Dilma manda economista fazer curso no Senai e no Pronatec para ter emprego | Fábio Campana

Dilma manda economista fazer curso no Senai e no Pronatec para ter emprego

No debate de ontem (sexta-feira, 25) à noite na TV Globo, Dilma Rousseff (PT) orientou uma economista de 55 anos, desempregada, a fazer curso no Senai e no Pronatec para conseguir um emprego.


23 comentários

  1. Reinaldo Orcioli
    domingo, 26 de outubro de 2014 – 13:22 hs

    Enviei o comentário sem a devida correção, mandando ela é o correto, e as pessoas lucidas devem (opinarem), me desculpe pelos erros.

  2. Janilson.ro@gmail.com.br Rocha
    domingo, 26 de outubro de 2014 – 13:55 hs

    a economista tim que fala pra dilma , que ela ia fazer um curso em cuba,para aprender igual a dilma e lula prendeu’,brincadeira minha amiga economia você tem estudo e caráter e honestidade,diferente desse partido de ladrão

  3. Fabiana
    domingo, 26 de outubro de 2014 – 14:02 hs

    O Aécio olhava para a Elizabete, mas estava falando mesmo com a Dilma “repito a falar, candidata” hahahahaha
    To ctg Aécio 45

  4. JOÃO PONTES
    domingo, 26 de outubro de 2014 – 14:42 hs

    um absurdo, ela deveria ver quais os cursos o SENAI ofereçe e entender que uma pessoa qualidada em faculdade nao tem porque fazer isso. Precisa sim de oportunidades isto sim. AECIO “

  5. Erik
    domingo, 26 de outubro de 2014 – 15:13 hs

    SENAI EM ALGUMAS CIDQDES TEM CURSOS DEPOS GRADUAÇÃO. VEJAM:
    http://www.sp.senai.br/Senaisp/WebForms/Cursos/CursosTipos.aspx?Tipo=117&Menu=33
    Este daqui oferece mestrado e até doutorado.
    http://portais.fieb.org.br/portal_faculdades/cursos/pos-graduacao.html

    Portanto, a Dilma não estava errada com respeito a orientação dada.

  6. Erik
    domingo, 26 de outubro de 2014 – 15:15 hs

    SENAI EM ALGUMAS CIDADES TEM CURSOS DEPOS GRADUAÇÃO. VEJAM:
    http://www.sp.senai.br/Senaisp/WebForms/Cursos/CursosTipos.aspx?Tipo=117&Menu=33
    Este daqui oferece mestrado e até doutorado.
    http://portais.fieb.org.br/portal_faculdades/cursos/pos-graduacao.html

    Portanto, a Dilma não estava errada com respeito a orientação dada.

  7. Vivian
    domingo, 26 de outubro de 2014 – 15:33 hs

    Acho engraçado algumas pessoas aqui dizerem que não entendemos/não interpretamos direito o que a Dilma disse. Queridos, só dá para interpretar o que de fato foi dito. Em nenhum momento ela falou em pós-graduações. Ela falou para a Economista (que disse já ser qualificada e experiente), que deixou claro não ser contratada por conta da idade (55 anos), por ser madura. E a Dilma sugeriu que procurasse o Senai ou Pronatec. A Dilma não falou nada além disso! Vocês é que estão colocando palavras na boca da Dilma (que deveria ter falado e não falou). Em um concurso, meus caros, nenhum de vocês passariam, simplesmente por interpretarem informações inexistentes no caso comentado. Não deixem a convicção políticas de vocês influenciarem nos fatos! Respeito o voto de quem é Dilma, mesmo não sendo o mesmo que o meu. Mas não respeito quem não tem argumentos coerentes para justificar a vergonha que a Dilma representa por ser a PresidentE da República, e não possuir sequer uma resposta/proposta descente.

  8. Cláudio Eduardo Barbosa
    domingo, 26 de outubro de 2014 – 17:15 hs

    Como estes comentários são preconceituosos, só porque ela deu essa resposta ou outro candidato é mais qualificado?
    qual o problema de se especializar ou se capacitar em um curso sesi/senai? Sou contador, pós graduado e estes cursos enriquecem profissionalmente e são diferencial no curriculum de qualquer pessoa.

  9. Arnaldo Moreira
    segunda-feira, 27 de outubro de 2014 – 11:34 hs

    SENAI e SENAC oferecem Pós-Graduação em diversas áreas.

  10. Guilherme
    segunda-feira, 27 de outubro de 2014 – 11:39 hs

    Papagaios de plantão! Muitos Senais oferecem cursos superiores. Para quem já fez dá para fazer graduação também. Se informem antes de repetir, repetir e repetir. Pesquisem aí no google vou colocar aqui o de São Paulo onde a Dilma perdeu. http://faculdades.sp.senai.br/

    http://www.sp.senai.br/senaisp//WebForms/Cursos/CursosTipos.aspx?Tipo=24&Menu=32

    http://www.sp.senai.br/senaisp//WebForms/Cursos/CursosTipos.aspx?Tipo=117&Menu=33

  11. Thiago Santos
    segunda-feira, 27 de outubro de 2014 – 12:59 hs

    Sou Administrador e Jornalista e não tenho a arrogância e presunção de achar que porque estudei não preciso de qualificação permanente, ou que mereço mais do que os outros pela minha formação. Não adianta nada você estudar se é um acomodado, não procura emprego e vive reclamando da vida.
    O estudo tem que estar atrelado à sua proatividade, capacidade de inovação e de buscar/criar oportunidades.
    Faço cursos do Senai até hoje, e curso atualmente Tecnologia em Edificações, e em breve farei Engenharia Civil.
    Nunca fiquei desempregado por mais de 3 meses.
    O Governo dá as condições para a geração de empregos.
    Mas é responsabilidade do cidadão se capacitar permanentemente e estar atento às demandas do mercado de trabalho.

  12. Karina Martins
    segunda-feira, 27 de outubro de 2014 – 15:30 hs

    É longo, mas vale a pena.
    “Precisa-se de Matéria Prima para construir um País”
    João Ubaldo Ribeiro
    A crença geral anterior era que Collor não servia, bem como Itamar e Fernando Henrique.
    Agora alguns dizem que Lula não serviu e que Dilma não serve. E o que vier depois de Lula e Dilma também não servirá para nada…
    Por isso estou começando a suspeitar que o problema não está no ladrão corrupto que foi Collor, ou na farsaque foi o Lula.
    O problema está em nós.
    Nós como POVO.
    Nós como matéria prima de um país.
    Porque pertenço a um país onde a “ESPERTEZA“é a moeda que sempre é valorizada, tanto ou mais do que o dólar.
    Um país onde ficar rico da noite para o dia é uma virtude mais apreciada do que formar uma família, baseada em valores e respeito aos demais.
    Pertenço a um país onde, lamentavelmente, os jornais jamais poderão ser vendidos como
    em outros países, isto é, pondo umas caixas nas calçadas onde se paga por um só jornal
    E SE TIRA UM SÓ JORNAL, DEIXANDO OS DEMAIS ONDE ESTÃO.
    Pertenço ao país onde as “EMPRESAS PRIVADAS” são papelarias particulares de seus empregados desonestos, que levam para casa, como se não fosse roubo, folhas de papel, lápis, canetas, clipes e tudo o que possa ser útil para o trabalho dos filhos e para eles mesmos.
    Pertenço a um país onde a gente se sente o máximo porque conseguiu “puxar” a tevê a cabo do vizinho, onde a gente frauda a declaração de imposto de renda para não pagar ou pagar menos impostos.
    Pertenço a um país onde a falta de pontualidade é um hábito.
    Onde os diretores das empresas não valorizam o capital humano.
    Onde há pouco interesse pela ecologia, onde as pessoas atiram lixo nas ruas e depois reclamam do governo por não limpar os esgotos.
    O povo saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas, dirige após consumir bebida alcoólica, pega atestado médico sem estar doente, só para faltar ao trabalho, quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10, pede nota fiscal de 20.
    Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes, compra produtos pirata com a plena consciência de que são pirata.
    Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes não devolve, se falsifica tudo, tudo mesmo… só não falsifica aquilo que ainda não foi inventado.
    E quer que os políticos sejam honestos.
    O Brasileiro reclama de quê, afinal ?
    Aqui nossos congressistas trabalham dois dias por semana para aprovar projetos e leis que só servem para afundar o que não tem, encher o saco do que tem pouco e beneficiar só a alguns.
    Pertenço a um país onde as carteiras de motorista e os certificados médicos podem ser “comprados”, sem fazer nenhum exame.
    Um país onde uma pessoa de idade avançada, ou uma mulher com uma criança nos braços, ou um inválido, fica em pé no ônibus, enquanto a pessoa que está sentada finge que dorme para não dar o lugar.
    Um país no qual a prioridade de passagem é para o carro e não para o pedestre.
    Um país onde fazemos um monte de coisa errada, mas nos esbaldamos em criticar nossos governantes.
    Como “Matéria Prima” de um país, temos muitas coisas boas, mas nos falta muito para sermos os homens e mulheres de que nosso País precisa.
    Esses defeitos, essa “ESPERTEZA BRASILEIRA” congênita, essa desonestidade em pequena escala, que depois cresce e evolui até converter-se em casos de escândalo, essa falta de qualidade humana, mais do que Collor, Itamar, Fernando Henrique ou Lula, é que é real e honestamente ruim, porque todos eles são brasileiros como nós, ELEITOS POR NÓS. Nascidos aqui, não em outra parte…
    Entristeço-me.
    Porque, ainda que Dilma renunciasse hoje mesmo, o próximo presidente que a suceder terá que continuar trabalhando com a mesma matéria prima defeituosa que, como povo, somos nós mesmos.
    E não poderá fazer nada…
    Não tenho nenhuma garantia de que alguém o possa fazer melhor. Mas enquanto alguém não sinalizar um caminho destinado a erradicar primeiro os vícios que temos como povo, ninguém servirá.
    Nem serviu Collor, nem serviu Itamar, não serviu Fernando Henrique, Lula e nem a Dilma, nem servirá o que vier.
    Qual é a alternativa?
    Precisamos de mais um ditador, para que nos faça cumprir a lei com a força e por meio do terror?
    Aqui faz falta outra coisa.
    E enquanto essa “outra coisa” não comece a surgir de baixo para cima, ou de cima para baixo, ou do centro para os lados, ou como queiram, seguiremos igualmente condenados, igualmente estancados…
    Igualmente sacaneados!
    É muito gostoso ser brasileiro.
    Mas quando essa brasilinidade autóctone começa a ser um empecilho às nossas possibilidades de desenvolvimento como Nação, aí a coisa muda…
    Não esperemos acender uma vela a todos os Santos, a ver se nos mandam um Messias.
    Nós temos que mudar! Um novo governante com os mesmos brasileiros não poderá fazer nada..
    Está muito claro…
    Somos nós os que temos que mudar.
    Agora, depois desta mensagem, francamente decidi procurar o responsável, não para castigá-lo, senão para exigir-lhe (sim, exigir-lhe) que melhore seu comportamento e que não se faça de surdo, de desentendido.
    Sim, decidi procurar o responsável e ESTOU SEGURO QUE O ENCONTRAREI QUANDO
    ME OLHAR NO ESPELHO.

  13. Karina Martins
    segunda-feira, 27 de outubro de 2014 – 15:35 hs

    Acredito que o povo não deve ficar satisfeito com o que tem e quando a Presidenta fala para nos qualificarmos mais quando estamos fora do mercado de trabalho não é vergonhoso e nem desmerecedor dos conhecimentos seculares que já adquirimos com nossas qualificações, mas sim uma busca de conhecimento e qualificação. Nunca é tarde para aprender e estudar basta termos vontade e irmos a luta e quanto aos acomodados que fiquem com seus meros certificados engavetados e esperando a banda passar.

  14. Edson batista
    segunda-feira, 27 de outubro de 2014 – 20:38 hs

    acabei de ouvir a primeira entrevista da presidente da Republica desculpe a minha expressão estamos ferrados, não responde nada com nada foge do assuntos questionados tenho minha conciencia tranquila mas as pessoas precisam ser mais coerente em seus conceitos. Sou pai de familia somos o total de três pessoas e não consigo ter uma cesta básicas em casa menos que R$ 600,00 reais fato.

  15. segunda-feira, 27 de outubro de 2014 – 23:48 hs

    Ela é simplesmente cara de pau… e despreparada

  16. Celso
    terça-feira, 28 de outubro de 2014 – 9:32 hs

    Quanto ódio destilados contra a Presidenta Dilma, quanto preconceito, beirando ao fascismo nos comentários em geral. Primeiramente é oportuno verificar que a pergunta partiu de uma brasileira desempregada e que possuía seu curso superior em Economia, isto´e, cursou e adquiriu seu diploma e agora com seus 53 anos estava desempregada. Para um bom observador, naquele momento , naquele horário, naquele ambiente, creio eu, a desempregada e com curso superior jamais encontraria seu emprego, pois não estávamos em uma sessão de classificados para procurar emprego, talvez fosse essa a sua intenção, mas procurou em local errado, talvez esse seja o motivo em não arranjar emprego até o momento, pois procura em local errado. Se olharmos por esse prima, a economista ainda certamente estará desempregada, pois procura emprego de sua qualificação em ambiente impróprio, mas tenho certeza que não era essa a sua intenção e sim demonstrar naquele programa de debate político o caminho da busca de emprego. Não tenho dúvida, a economista não foi até aquele programa para pedir emprego para uma Presidenta da República e muito menos para um Senador da República. Por outro lado podemos imaginar quais os motivos do desemprego para aquela economista, qualificação na área? Mais estudos para passar em concurso público, sabendo que no governo do PT está sendo o período de mais efetivação de concursos na área? Dedicação? Limitação de tempo para cumprir as jornadas de trabalho?
    Será que em trinta segundos a economista pensava que iria arrumar seu emprego?

  17. sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 2:55 hs

    Acho que o Brasil tem que melhorar muito na educação, existem programa técnicos, porém ainda é muito pouco!

  18. sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 2:58 hs

    Importante frisar que a presidente Dilma lançou programas com o Pronatec, Sisutec, Ciencias sem fronteiras… temos que reconhecer isso.

  19. Elizabete Pereira
    sexta-feira, 31 de outubro de 2014 – 12:44 hs

    É uma pena que, quem não conseguir ficar rico até os 40 anos, terá de ouvir conselhos como o que Dilma Rousseff deu à economista. “Procure o Pranatec, lá você vai encontrar algo que se encaixa com a sua necessidade. A economista, qualificada, está fora do mercado de trabalho só porque tem 55 anos. Aí, eu pergunto: Dilma que é presidente e tem seu salário vitalício, vai se importar com quem está desempregado por conta da idade? Claro que não.

  20. CLOERCIO LEÃO
    terça-feira, 4 de novembro de 2014 – 14:41 hs

    “ótima” opinião da presidenta, assim quando ela ficar desempregada, ela que se diz engenheira, então ela que procure o Pronatec.

  21. Chico Moreira
    terça-feira, 4 de novembro de 2014 – 22:13 hs

    90% criticam a fala da atual presidente, mas a mesma foi reeleita. Estranho!!!

  22. enaiat
    quarta-feira, 5 de novembro de 2014 – 16:30 hs

    a unica coisa que quero e desfrutar da demogracia .sera que a naçao brSILEIRA PODE PARTICIPAR DE UMA POLITICA QUE NAO SEJA ARROGANTE EGOISTA PENSANDO NO PODER?CHEGA DE ATACAR UNS AOS OUTROS.DEMONSTRE SEUS PROJETOS E ENTAO VEREMOS QUAL ESCOLHER.

  23. Marcelo Albuquerque
    sexta-feira, 23 de janeiro de 2015 – 3:11 hs

    Senti vergonha alheia nessa hora. Isso lá é resposta de uma candidata à presidência da república? Se ainda fosse de uma criança de 12 anos disputando o cargo de representante de classe…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*