há necessidade de informar a presidente DILMA VAGALUME de que no final do seu governo, está pactuando com os banqueiros a transferência de recursos da população aos bancos. Ela FALTOU COM A VERDADE, durante a campanha de 2.014. Alguma liderança petista poderia vir a imprensa manifestar-se contrariamente a essa posição. Essa é uma medida correta, e pode ser uma medida de proposta capitalista. Defendo a liberdade de imprensa, liberdade de opinião e liberdade de investigação. Apoio a proposta de ” o sul é o meu país” e proponho o IMPEACHMENT JÁ da DILMA, antes da posse, para evitar maiores constrangimentos a sociedade. Atenciosamente.

  2. Beatrix Kiddo
    quarta-feira, 26 de novembro de 2014 – 14:54 hs

    e o mais triste de tudo isto é que os bancos ditos “populares” como a Caixa e o BB também praticam estes juros. E a pobre da ex-seringueira é que ia tirar a comida da mesa dos BF, imagine se isto fosse verdade. Mas como apostando no mais do mesmo temo que aguentar, este é o nosso carma, sofrer até reencarnar em outra coisa qualquer.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*