Haddad coloca gays, travestis e índios na fila prioritária do 'Minha Casa Minha Vida' | Fábio Campana

Haddad coloca gays, travestis e índios na
fila prioritária do
‘Minha Casa Minha Vida’

minhacasa minhavida

Do Diego Zanchetta, Estadão:

Uma resolução do Conselho Municipal de Habitação (CMH) definiu que gays em situação de violência, travestis moradores em albergues e índios também podem ser beneficiados com prioridade nas unidades do Programa Minha Casa Minha Vida construídas em São Paulo. A norma complementar ao projeto do governo federal, publicada hoje no Diário Oficial da Cidade, também permite incluir na fila prioritária do programa moradores em áreas limites de municípios vizinhos da capital paulista e idosos sozinhos com mais de 60 anos.

O objetivo das regras é incluir entre os beneficiários prioritários do programa centenas de gays e mulheres que sofreram ameaças ou violência doméstica e que são atendidos em albergues e moradias da Prefeitura. Dezenas de travestis que também moram nos abrigos municipais vão ter direito a tentar entrar no programa, desde que comprovem que está “oriunda de situação de rua”. São mais de 8 mil pessoas atendidas todos os dias nos 62 albergues, abrigos e casas de acolhimento do governo.

Prioritariamente, o programa definiu o atendimento para moradores em áreas de risco, mulheres que cuidam sozinhas da família e casais de baixa renda com filhos, conforme decreto de 2009 do governo federal. Não havia categorias específicas para priorizar o atendimento de gays e de travestis sozinhos e em situação de violência, por exemplo.

Segundo movimentos de moradia que também são parceiros na construção de unidades do Minha Casa Minha Vida na capital paulista, a pessoa que mora sozinha de aluguel (seja gay, solteiro adulto ou idoso) dificilmente consegue ser beneficiada.
Na resolução publicada hoje, o governo municipal também incluiu nesse rol de possível beneficiários do programa idosos sozinhos com mais de 60 anos, moradores na capital.

Ao todo, a gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) está construindo na capital paulista 22 mil unidades do Minha Casa Minha Vida – a meta do governo é construir 55 mil até o final de 2016, para famílias que ganham menos de R$ 1.600 mensais. O programa do governo federal previa que o município parceiro nas obras poderia editar normas complementares para definir quem está em situação de vulnerabilidade na cidade.

APOIO
Fernando Quaresma, de 46 anos, presidente da Associação da Parada Gay de São Paulo, afirma que a iniciativa é inédita. “Era uma demanda antiga. A questão da violência começa inclusive dentro de casa, na família. Muitos gays expulsos da família em idade de faculdade ou de colégio não têm para onde ir. Essa violência não é só com quem está na rua apanhando”, afirmou Quaresma.

Ele disse que os travestis também não conseguem entrar no mercado de trabalho e muitos acabam indo morar nos albergues da Prefeitura. “Muitos gays formam hoje famílias de baixa renda e nunca conseguem entrar no programa”, acrescentou.
Na tenda da Secretaria da Assistência Social na Avenida Nove de Julho, na região central, é comum ver travestis da região dormindo e entrando para tomar banho.

“Muitos travestis participaram de invasões recentes para tentar conseguir o bolsa-aluguel (R$ 500 mensais) e arrumar algum lugar para morar. Mas mesmo quem já recebe essa bolsa faz tempo não consegue apartamento do Minha Casa Minha Vida”, afirmou Adriana da Silva, de 39 anos, que trabalha na tenda da Prefeitura na Nove de Julho.


18 comentários

  1. ferreira
    sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 15:23 hs

    Começou a descriminalização, o trato deve ser igual e não priorizar por opções sexuais………..já estão pisoteando a Constituição,,,,,,,,,,,,,,,, esse pt é o fomentador dos preconceitos e das intrigas sociais.

  2. Gustavo Souza
    sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 15:25 hs

    Excelente notícia, acredito que SP está caminhando muito bem com este representante, existe muita mudança a ser feita no estado, mas é impossível não observar que existe sim mudança.
    Seria interessante colocar o link Diário Oficial da Cidade.

  3. Helena
    sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 15:31 hs

    E os IDOSOS e aposentados, cada vez mais ficam esquecidos na “linda política socialista petista”.
    Por que será hein????

  4. Helena
    sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 15:35 hs

    Ah! Lembrei-me, os IDOSOS e os APOSENTADOS da INSS, ficam com “Nunca Mais Minha Casa e Minha Vida”.
    Só restam-nos a espera da nossa casa definitiva – Cemitérioooooo

  5. Flavio
    sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 16:18 hs

    É o PT está DESESPERADO.
    O Gustavito Fruet (que não herdou nadinha do pai, nem o bom humor) deve seguir na mesma linha, mas nao vai adiantar, esse é o tipico caso de um unico mandato.
    Tipo Fireff em Londrina.

  6. sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 17:29 hs

    Este Hadadeh,como ministro,lançou o KIT GEY, parece chegado!!!

  7. Beatrix Kiddo
    sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 20:36 hs

    E isto não é discriminação? Então para conseguir pagar uma casa do Minha casa Minha vida é preciso virar gay, as mulheres se declararem lésbicas mas difícil mesmo vai ser se declarar índio, já tem gente abusando do bronzeador para escurecer a pele. O poste vai se afogar com tanta demagogia. Mas os paulistanos só tem o que merecem.

  8. Luiz B.
    sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 21:16 hs

    FORA LIXARADA.

  9. Tome
    sábado, 1 de novembro de 2014 – 1:50 hs

    Fico imaginando que pensam as famílias carentes com filhos pequenos
    Onde o pai e a mãe tem que se virar para pagar aluguel..Porem um adulto tem mais prioridade do que menores….Uma bela inversão de prioridade e Viva PT….

  10. sábado, 1 de novembro de 2014 – 7:45 hs

    O PT quer dividir tudo !
    O PT esta conseguindo dar valor a discriminação !
    O aposentado neste país é carta fora do baralho !
    Lamentável o que o PT esta fazendo…

  11. Helena
    sábado, 1 de novembro de 2014 – 9:52 hs

    Adorei, Beatrix Kiddo!!!!!

  12. ELEITOR CONSCIENTE
    sábado, 1 de novembro de 2014 – 17:14 hs

    ESTA CERTO QUE A CADA DIA QUE PASSA AUMENTA O NUMERO MAS QUANDO O PT VAI MANDAR TER VAGAS EM ESTACIONAMENTOS EXCLUSIVAS PARA GAYS E AFRO DESCENDENTES

  13. Sergio Silvestre
    domingo, 2 de novembro de 2014 – 1:27 hs

    Então muitos comentaristas do blog vão ter suas casas??????????????

  14. segunda-feira, 3 de novembro de 2014 – 11:34 hs

    “É… Esse não era o pt que queriam no poder?!… Posso estar me fu… Mas esses F… Também estão!… Ô raça. Estou totalmente indignado com essa camarilha…” – Profº Celso Bonfim

  15. ELEITOR CONCIENTE
    segunda-feira, 3 de novembro de 2014 – 12:36 hs

    PARA TER TANTA CERTEZA PROVAVELMENTE O SERGIO SILVESTRE ESTA FALANDO POR ELE, AFINAL ELE COMENTA TODAS AS MATERIAS

  16. claudia
    segunda-feira, 3 de novembro de 2014 – 18:40 hs

    Helena, os idosos estão no final do 1 parágrafo, também como prioridade. bjm

  17. claudia
    segunda-feira, 3 de novembro de 2014 – 18:41 hs

    Quando lemos um artigo, é preciso ler tudo, não só o título.

  18. segunda-feira, 3 de novembro de 2014 – 23:40 hs

    Acho que prioridade não tem nada a ver com opção sexual. Digamos que há um pa de família e um gay na disputa por uma casa. Quer dizer que o pai de família que, provavelmente, tem mais de dois filhos para sustentar em uma cidade-mundo como SP vai ficar para trás SIMPLESMENTE porque ele é hétero? Nossa, parabéns, hein, Brasil! Depois da reeleição da Presidente Dilma essa foi a melhor!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*