O unívoco e o polissêmico | Fábio Campana

O unívoco e o polissêmico

gustavo-beto

Diz um palaciano que incursiona na linguística.

— Hoje, o polissêmico Fruet se encontra com unívoco Beto Richa. Inconciliável.


4 comentários

  1. Roberto
    terça-feira, 4 de novembro de 2014 – 17:05 hs

    O Fruet acha que consegue caminhar sobre uma navalha… ficar sobre o muro…

    Ele pertence ao PT… não tem liberdade de apoiar ou deixar de apoiar quem o Lulla mandar. Por isto ele não consegue se livrar dos ptistas da prefeitura…

    E aliado do ptismo o Beto não quer…

  2. CRISTOVÃO
    terça-feira, 4 de novembro de 2014 – 19:11 hs

    O pior de tudo á que ele é do…. PDT…. E O PARTIDO TAMBÉM NÃO APÓIA ELE….POIS O OSMAR DIAS NA ELEIÇÃO QUANDO O FRUET ESTAVA EM TERCEIRO LUGAR, ESTAVA TIRANDO O APOIO DA RETA E I FRUET RECLAMA QUE NÃO ESTAVA RECEBENDO APOIO DELE 9OSMAR)… O QUE DISE O OSMAR…SE NÃO ESTIVER CONTENTE SAIA DO PARTIDO… O OSMAR NÃO APOIA ELE, O PT FAZ DE GATO E SAPATO, O PMDB TAMBÉM NÃO LHE AJUDA, TÁ LASCADO

  3. Dosel Jr.
    quarta-feira, 5 de novembro de 2014 – 8:42 hs

    Manda ele pedir um Bolsa Família para a Dilma, governador.

  4. ELIO VENTURA
    quarta-feira, 5 de novembro de 2014 – 9:31 hs

    Fruet, está na hora de dar o seu grito de Liberdade!
    Junte-se aos bons e serás um deles!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*