PT nativo, destroçado nas urnas, brilha em safra de escândalos | Fábio Campana

PT nativo, destroçado nas urnas, brilha em safra de escândalos

unnamed

Por Fernando Tupan, no Bem Paraná

O capítulo paranaense do Partido dos Trabalhadores, liderado há algum tempo por Gleisi Hoffmann, enfrenta uma catástrofe política. A legenda reverteu o crescimento lento, mas constante, dos últimos vinte anos, encolhendo e transformando-se no que é conhecido no universo da política como um partido nanico. Contudo, esses infortúnios não são os únicos ou os piores. Enquanto perde importância política, o PT paranaense se agiganta na safra de escândalos que ameaça submergir o petismo.

A própria Gleisi, ex-ministra-chefe da Casa Civil, é a porta-bandeira do vexame. A senadora paranaense corre o risco de enfrentar uma convocação da CPMI da Petrobras para explicar seus vínculos com o esquema de corrupção que foi batizado como “Petrolão”. Autoritária, adepta da censura e acostumada às enfadonhas “carteiradas”, Gleisi foi apontada pelo ex-diretor de abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, como beneficiária de R$ 1 milhão, pago em dinheiro e em quatro prestações, do carrossel de corrupção que funcionava na estatal até a deflagração da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. O dinheiro, segundo Costa, foi pago à própria Gleisi em um shopping de Curitiba.

O PT do Paraná também carrega o deputado morto-vivo André Vargas, que deixou o partido e é acusado de manter sociedade com o doleiro Alberto Youssef no laboratório-lavanderia Labogen, criado criminosamente para lesar o Ministério da Saúde. Vargas foi coordenador da campanha de Gleisi ao governo do Paraná e seus vínculos com a senadora e seu marido, o ministro Paulo Bernardo da Silva (Comunicações), são antigos e tenebrosos. Envolvem pelo menos um processo por caixa dois.

Paranaenses de peso – Outra estrela do Petrolão também tem raízes no Paraná. Trata-se do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, operador petista do esquema criminoso, que é paranaense de Terra Rica. Vaccari também era conselheiro da Itaipu Binacional, cargo do qual se demitiu depois que as denúncias de Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa o colocaram no centro do escândalo.

Embora não seja um quadro petista (foi apadrinhado pelo ex-deputado de Londrina, José Janene, do PP), Paulo Roberto Costa, primeiro delator do Petrolão, também é do Paraná. Nasceu em Telêmaco Borba, cidade de 75 mil habitantes a 249 km de Curitiba. Alberto Youssef delator e peça chave do Petrolão é paranaense de Londrina.

Outro paranaense que brilha na supersafra de escândalos petistas é Henrique Pizzolato, condenado pelos crimes cometidos no Mensalão do PT, preso na Itália com documentos falsos e uma montanha de euros e que acaba de ser solto na Itália, uma vez que a Justiça do país europeu negou sua extradição para o Brasil. Pizzolato é de Toledo, cidade do Oeste do Paraná, e chegou a disputar o governo do estado pelo PT em 1990.


13 comentários

  1. Beatrix Kiddo
    quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 12:54 hs

    Quem fim mais sinistro este do ex-casal ministerial, tiveram tanto poder na mão e conseguiram a façanha de perder tudo de uma vez só. Desde o começo eu disse, é muita areia para o caminhãozinho da princesinha, acertei na mosca. Do PB não falo nada, o cara não é de nada mesmo.

  2. jaime rodrigues
    quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 13:06 hs

    PT PARTIDO DAS TRAPAÇAS.

  3. mauro
    quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 13:13 hs

    E quem disse que as estrelas do PT não brilham mais?
    Pena que são estrelas cadentes ou seriam DECADENTES?
    O PARANÁ dá sinais de civilidade e vergonha na cara, frente estes PSEUDOPARANAENSES, Moro em Foz, sou Curitibano de nascimento com muito orgulho e esta gente NÃO ME REPRESENTA!

  4. Viezzer
    quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 13:28 hs

    Depois a Carta Capital vem lamentar que os candidatos petistas ao governo do Paraná nunca passaram do terceiro lugar.
    http://www.cartacapital.com.br/politica/gleisi-parana-e-conservador-mas-nao-e-contra-o-pt-3099.html

  5. Roberto
    quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 13:40 hs

    O Paraná vai acabar com o PT… se não por bem (voto), por cadeia nesta tigrada…

  6. ferreira
    quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 13:55 hs

    Pizzolato é de TOLEDO,,,,,,,,,,,,,,,,, tá explicado por que tem um ……..chamado TOLEDO que é fã nº2 de requião e de dilma e que gosta de fazer comentários chulos.
    O município de Toledo não merece !

  7. X da Questão
    quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 14:20 hs

    A verdadeira história da sigla PT:

    Estavam reunidos os grandes fundadores do partido, discutindo seu principal perfil: CORRUPTO, então conversa vai, conversa vem e eles chegam ao consenso que devem escolher o nome e a sigla do partido: Partido dos CORRUPTOS, porém percebem que este nome não poderia ser popular, então, precisavam escolher algo mais simpático. Analisando o perfil corruPTo, após várias horas de pensamento, observaram a junção das letras P e T na palavra CORRUPTO, e chegam a conclusão que já tinham a sigla: PT.
    Começa nova discussão: Como usar PT, sem chamar a atenção para CORRUPTO?
    Mais algumas longas horas e após vários arranjos, como Partido da Tiriva, Partido do Trabuco, Partido da Travessia, …, acharam a grande tirada => Partido dos Trabalhadores, “Agora sim, vamos engabelar o Brasil.”. E assim surgiu o Partido dos Trabalhadores PT, na verdade oriundo de CORRUPTO.

  8. ciro
    quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 14:23 hs

    AINDA NÃO ACREDITO QUE ACONTECERÁ ALGUMA COISA. COMODISSE GENERAL CHARLES DE GAULE EM 1945, “BRASIL NÃO É UM PAÍS SÉRIO”. DILMA ASSUME, CONGRESSO ESPERNEIA, DENUNCIAS, TALVEZ ALGUMAS PRISÕES TEMPORÁRIAS, DELATORES SAEM NUMA BOA, DEVOLVEM UM POUCO E FICAM COM MUITO E TUDO VAI CAMINHAR COMO DANTES. ESCREVAM!

  9. VLemainski - Cascavel
    quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 14:27 hs

    E o Paulo Bernardo não será responsabilizado pelo fato de permitir que funcionários dos correias distribuíssem, durante a campanha, propaganda sem chancela da Dilma?… Que vergonha… Tomara que privatizem os correios…

  10. Sergio Silvestre
    quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 14:34 hs

    Será que o chororó por empréstimos vai começar e agora não tem quem barre a não ser o SPC .Lembram-se da 445 que eu dizia que não terminaria em 2014,não terminou e talvez não terminam em 2015.
    Vem ai os professores,policiais,agentes penitenciarios etcetcetc.
    não seria melhor abrir mão da reeleição????????????

  11. Magaiver
    quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 15:49 hs

    As coisas mudam e esta galega não pode nem ir ao Shopping, imaginem então se entrar com seu carro pela contra mão na panificadora da Ecoville, o povo quebra tudo ! rs.

  12. quinta-feira, 30 de outubro de 2014 – 16:48 hs

    e os trezentos milhões do fundo dos correios que o PB fez virar pó nas arapucas (ops) empresas do Eike ?

  13. FUI !!!
    sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 6:51 hs

    Infelizmente o Paraná que foi berço de tantos políticos atuantes vai para
    o fundo do poço diante de tanta roubalheira e falcatruas de políticos como
    Gleisi, Bernardo, Vargas e tantos outros incompetentes e bandidos.
    É uma vergonha…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*