Paraná dobra desconto no pagamento à vista do IPVA | Fábio Campana

Paraná dobra desconto no pagamento à vista do IPVA

unnamed

Para enfrentar os apertos de caixa, vem aí mais uma medida arrecadadora. A Assembleia Legislativa aprovou nesta segunda-feira (3) o desconto de 10% para o pagamento à vista do IPVA. A data de pagamento será definida pelo governo estadual na regulamentação da lei. O projeto volta ao plenário nesta terça-feira (4) para votação final. “O governo está dobrando o valor do desconto e vai beneficiar o contribuinte que enfrenta dificuldades com a crise financeira no país. O desconto de 10% no IPVA representa uma economia considerável no orçamento familiar e também dará um fôlego de caixa para o Executivo”, disse o líder do governo na Assembleia, Ademar Traiano (PSDB).

O proprietário do veículo também poderá optar pelas regras atuais para pagamento do imposto, com desconto de 5% para quitação em parcela única, em fevereiro. O IPVA também poderá ser pago em até 5 parcelas mensais iguais, sendo a primeira em março e a última em julho. O projeto isenta do pagamento contribuintes com débitos de IPVA anteriores a 31 de dezembro de 2009. Essas dívidas variam de R$ 180,00 a 194,00 e a cobrança judicial seria mais cara que o valor da dívida.

Outra novidade do projeto é que os proprietários de veículos terão prazo máximo de 30 dias para comunicar a venda ao Detran, caso contrário, mesmo após a venda, o antigo dono poderá ser responsabilizado pelo pagamento do IPVA.

Arrecadação

Os municípios recebem 50% do valor arrecadado com o IPVA, de acordo com o número de veículos emplacados em cada localidade. Para o exercício 2014, o Detran registrou 4.170.833 veículos no Paraná. O aumento é 5,15% na comparação ao ano de 2013. O imposto pode ser quitado diretamente no caixa de atendimento, com o número do Renavam, nas instituições bancárias credenciadas ao Governo do Paraná: Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Sicredi. Ou também por boleto bancário que deve ser impresso no site da Fazenda em “serviços rápidos”.

Com o IPVA em atraso o proprietário não recebe o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). O documento é de porte obrigatório, na forma original, e só é emitido após a quitação do licenciamento, das multas, além do Imposto. O não pagamento do IPVA também impede a transferência de propriedade do veículo e a obtenção da Certidão Negativa de Débitos Tributários do Estado pelo proprietário.


2 comentários

  1. Aecionário
    terça-feira, 4 de novembro de 2014 – 8:22 hs

    Pular do petroleiro em chamas é a solução, mas primeiramente é necessário saber nadar! Será que a PTralada terá tantos botes assim para salvarem a todos? Mas se não os tiverem o Janot e o STF os têm! PQP

  2. Tomas Ferraz
    quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 – 18:29 hs

    Seria interessante um post falando sobre o aumento de 1% na alíquota (40% no total) e a queda do desconto de 5 para 3% no pagamento à vista… não acha?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*