O Diabo veio para ficar | Fábio Campana

O Diabo veio para ficar

diaboSambando

Parece que o diabo resolveu prolongar indefinidamente a sua estadia, saindo da campanha para instalar-se no mundo real.

Sandro Vaia

Numa campanha eleitoral “a gente faz o diabo”, mas o que não contaram é que, depois da campanha, já eleitos, o diabo continuaria sendo feito.

Dois dias depois da apuração o Banco Central aumentou a taxa Selic, o que tiraria o pão da boca das crianças, segundo a propaganda eleitoral, os combustíveis aumentaram, a presidente reconheceu que a inflação que estava “sob controle” na campanha virou um problema no dia seguinte, e várias outras surpresas que podem ser resumidas assim: todo o saco de maldades que a oposição executaria se eleita foi aberta pela presidente reeleita.

Ou seja: se reeleito, faça tudo aquilo que você dizia que a oposição ia fazer. Não descansarei na luta contra a corrupção, dizia a candidata, mas a base governista da reeleita no parlamento opera os velhos truques regimentais para que a CPI da Petrobrás morra de senilidade precoce.

Da cartola do mágico saltaram notícias que estavam represadas para não sobressaltar as urnas: o desmatamento da Amazônia avançou 122% (na campanha a candidata insinuou que estava caindo), a miséria parou de cair, o desequilíbrio fiscal passou das medidas, as montadoras demitem mil por mês, e o crescimento do PIB de 2014 aproxima-se vertiginosamente do zero e o paradoxo do pleno emprego enquanto os gastos com seguro desemprego não param de crescer indica claramente que falta um parafuso estatístico para dar sentido a essa equação.

O truque dos truques, porém, estava reservado para alguns dias mais tarde: se a bola que você chuta contra o gol não entra de jeito nenhum, trate de aumentar o tamanho das traves, até a bola entrar, o governo mandou para o Congresso um projeto de lei que o autoriza a descumprir a Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO – e as metas de superávit primário que ele mesmo, governo, tinha fixado.

Com alguns malabarismos contábeis o déficit se transforma em superávit e estamos conversados. Isso disfarça, mas não elimina o problema principal: o governo está gastando muito mais do que arrecada. Cada vez mais.

À carranca da oposição (agora vitaminada por 51 milhões de votos) no Congresso junta-se a sede de vingança de certa base aliada ma non troppo que considera ter sido maltratada pelo governo na campanha eleitoral, e corre-se o risco de uma nova hecatombe, como a do decreto 8.243, esmagado na Câmara e correndo o mesmo risco no Senado.

Enquanto a presidente, a caminho da reunião do G20 na Austrália fazia uma parada técnica no Catar, o fogo amigo disparado por Gilberto Carvalho, que a acusou de não saber dialogar com a sociedade, e Marta Suplicy, que se demitia com uma carta fazendo votos que a presidente escolha uma “equipe econômica independente, experiente e comprovada” capaz de resgatar a confiança e credibilidade de seu governo” (nem Aécio Neves seria mais contundente),fazia ressoar na alma de petistas históricos, como o professor Eugênio Bucci, a sensação de que sangra em público “um sonho que não mais se reconhece”.

Parece que o diabo resolveu prolongar indefinidamente a sua estadia, saindo da campanha para instalar-se no mundo real.


4 comentários

  1. Bagrinho
    sábado, 15 de novembro de 2014 – 13:00 hs

    Está a serviço divido, sem o saber…

    Pobre Diabo…Vai ser enrabado pelo PMDB…

  2. Do Interior....
    sábado, 15 de novembro de 2014 – 14:29 hs

    É a velha mentira sindicalista/petista, apoiadas pelos velhos conselhos sociais e velhos sindicatos, velhos bogs.

    Pode-se também trocar os “velhos” por “velhacos”.

    O diabo é pai da mentira. Se o PT é o partido da mentira, logo o PT é o próprio diabo!

  3. Johan
    sábado, 15 de novembro de 2014 – 16:09 hs

    Caro FÁBIO, com os fatos não há argumentos contraditórios que se consolidem. As mentiras aplicadas antes da campanha estão sendo confirmadas pelos números do próprio governo. Os petistas são tão MENTIROSOS como o diabo. Lamentável os PETISTAS estarem proporcionando tal vergonha nacional e de tamanha envergadura. Não há o que dizer, a não ser esperar o desfecho, e que não pode ser com prisão de 06 meses nas penitenciárias, e saindo em seguida com os recursos desviados no bolso, como está ocorrendo com os mensaleiros. Nesse caso, temos que ir as últimas consequências, como disse o Ministro da Justiça Eduardo, ” doa a quem doer”, e os criminosos não tem feição, mesmo que seja da presidente DILMA VAGALUME e o LULLA MENTIROSO. Defendo a liberdade de imprensa e liberdade de opinião. Apoio a iniciativa de ” o sul é o meu país”, e proponho o IMPEACHMENT JÁ da DILMA, antes da posse para evitar mais atos vergonhosos. Apoio a LIVRE INICIATIVA. Atenciosamente.

  4. LUIZ B.
    segunda-feira, 17 de novembro de 2014 – 8:47 hs

    ENTÃO O PAI DO LULADRÃO VEIO PRA FICAR ?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*