Maior traficante do PR era dono de casa noturna no Batel e vivia em mansão, diz Polícia Civil | Fábio Campana

Maior traficante do PR era dono de casa noturna no Batel e vivia em mansão, diz Polícia Civil

Da BandaB:

A Polícia Civil do Paraná (PC-PR) prendeu, na madrugada desta segunda-feira (22), o maior traficante de drogas do Estado. Diandro Cláudio Melanski, de 36 anos, era dono de uma casa noturna no Batel, em Curitiba, e vivia em uma mansão na Vila Nossa Senhora da Luz, na Cidade Industrial (CIC).

“Didi”, como é conhecido, foi capturado por meio de uma operação conjunta entre a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e o Centro de Operações Policiais Especiais (Cope). A prisão aconteceu por volta das 4h, enquanto ele se divertia no camarote da casa noturna da qual era proprietário, a Batel Music.

Dois homens da confiança do traficante, Jeovani Moreira do Rosário, de 22 anos, o “Tuinha”, e Maycon Aurélio Machado, 22, o “Mayquinho”, também foram detidos. Segundo a PC, Didi comandava o tráfico de drogas em toda a região da CIC. Ele era “linha dura” e não tolerava concorrência e devedores. Por isso, é suspeito de matar diversos desafetos, mas a participação nesses crimes foi sempre muito difícil de ser comprovada.

A operação conjunta provou ao Poder Judiciário que Diandro foi o mentor da morte de Anderson Alves Baptista, 22, o “Deda”, em um bar na CIC em 16 de dezembro de 2013. Deda foi morto a tiros por Tuinha, que foi levado ao local por Mayquinho em uma motocicleta. Toda a ação foi arquitetada por Didi.

Na madrugada de hoje, as equipes policiais cumpriram os mandados contra o trio, que bebia e dançava rodeado de mulheres na casa noturna no momento da abordagem. “Até então, ninguém tinha conseguido ligar Didi aos crimes. Essa ação mostrou resultados positivos e já começou a render bons frutos”, declarou o delegado-geral em exercício da PC, Luiz Gilmar da Silva.


Um comentário

  1. QUESTIONADOR
    terça-feira, 23 de setembro de 2014 – 12:28 hs

    -Sim foram todos presos, mas sempre há alguém na cadeia de comando e muito provavelmente o crime continuará a seguir seu rumo….restaria à Justiça apreender todos os bens do trio e de toda a quadrilha sufocando financeiramente, aí sim, acreditamos que estes estejam realmente apenados!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*