Flagrado, presidente da Transpetro vai pedir licença do cargo | Fábio Campana

Flagrado, presidente da Transpetro vai pedir licença do cargo

sergio-machado

Do Globo:

O presidente da Transpetro, Sérgio Machado, pedirá licença do cargo por 31 dias. Ele foi citado na Operação Lava-Jato por supostamente participar de irregularidades na compra de navios para a empresa, que é subsidiária da Petrobras. O ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa afirmou em depoimento à Justiça Federal que Machado teria pago a ele R$ 500 mil para direcionar uma licitação de navios.

— Ele está deixando o cargo temporariamente para que se comprove que ele não fez nada de errado, para se defender — disse uma pessoa das relações de Machado.

O afastamento temporário de Machado foi sacramento na sexta-feira, durante a reunião do Conselho de Administração da Petrobras. No encontro, chegou a ser sugerida a demissão do presidente da subsidiária, mas um dos conselheiros colocou na mesa a ideia de que ele se licenciasse. Por cinco votos a quatro foi aprovado o afastamento temporário.

Na carta que será divulgada nas próximas horas, Machado dirá que está deixando o cargo por um mês para demonstrar que não tenta atrapalhar as investigações e ressaltará que tem “uma vida honrada, sem nenhum processo” e dirá ser “o maior interessado em toda investigação”.

Segundo senadores, Machado optou pelo pedido de licença após a consultoria Pricewaterhouse colocar seu afastamento como condição para auditar contratos da Petrobras.

De acordo com reportagem publicada pela agência de notícias Bloomberg, a PricewaterhouseCoopers, que faz auditoria externa da Petrobras, exigiu que a estatal afastasse Machado antes de poder aprovar o resultado financeiro da companhia no terceiro trimestre.

Ainda segundo a Bloomberg, o conselho de administração da Petrobras discutiu a demissão de Sergio Machado durante quatro horas na sexta-feira. A reunião, no entanto, foi suspensa sem se chegar a uma decisão. A agência de notícias informou que alguns membros do conselho temiam possíveis atritos que seriam criados com na coalizão do governo de Dilma Rousseff. Machado foi indicado para o cargo pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).


2 comentários

  1. FUI !!!
    terça-feira, 4 de novembro de 2014 – 4:56 hs

    A podridão do Petrolão continua escancarando a máfia das roubalheiras.
    Se continuarem puchando a corda a Dilma vai pedir licença para passar
    uns dias na casa do Lula…

  2. Helena
    terça-feira, 4 de novembro de 2014 – 10:04 hs

    Será que se gritar pega ladrão na Petrobrás, sobrará alguém??? Pelo menos petistas não ficará ninguém.Cambada de ladrões!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*