A trincheira de Marina | Fábio Campana

A trincheira de Marina

De Lauro Jardim:

A campanha de Marina Silva mantém-se convicta na estratégia de comunicação traçada até agora para defendê-la das bombas petistas.

Os dois minutos de propaganda na TV não permitem gasto de tempo com contra-ataques. Isso não quer dizer que não haverá respostas.

Marina travará a batalha direta com a turma de Dilma Rousseff e Lula pela imprensa. Fora uma estocada ou outra, continuará usando o espaço na televisão, majoritariamente, para apresentar propostas.


5 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 17 de setembro de 2014 – 9:43 hs

    O que o PT faz com Marina é inequívoca prova de desespero.
    Os banqueiros confabulando sobre como tirar a comida da mesa do brasileiro, é, sem dúvida, construção das mentes sórdidas, porcas, imundas, de marqueteiros inconsequentes e insanos.
    Fosse empresário, não entregaria a minha conta para agência tão infame, nojenta e nefasta.
    A atuação de Franklin Martins, a nova versão mal-acabada, tosca e atrasada de Goebbels, e a do presidente do PT, estão sintonizadas com o dito de Dilma – fazer o diabo prá ganhar a eleição.

  2. Freddy Kruger
    quarta-feira, 17 de setembro de 2014 – 11:12 hs

    Deveríamos seguir o belo exemplo de democracia dos Ucranianos, que jogaram um político corrupto na lixeira, pois mentiu e trabalhava contra os interesses do povo, puro sabonete, que nem os que conhecemos do PT, como LULA e DILMA, pra começar.
    Aqui no Paraná deveríamos começar com REQUIÃO na lixeira, que não faz nada e mente discaradamente. Espero que não falte lixeiras !!!

  3. Beatrix Kiddo
    quarta-feira, 17 de setembro de 2014 – 11:18 hs

    Menos mal, pensei que ja tivesse jogado a toalha. A minha esperança voltou em nao termos mais do mesmo.

  4. Johan
    quarta-feira, 17 de setembro de 2014 – 12:07 hs

    Caro FÁBIO, já que a candidata MARINA está entrincheirada para defender-se das bombas da equipe da candidata DILMA, gostaria de consultá-la, qual a proposta da candidata MARINA sobre o tema de instalação das UC’s Parque Nacional dos Campos Gerais e da Reserva Biológica das Araucárias, e também sobre a reforma agrária que ela no debate de ontem na TV APARECIDA, comunicou que intensificará as desapropriações e que utilizará para tal proposta o aumento da “produtividade agrícola” nas propriedades e que quando não alcançarem determinado teto, estarão passíveis de desapropriação. Os produtores rurais desejam ver esse tema melhor esclarecido e para ontem. Atenciosamente .

  5. Luiz Flavio
    quarta-feira, 17 de setembro de 2014 – 17:48 hs

    Freddy,
    Para jogar esse pt na lixeira, tem que ser aquela caçamba tamango GGG. E para tanto teriamos que construir uma indústria nacional de caçambas, tamanho é o lixo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*