Movimentos sociais pedem explicações de Fruet sobre aumento na tarifa | Fábio Campana

Movimentos sociais pedem explicações de Fruet sobre aumento na tarifa

De Rodrigo Batista, na Gazeta do Povo:

Integrantes da Frente de Luta pelo Transporte de Curitiba, organização que reúne movimentos sociais que buscam a redução no preço da passagem de ônibus, protocolaram na manhã desta terça-feira (11) um pedido de audiência com o prefeito de Curitiba Gustavo Fruet. Os integrantes querem explicações sobre o aumento na tarifa cobrada do usuário da Rede Integrada de Transporte, que subiu de R$ 2,70 para R$ 2,85.

Os integrantes querem que o prefeito explique o motivo do aumento. Segundo eles, há elementos para que a tarifa caia e não para que suba. De acordo com um dos membros da frente, Marcos de Oliveira, relatórios da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Municipal de Curitiba (CMC), que investigou em 2013 as licitações do transporte público, além de relatório do Tribunal de Contas (TC) do Paraná mostram que a tarifa pode ser reduzida para R$ 2,25.

“Não estamos nos baseando em algo abstrato, mas em algo concreto, que são os relatórios que mostram as irregularidades nos contratos de concessão do transporte e na possibilidade de redução da tarifa. Queremos que o prefeito explique os motivos para esse aumento”, diz Oliveira.

Os membros da Frente de Luta, segundo ele, se mostram indignados com o reajuste e farão ainda nesta terça-feira uma assembleia na Praça Santos Andrade, a partir das 18 horas, para definir diretrizes de uma manifestação. A princípio, o protesto contra o aumento da tarifa de ônibus está previsto para a próxima sexta-feira (14), mas isso ainda será definido.

“Ainda não sabemos se a manifestação pode ter o mesmo número de pessoas de 2013 (quando 10 mil participaram de protestos na capital). Ano passado tinha outro reflexo. Mas as organizações com quem estamos conversando se mostram indignadas”, explica.

A Prefeitura de Curitiba disse que recebeu os membros do movimento social e o pedido de audiência foi protocolado. Entretanto, ainda não há previsão de quando e se haverá uma conversa deles com o prefeito da capital.


7 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 12 de novembro de 2014 – 11:12 hs

    A tarifa do ônibus curitibano já havia sido aumentada pra 2,85 e voltou para 2,70. Mais de ano. Os curitibanos reclamam da qualidade do serviço prestado, mas não querem pagar pelo benefício. Cidades com o transporte público muito pior do que o da nossa cidade, cobram 3,00.
    Prefeitura, por causa da penúria, comum a todos os municípios brasileiros – mais de 5.500, e governo do estado – 26. não tem condições de subsidiar o serviço.
    Tá ai o rolo….

  2. quarta-feira, 12 de novembro de 2014 – 12:04 hs

    Aí não está o rolo. O rolo está nas planilhas apresentadas e tidas como verídicas. As Cias. de Ônibus sempre foram as maiores doadoras de campanhas políticas com o nosso dinheiro, isto é LUCROS EXCESSIVOS.

  3. Roberto
    quarta-feira, 12 de novembro de 2014 – 14:12 hs

    O Gustavo não abriu a caixa preta da urbs… agora vai ficar dificil explicar qualquer aumento.

  4. Renato Britto Barros
    quarta-feira, 12 de novembro de 2014 – 15:18 hs

    Basta querer: Basta o prefeito querer não aumentar a passagem dos onibus e a passagem não sobe.
    Dinheiro tem para fazer o subsídio: BASTA TIRAR DA COMUNICAÇÃO SOCIAL DA PREFEITURA.
    ontem a GAZETA DO POVO publicou 3 páginas da prefeitura e todas coloridas . O tema era TRANSITO. QUANTO CUSTOU ESSAS PUBLICAÇÕES ? TAI O DINHEIRO PARA SUBSIDIAR O TRANSPORTE PÚBLICO DA CAPITAL.

  5. pacheco
    quarta-feira, 12 de novembro de 2014 – 15:57 hs

    Quem tem que dar as explicações de como foi feita essa licitação e a sua planilha de custos é quem esta passeando no Caribe muito que esta preocupado com o zé povinho das Araucárias que lhe deu essa surpreendente votação.

  6. Observador Atento
    quarta-feira, 12 de novembro de 2014 – 17:21 hs

    Gustavo, é o fogo “amigo”. Se a adminsiração fosse bem, era pela participação do PT. Se vai mal, a culpa é dos outros! Assim é o PT. Nunca assume responsabilidades!

  7. imaurricci
    quinta-feira, 13 de novembro de 2014 – 10:30 hs

    Que Movimentos Sociais é estes,quem são seus líderes,quem trabalha,quem estuda de verdade,quem realmente paga impostos,quem realmente tem responsabilidades sociais.Eles só querem aparecer na mídia e na próxima eleição serem candidatos.Chega desta maldita mística de Movimentos Sociais como MST,PSTU,PC do B e outros que só querem benécias do governo e quem paga somos nós que trabalhamos 365 dias no ano para pagar estes que não trabalham,que vivem de bolsas esmolas. Tenho dito.Vão trabalhar vagabundos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*