Comissão defenderá responsabilização criminal de agentes da ditadura | Fábio Campana

Comissão defenderá responsabilização criminal de agentes da ditadura

Do Painel, Folha de S. Paulo:

O relatório final da Comissão da Verdade defenderá a responsabilização criminal de agentes da ditadura militar (1964-85) acusados de torturar e matar presos políticos. A decisão foi tomada em reunião fechada, por cinco votos a um. O advogado José Paulo Cavalcanti foi o único contrário à ideia. Agora a comissão definirá se pede abertamente a revogação da Lei da Anistia, que protege os acusados de violar diretos humanos, ou se deixa a tarefa para partidos e movimentos sociais.

Saldo final
A comissão deve fechar em 420 o número de mortos e desaparecidos. Todos serão reconhecidos como vítimas do regime autoritário e terão suas histórias contadas no relatório.

Não deu
Uma das principais metas do grupo não pôde ser alcançada: a localização de restos mortais dos cerca de 150 desaparecidos. Só houve sucesso em um caso: o de Epaminondas Gomes de Oliveira, morto em um hospital do Exército em 1971.

Não ajudaram
Integrantes da comissão reclamam que as Forças Armadas sonegaram documentos e criaram muita dificuldade para a busca das ossadas. A queixa deve entrar no relatório final.

Só faltava essa
Entre as centenas de sugestões que o órgão recebeu de entidades civis, duas propunham a criação de conselhos para controlar a mídia. A ideia foi rechaçada pelos comissários. A censura à imprensa foi uma marca da ditadura.


10 comentários

  1. abilio ribeiro
    domingo, 2 de novembro de 2014 – 14:55 hs

    ótimo, com a revogação da lei, a dilma e sua quadrilha poderão pagar pelos crimes cometidos – assassinatos, assaltos, sequestros, etc…

  2. ferreira
    domingo, 2 de novembro de 2014 – 15:00 hs

    Agora o bicho pega, vão mexer com o vespeiro isto é com os quartéis.

  3. RISADINHA
    domingo, 2 de novembro de 2014 – 16:02 hs

    Comição do que???? Estão levando algum? De quem?

  4. domingo, 2 de novembro de 2014 – 16:17 hs

    QUEM ME CONHECE SABE MUITO BEM DE MINHA HISTÓRIA POLÍTICA, FUI JUNTO COM OUTROS AMIGOS FUNDADOR DO MDB EM FOZ DO IGUAÇU, sendo que tive diversos dissabores na minha vida pessoal e profissional. Acho, em e meu entendimnto que se houver uma CONISSÃO DA VERDADE, como a que foi criada, deve, por dever da história, ser analisada ambos os lados. Todos aqueles que defenderam a DITADURA como os que foram contrários e cometeram crimes também. A história não pode ser vista de um ângulo só, mas sim sobre todos, caso contrário não será COMISSÃO DA VERDADE, mas sim PARTE DESTA. Assim entendo.

  5. ser loque gomes
    domingo, 2 de novembro de 2014 – 19:25 hs

    Meus comentários: Comissão da Verdade? Só resta saber a verdade de quem! Prezado Abílio Ribeiro, sua vontade (assim como a minha) s infelizmente esta fadada ao desgosto, sabe quando esses “comunas” vão entrar no rol desta tendenciosa “comissão da verdade”? Nunca!
    Francisco Foltrani Freire, você demonstra ser uma pessoa que merece muito respeito, embora estivemos em lados opostos na época de turbulência nacional, não deixas de demonstrar seu caráter quando faz seus comentários, deixando claro que essa tal “comissão da verdade”, para que seja considerada como tal, deve julgar a todos que se envolveram em assassinatos naqueles tempos, ou seja: nem um nem outro! Parabéns, tens minha consideração e admiração por mostrar o que é ser Homem com H! ADSUMUS!

  6. Loop
    domingo, 2 de novembro de 2014 – 23:04 hs

    Enquanto isso os bandidos do petrolao, a raça do mensalão, cumprem pena dentro do lar … E os outros ladrões de galinha?

  7. BigPaul
    segunda-feira, 3 de novembro de 2014 – 1:18 hs

    Com tanta vergonha, tanto roubo, tanta canalhice a ser investigada só nas ultimas semanas, esse bando de desocupados está preocupado em procurar ossos? –
    Procurem ladrões, bandidos e assassinos vivíssimos dentro do partido de vocês; sim, esse mesmo do Foro S.Paulo que tomou de assalto o Brasil.Você querem é criar uma cortina de fumaça pras canalhices do próprio partido.

  8. MENSALEIRO JÚNIOR
    segunda-feira, 3 de novembro de 2014 – 8:16 hs

    O ÚNICO TIPO DE COMISSÃO QUE OS PETRALHAS ENTENDEM É DE 30% DOS CONTRATOS FIRMADOS COM EMPREITEIRAS PARA REALIZAÇÃO DE OBRAS PÚBLICAS.

  9. LUIZ B.
    segunda-feira, 3 de novembro de 2014 – 12:46 hs

    PAIS EMBURRECIDO É AQUELE QUE CONDENA SEUS HERÓIS.

  10. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 3 de novembro de 2014 – 14:02 hs

    Será a comissão pravda se interessou em saber como vivem os descendentes das pessoas mortas pelos grupos terroristas na ditadura? Lógico, esta gente não conta. Pobres diabos e pessoas comuns não despertam interesse, nem tem direito a bolsa-ditadura.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*