Culpa de Pessuti, não de Beto | Fábio Campana

Culpa de Pessuti,
não de Beto

cicero cattani - pessuti

Do Cícero Cattani:

Procurado pela reportagem da Gazeta, o ex-governador Orlando Pessuti confirmou ter tido conhecimento da existência de documentos particulares de Roberto Requiao, esquecidos no gabinete no Palácio das Araucárias, que veio a ocupar. Em vez de mandar devolver ao dono, o vice de Requião tornou-se conivente da apropriação indébita, talvez esperando para usar quando fosse de alguma utilidade, já que estavam rompidos. Roberto Requião chegou a atribuir, precipitadamente, a divulgação a Beto Richa, responsabilizando-o pela divulgação do que seria um caderno de anotações de uma contabilidade particular.

Segundo reportagem do jornal, dois dias depois de o senador Roberto Requião (PMDB) anunciar que teria uma “bala de prata” para mudar os rumos da eleição para o governo do Paraná, começaram a circular na internet imagens de documentos preenchidos a mão que supostamente seriam de movimentações financeiras particulares do peemedebista. Uma ala de dissidentes do PMDB, que apoia o governador Beto Richa (PSDB), promete apresentar uma notícia-crime ao Ministério Público Estadual com base na documentação, por supostas irregularidades.

Segundo ainda a Gazeta, liderada por Doático Santos, ex-aliado de Requião, a Frente Ampla Paraná Total diz ter tido acesso a 37 folhas de papel com anotações e recibos pessoais do senador. Na internet, o grupo afirma que os documentos foram encontrados em um cofre no Palácio das Araucárias em 2010, ano em que Requião renunciou para disputar a eleição para o Senado. Em abril daquele ano, o então vice-governador, Orlando Pessuti – hoje inimigo de Requião e apoiador de Richa –, assumiu o comando do Executivo estadual.

Em tempo em que a campanha atinge seu ponto de ebulição máximo, Requião atirou primeiro em Beto Richa antes de conhecer outras possibilidades sobre irresponsabilidade criminosa de tornar público documentos pessoais deixados por a caso no Araucárias na passagem do governo para Orlando Pessuti. Agora, resta esperar pela queixa-crime de Requião feita à Polícia Federal.


7 comentários

  1. CORINGA
    sexta-feira, 26 de setembro de 2014 – 17:35 hs

    NÃO IMPORTA QUEM APRESENTOU O QUE IMPORTA É O CONTEÚDO , OU SEJA O REQUIÃO É QUEM TEM SE SE EXPLICAR PARA O POVO DO QUAL SUPOSTAMENTE DESVIOU RECURSOS OU FORAM RECEBIMENTOS INDEVIDOS NAS DUAS SITUAÇÕES HOUVE MÁ FÉ E O POVO FOI LESADO. CABE A POLICIA FEDERAL APURAR . ATÉ O SOBRINHO DEPUTADO AQUELE DA INTERNET BAIXA(RSRSRSRS) GANHOU UMA LUA DE MEL PAGA COM OS RECURSOS CONTABILIZADOS EM FOLHAS PERDIDAS. O QUE SERÁ QUE O SOGRO MILIONÁRIO ESTA PENSANDO AGORA DO GENRO, TRISTE A SITUAÇÃO DO “HONESTO” OU SERÁ ERNESTO

  2. sexta-feira, 26 de setembro de 2014 – 18:50 hs

    EM NENHUM MOMENTO AFIRMEI A QUALQUER PESSOA QUE CONHECIA ESSES DOCUMENTOS QUE SEU BLOG E OUTROS MEIOS DE COMUNICAÇÃO TORNARAM PÚBLICO A RESPEITO DO REQUIÃO.. Apenas e, tão somente, disse ao repórter da Gazeta do Povo que me ligou, que uma pessoa havia me informado, no dia anterior, sobre a existência de tais documentos. Nada mais falei ou me foi perguntado, até porque a ligação do celular caiu.. Eu estava em viagem de retorno a Curitiba e transitava pela BR-376, as 18.34 hrs, em local de sinal ruim de celular…Portanto o vazamento desses documentos não é de minha responsabilidade, não tinha conhecimento da existência dos mesmos e, portanto, jamais estiveram sobre minha guarda…

  3. VERDADE
    sexta-feira, 26 de setembro de 2014 – 19:03 hs

    Que diferença isto faz? Tanto Beto quanto Pessuti, duas tralhas…

  4. Beatrix Kiddo
    sexta-feira, 26 de setembro de 2014 – 19:18 hs

    Infelizmente Pinoquião goza de “impunidade parlamentar”, é mesmo de lamentar, mas ainda bem que a verdade veio à tona antes das eleições. Abduzidos, capachos e ingênuos agora sabem que Pinoquião nunca foi o que disse ser. Taca le pau Pinoquião cara de pau.

  5. Luis A Kutax
    sábado, 27 de setembro de 2014 – 0:18 hs

    Sinto-me honrado por conhecer o Pessuti, pessoa simples, de bom coração, que respeita os outros, mas no mesmo viès, exige Fato, que se tais documentos eram de família, como afirma-se, certamente, se algum dia tivessem passado pelo Pessuti, chegariam às mãos de seus legítimos donos…

  6. Vinicius Gonçalves
    sábado, 27 de setembro de 2014 – 7:18 hs

    O importante é que o documento existe, o Requião deve sim explicações, pois é pessoa pública que recebe salário e aposentadoria do nosso bolso. Se diz honestíssimo, que nunca teve dólar, nem o irmão do Porto, que gosta mais do povo do que dos cavalos, que não emprega a patenteada quando vai para o poder. Que nunca menti!
    Parabéns Pessuti ou quem quer que seja que tornou publico documentos que estavam no cofre do Palácio do Governo, portanto do povo.

  7. Edu
    sábado, 27 de setembro de 2014 – 8:11 hs

    Ótimo desmascarar a Maria Louca. Mas eh condenável também se guardar por tanto tempo informações que o público tem o direito e a necessidade de saber.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*