Ex-diretor diz que Gleisi recebeu R$ 1 mi de esquema na Petrobras | Fábio Campana

Ex-diretor diz que Gleisi recebeu R$ 1 mi de esquema na Petrobras

gleisi 2

De Fausto Macedo, Ricardo Brandt – O Estado de S. Paulo:

Em delação premiada, Costa afirma que repasse para a campanha da senadora ‘se comprova’ na inscrição que ele próprio lançou em sua agenda pessoal, apreendida pela Polícia Federal, na qual ele anota: ‘PB 0,1’, uma suposta referência a Paulo Bernardo

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou na delação premiada ao Ministério Público Federal que, em 2010, o esquema de corrupção na estatal repassou R$ 1 milhão para a campanha ao Senado da petista Gleisi Hoffmann (PR). Em 2011, no início do governo da presidente Dilma Rousseff, ela se licenciou do mandato para assumir o cargo de ministra-chefe da Casa Civil – posto que ocupou até fevereiro deste ano.

O ex-diretor da Petrobrás disse que recebeu pedido para “ajudar na candidatura” de Gleisi. A solicitação, afirmou o ex-diretor da Petrobrás, foi feita pelo doleiro Alberto Youssef.

Costa e Youssef são alvo da Operação Lava Jato, deflagrada em março pela Polícia Federal para combater o que considera uma organização criminosa que se instalou na Petrobrás para promover corrupção e lavagem de dinheiro.

O ex-diretor da estatal lembrou ainda que, em 2010, o marido de Gleisi, Paulo Bernardo, ocupava o cargo de ministro de Planejamento, Orçamento e Gestão do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Neste ano, a petista concorreu ao governo do Paraná e terminou a disputa na terceira colocação, com 14,9% dos votos.

Registro.
Costa disse que o repasse de R$ 1 milhão para a campanha da senadora “se comprova” na inscrição que ele próprio lançou em sua agenda pessoal, apreendida pela PF no dia 20 de março, três dias depois da deflagração da Lava Jato.

Numa página do caderno do ex-diretor consta, entre outras, a seguinte anotação: “PB 0,1”. Segundo o delator da Lava Jato, o registro significa “Paulo Bernardo, R$ 1 milhão”. Importante quadro do PT, Bernardo ocupa desde 2011 o cargo de ministro das Comunicações na gestão de Dilma, candidata à reeleição.

Em espécie. Os investigadores da Lava Jato tiveram a confirmação de que a quantia de R$ 1 milhão destinada à campanha de Gleisi foi entregue em espécie, em Curitiba, para “um emissário” da campanha da senadora.

Costa já concluiu o processo de delação, após sucessivos depoimentos a um grupo de procuradores da República. Youssef decidiu seguir o mesmo caminho e ainda está fazendo declarações.

Em seu relato, o ex-diretor da Petrobrás disse que o dinheiro para a campanha de Gleisi saiu de uma cota equivalente a 1% sobre o valor de contratos superfaturados da Petrobrás.

Esse valor, afirmou Costa, era da “propina do PP”, partido da base aliada ao governo Dilma que foi presidido pelo deputado José Janene (PR), morto em 2010. Janene foi líder do PP na Câmara dos Deputados e réu do mensalão federal no Supremo Tribunal Federal.

O ex-executivo da Petrobrás revelou que o PT e o PMDB eram contemplados com parcelas de valores dos contratos de diretorias da estatal. O partido do governo, segundo ele, ficava com até 3% em alguns casos.

Youssef contou em seu depoimento à Justiça Federal que Costa, apesar de cuidar do 1% destinado ao PP na diretoria de Abastecimento, “muitas vezes tinha que atender a pedidos do PMDB e do PT”.

Em uma das denúncias da Lava Jato, os procuradores da República responsáveis pela investigação do esquema registram que, numa planilha encontrada com os réus, constam anotações manuscritas de seis grandes construtoras do País, todas com contratos ativos na Petrobrás. “Doaram, juntas, R$ 35,3 milhões a partidos da base parlamentar de apoio ao governo federal na campanha de 2010.”

No mesmo documento, que tanto Youssef como Costa confirmaram conter anotações sobre as propinas, estão os registros “executivo”, “nome de empresas” e “solução”.


17 comentários

  1. ferreira
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 11:28 hs

    Tá fu, tem que ser cassada !

  2. Valdir Bassai
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 11:34 hs

    Kd dona greise para explicar o inexplicável.
    E ainda tem muita lama que vai aparecer.
    Paranaense consciente ja cortou as asas da barbie
    só falta a chefona, mandar ela reabrir a lojinha falida
    dela.

    Fora Ptzada,
    No Parana no minimo 70% deve votar
    contra esses larapios que estão no poder.

  3. domingo, 19 de outubro de 2014 – 11:53 hs

    O mal que este PT,causou ao Pais,levarão anos para recompor, MAS FOI SÓ O PT ASSUMIR JÁ TOMARAM CONTA DO DINHEIRO DA PETROBRAS ELA NA OCASIÃO ERA 12 e hoje e a mais endividada, do mundo,há como este PT tem uma voracidade,pior que os gafanhotos!!!yv

  4. CORINGA
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 11:54 hs

    ESTA FALTANDO R$1,420 , AFINAL PELO INFORMADO POR LENDARIOS O TOTAL DA BARBIE É R$ 2.420.E AINDA TEM DOIS DEPUTADOS PARANAENSES BENEFICIADOS.

  5. De olho nas notícias!
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 12:07 hs

    A chefona, além de admitir que desvios ocorreram, disse que quer o ressarcimento aos cofres públicos. Dona Gleisi vai devolver esse um milhão de reais?

  6. Indignaldo
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 12:32 hs

    Quem diria hein? Até você Gleisi com essa carinha de santa. Essa petezada são mesmo todos iguais, farinha do mesmo saco.

  7. BRUNA
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 12:54 hs

    Cadê o dinheiro, o gato comeu o gato comeu e ningém viu, o gato fugiu, o gato fugiu ….. O Brasil está vivendo tempos difíceis, nunca se roubou tanto

  8. mario andrade
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 13:04 hs

    O casal está sendo descartado…vão pagar o pato!!!

  9. domingo, 19 de outubro de 2014 – 13:04 hs

    O que virou o partido da ética e da ótica? Simplesmente uma verdadeira gangue que tomou de assalto os CORREIOS, a PETROBRAS, os FUNDOS DE PENSÃO e outros estatais. Devido a importância que tem os tesoureiros de amealhar dinheiro desviado dos cofres públicos, os mesmos em momento algum foram responder a um processo disciplinar de ÉTICA, 1° Delúbio e agora Vaccari, os maiores arrecadadores de fundos ILEGAIS para as campanhas de LULA em 2006 e de Dilma em 2010, além de outras figuras importantes da Nação. Querem mais um mandato para esconder a velhacaria praticada. O povo já não aguenta mais tanta corrupção. Fora Dilma e o PT, pois caso contrário este País que está no caos vai à bancarrota.

  10. Juca
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 13:12 hs

    Tem quer ser apurado o que a Barbie falsificada tirou da Itaipu também.

  11. John Doe
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 13:18 hs

    Nqda neste munfo é em vão. Vejam bem, depois de anos em dúvida, agora a “polaca” já sabe de qual caminhão caiu. Do caminhão de campanha da Presidentadjunta, outra iludida que pensa que o “Tiririquião pode e vai” ajudar nesta “hora de desespero”. Santa, esqueça, ele não tem moral para isto e de mais a mais, você não é da “famiglia” dele.

  12. CELSO MOREIRA
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 13:50 hs

    GENTE SEM VERGONHA.
    TEM QUE DEVOLVER O DINHEIRO E O MANDATO FEITO COM CAMPANHA FINANCIADA COM DINHEIRO ROUBADO.
    DEFENDE AGORA, REQUIÃO, AS SUAS AMIGAS GLEISI E A presidenTA DILMA.

  13. CELSO MOREIRA
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 13:52 hs

    INTERESSANTE, O REQUIÃO NÃO DEFENDEU A CPI DA PETROBRÁS, LOGO ELE QUE ERA O TIGRÃO NO PERÍODO FHC, VIROU UM GATINHO MANSO COM A DILMA.

  14. domingo, 19 de outubro de 2014 – 14:01 hs

    Ou saco com todas as farinhas (PT).

  15. bico doce
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 17:09 hs

    E as demais empresas públicas e de economia mista ?
    Só meteram a mão na Petrobras?
    PT nunca mais !

  16. FUI !!!
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 18:13 hs

    A Gleisi está mais enrolada do que… Só falta dizer que não sabia de
    nada e que tudo se trata de invenção da oposição. Vai para Papuda, ma-
    dame…

  17. Joao Armindo
    domingo, 19 de outubro de 2014 – 21:11 hs

    Se não usou na campanha, usou pra fazer plástica e deve ter implantado madeira na cara e no nariz, pois mente que nem pinochio!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*