Sem dinheiro, Fruet acumula dívidas | Fábio Campana

Sem dinheiro, Fruet acumula dívidas

unnamed
Paraná Online

Depender da prefeitura de Curitiba ou de algum órgão vinculado à administração pública municipal como fonte pagadora de serviços ou produtos, definitivamente, não foi um bom negócio neste ano, já que a entrega do que foi contratado não garantiu o pagamento dentro do prazo esperado.

Os relatos de pessoas e empresas que desde o primeiro semestre aguardam para receber os vencimentos atrasados se espalham por diferentes setores, de papelarias a empresas de serviços essenciais e continuados, como saúde, transporte coletivo, manutenção e limpeza pública. Além disso, servidores cobram o acerto de horas extras.

Proprietário da Infodigital Acessórios de Informática e Papelaria, Jefferson Cezar Pereira, que há sete anos abriu a microempresa, viu o seu negócio balançar diante da inadimplência. “Recebendo ou não, preciso pagar os meus fornecedores. O jeito para não aumentar ainda mais o rombo foi desistir da participação em novos pregões para fornecer material para a Secretaria Municipal de Educação, porque pela regra eu tenho que fornecer mesmo sem a quitação dos empenhos anteriores”, explica. “Estamos acostumados a lidar com demora de até 30 ou 40 dias da data combinada, mas já passou o dobro do tempo. Até o início deste mês ligávamos para a prefeitura e não tínhamos nem previsão de quando seria acertado isso”, conta Jefferson. A expectativa é que o pagamento saia na segunda semana de novembro.

Os quatro empenhos vencidos da empresa de Jefferson somam R$ 6 mil, mas a situação se agrava entre prestadoras de serviços com contratos mais longos. De acordo com o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Paraná (Seac-PR), o montante das dívidas da prefeitura com as empresas que realizam o serviço de limpeza pública ultrapassa R$ 10 milhões. “A preocupação maior é como ficará o fluxo de caixa dessas empresas se esses valores não forem saldados até o final do ano, período que exige um fôlego financeiro ainda maior das organizações, porque envolve pagamentos extras, como o décimo terceiro salário”, aponta o diretor de marketing do Seac, Manoel Ribeiro Júnior.

Juntas, as empresas do setor afetadas pela inadimplência da prefeitura destinam seis mil trabalhadores para serviços continuados de higienização e manutenção de prédios, parques, creches, ruas, praças e postos de saúde. “Buscamos o entendimento com a secretaria de governo, até porque uma eventual paralisação desses serviços afeta diretamente a população de Curitiba e milhares de famílias que possuem suas fontes de renda vinculadas às empresas de asseio e conservação”, acrescenta.

Pelo acompanhamento do sindicato, há empresas que desde julho não recebem os valores devidos pela prefeitura. Sobre novos prazos para saldar a dívida, o diretor do Seac afirma apenas que “existe uma sinalização da secretaria de governo de que o acerto de contas será ainda neste ano”.
A lista de credores do município é extensa. Empresas de transporte coletivo alegam que a Urbs tem atrasado sistematicamente o repasse dos pagamentos.

A gestora do sistema admite que o problema é causado por falta de dinheiro no caixa. Hospitais filantrópicos – Cajuru, Santa Casa, Pequeno Príncipe e Erasto Gaertner – cobraram na última semana R$ 43,8 milhões em verbas federais relativas aos serviços prestados pelo SUS, que estariam atrasados há mais de 20 dias. A prefeitura promete regularizar a situação até o final desta semana.

Apesar da série de atrasos, por enquanto a Promotoria do Patrimônio do Ministério Publico do Paraná não recebeu qualquer representação relacionada à inadimplência da prefeitura de Curitiba.


17 comentários

  1. Anti-petista
    segunda-feira, 10 de novembro de 2014 – 18:43 hs

    Não se preocupa não Fruete, sabe… a Gleisi … ela vai te ajudar…

  2. Lancaster
    segunda-feira, 10 de novembro de 2014 – 18:54 hs

    “O canditado mais bem preparado”. era o que dizia o Fruet. Só que não. Pior prefeito da cidade de Curitiba até o atual momento, torço para que melhore até o término do mandato – mas dúvido muito.

  3. Observador Atento
    segunda-feira, 10 de novembro de 2014 – 19:51 hs

    Um Conselho ao Prefeito: Mantenha em cargos comissionados apenas aqueles que produzem e trazem resultados (Talvez uns 10%). Voce sabe perfeitamente, que muitos sequer cumprem seus horários de trabalho. Reveja a questão das horas extras dos servidores. Não faca cortes horizontais. Há funcões que precisam de trabalhos extras.Parece que esta faltando assessoria competente ao prefeito. Cuidado com aqueles que por inseguranca procuram afastar da administracão pessoas competentes. Voce meu amigo Fruet, por influência de terceiros, não tem dado valor a alguns funcionários altamente capacitados e comprometidos com a administracão, simplesmente porque foram fiéis a outras administracões. Na verdade, foram fieis à prefeitura e aos interesses dos munícipes. Estes sempre serão fieis. Ainda há tempo de rever muita coisa. Acredite nos verdadeiros amigos! Naqueles que querem que voce tenha uma administracão de sucesso.

  4. Lorena Bettega
    segunda-feira, 10 de novembro de 2014 – 23:18 hs

    Votei no Fruet pensando que ele iria melhorar a vida de nós servidores públicos.
    O que vejo hoje é um desrespeito total. Cortaram tudo o que tínhamos, inclusive as horas extras que muitas vezes são necessárias ao trabalho. Acabo trabalhando de graça estas horas, um absurdo ….. é isto que ganhamos . FORA PT ! Fora Fruet

  5. VISIONÁRIO
    terça-feira, 11 de novembro de 2014 – 6:10 hs

    O negócio é pedir dinheiro para o PT…

  6. Beltão
    terça-feira, 11 de novembro de 2014 – 8:25 hs

    Essa foto com o rosto do Prefeito e a bandeira do PT de fundo é a verdadeira imagem crise que Curitiba vem enfrentando com a péssima gestão.

    Prefeito você é o único resposnsavél pela sua equipe,não abriu a caixa preta da URBS,e ainda por cima subiu a tarifa de onibus de nossa cidade sendo a 4º mais alto dentre as capitais, mas, as condições do tranpoarte publico para quem usa não mudou nada, o ligeirão Norte, que leva 170 mil por dia, continua atrasando. Todo o dinhiro do PAC 2 foram colocados na URBS com instalação de cameras e paineis que só informam o obvio “dirija com cuidado, evite acidentes” 67 milhões para fazer isto?

    Esperar o que de um prefeito que não toma decisão, fraco, e ainda esta de rabo preso com o PT, pior gestão de toda historia de nossa capital.

    Parabéns Gustavo vc já fez historia………….

  7. BigPaul
    terça-feira, 11 de novembro de 2014 – 8:28 hs

    Parente meu pega os remedinhos de diabetes e pressão lá na Ouvidor Pardinho, há seis anos.
    Nunca, em todo esse período, faltou um tipo de comprimido sequer; nem na era Ducci, quando essa cidade virou de pernas pro ar.
    Em compensação, na atual administração, durante todo esse tempo, ele conseguiu trazer sua receita completa.
    Um mês, falta um comprimido; mês seguinte o outro, e alguns já avisaram que não virão mais.
    SEM FALAR NA QUALIDADE DOS PRODUTOS. Antes,eram produzidos por laboratórios de renome nacional. Hoje, só não foi visto nada ainda, produzido pela LABORGEN, aquela mesma do YOUSSEF, e do André Vargas, lembram? – O resto, dos farinheiros que atende as prefeituras petistas, já vieram todos. Dá-lhe petismo canalha.

  8. Servidor Municipal
    terça-feira, 11 de novembro de 2014 – 8:29 hs

    Parabéns Prefeito….isso que é “exemplo”…..continue assim que você vai ver onde a Prefeitura irá parar……

  9. tadeu rocha
    terça-feira, 11 de novembro de 2014 – 8:38 hs

    prefeito GUSTAVO o povo tem que saber que você pegou a prefeitura num estado terrível , só que prefeito a tua irmã tem que falar mostrar para povo o que as dividas que vocês pegaram, falaram na época e só, nao o povo tem que saber prefeito você é grande prefeito , mostre a realidade das coisas,,,

  10. LUIZ B.
    terça-feira, 11 de novembro de 2014 – 9:01 hs

    SE PREPARE POVÃO,O IPTU DO PRÓXIMO ANO VEM BEM SALGADO,VAI TIRAR O DINHEIRO QUE GASTOU NAS CAMPANHAS CORRU=PT=ISTAS,PREFEITINHO DE UM MANDATO SÓ.

  11. Beatrix Kiddo
    terça-feira, 11 de novembro de 2014 – 9:04 hs

    O Guga passou o ano passado todo pondo a culpa no Ducci, foi ele que fez o orçamento para 2013. E quem é que fez o orçamento para 2014? O Guga tem certeza de que o povo é idiota, porque só fã, capacho ou idiota é que acredita nas explicações inexplicáveis do cara. Se continuar a mentir assim toma o troféu de Mentiroso do Ano hoje nas mãos do Pinoquião.

  12. terça-feira, 11 de novembro de 2014 – 9:42 hs

    “Quem não teve ou não tem divida que atire a 1ª pedra. União, Estados e Municípios estão todos endividados. Alguns até ultrapassaram o limite legal de endividamento. Mas que é preocupante é…” – Profº Celso Bonfim

  13. CLOVIS PENA -Ninguém viu isto?
    terça-feira, 11 de novembro de 2014 – 12:06 hs

    Parece que a posse foi ontem.
    As notícias que repercutem diariamente a situação financeira deplorável na prefeitura não têm similar há décadas !
    Não é possível entender que o histórico modelo de gestão que foi a nossa prefeitura chegue ao ponto de ver garis parados e o hospital do câncer sem receber as devidas verbas !
    Um diagnóstico corriqueiro da perspectiva operacional possível em função de um orçamento básico, no início da gestão, teria identificado gargalos ou pontos críticos na pretendida gestão.
    É de se imaginar que ou não foi feito ou não foi correto.
    Uma coordenação entre setores como finanças, administração, recursos humanos e outras áreas fins é fundamental.

  14. Carlos Business
    terça-feira, 11 de novembro de 2014 – 12:16 hs

    O Gustavo Fruet foi atuante no legislativo, mas não tem vocação para o executivo.
    Só tem uma saída, choque de gestão, contenção de custo, enxugar a maquina administrativa, diminuir os secretariados, congelamento salarial, contenção de despesas, são apenas algumas das medidas necessárias.
    Dinheiro público deveria ser tratado com mais responsabilidade.
    Já falei e torno a repetir, o principio de qualquer gestão, quem não tem competência não se estabelece!
    A prefeitura deve ser gerenciada como uma grande empresa privada. A equipe de trabalho deveria ser de primeiríssima qualidade, experiente e preparada.
    Desculpa-me, mas esta equipe de gestão da prefeitura é muito fraca e sem talento!
    Se encaminhar o curriculum dos secretariados da prefeitura de Curitiba para as multinacionais, a maioria deles dificilmente seriam selecionado para um gerência qualquer, muito menos para diretoria. Não se fala dos baguás de segundo e terceiro escalão.
    Qual a experiencia que Leonora Fruet tem para ser secretária de finanças de um capital importante como Curitiba? Será que teria perfil para ser diretora financeira de uma multinacional?

    Acorda Fruet!

  15. Beltão
    terça-feira, 11 de novembro de 2014 – 13:43 hs

    É grande e inadmissivel a mentira de que Curitiba não tem dinheiro.

    É inadmissível a mentira que a arrecadação diminuiu.

    Basta verificar os aditivos para os contratos de publicidade: 1.198.173,13 em aditivo para a secretaria da mulher, a qual está nas mãos da ptista Roseli Isidoro…

  16. Alberto Roth
    quarta-feira, 12 de novembro de 2014 – 10:45 hs

    Onde o PT põe a mão dá nisso! Foi assim também aqui em Ribeirão Preto, com o ex prefeito Antônio Palocci Filho que quebrou Ribeirão e que graças à Deus sumiu daqui.Mas infelizmente foi à Brasilia ajudar a quebrar o Brasil.

  17. Educador
    quarta-feira, 12 de novembro de 2014 – 19:58 hs

    Enquanto isso o governo do Estado e as férias no caribe vão bem

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*