Richa se impõe, Gleisi se mantém e Requião cai do cavalo | Fábio Campana

Richa se impõe,
Gleisi se mantém e
Requião cai do cavalo

beto, gleisi, requiao

De José Pedriali:

O desempenho dos principais candidatos ao governo do Paraná no debate de ontem à noite pode influenciar as pesquisas de intenção de voto?

Eis a questão.

O debate permitiu o primeiro confronto direto entre Beto Richa, Roberto Requião e Gleisi Hoffmann, citados de acordo com a posição que ocupam nas pesquisas.

Não trouxe nada de novo, uma ou outra proposta vaga – Gleisi anuncia o PAC Paraná (meu Deus!) e o Mais Cubanos, digo Mais Médicos (de novo, meu Deus!), mas ensinou um pouco sobre o temperamento dos postulantes.

Richa não apenas enfrentou com firmeza, e argumentos sólidos, os ataques de Requião e Gleisi, mas contra-atacou com vigor – comportamento pouco usual, já que se destaca pela cordialidade. Foi duro com ambos, sem, no entanto, ser descortês. Não deixou ataque passar em branco. Impôs-se.

Gleisi foi pedra e vidraça. Dosou os ataques tanto a Richa quanto a Requião, que precisa desconstruir para reaver a segunda colocação na corrida eleitoral. Seu melhor momento foi quando observou, após a resposta de Requião de que apelou à aposentadoria como ex-governador para pagar indenizações por danos morais, que “o povo do Paraná paga pelo que o senhor fala”. Teve, como sempre a incômoda missão de defender o governo Dilma e a si própria de malfeitos e más companhias. Não pôde esconder a irritação ao ser confrontada com temas espinhosos. Os gestos bruscos e a voz alguns decibéis acima do normal denotaram arrogância. Manteve-se, no entanto.

Requião foi um desastre do início ao fim. Pautou-se, como sempre, pela agressividade, mas embaralhou argumentos, vacilou nas respostas, fez cara de amuo ao ser emparedado por Gleisi e, pecado mortal para um debatedor, não conseguia concluir as perguntas e respostas no prazo – e era interrompido pelo mediador. A petulância do velho guerreiro murchou diante das câmeras – e dos eleitores. Encolheu.

Requião, o colecionador de equinos, caiu do cavalo.


4 comentários

  1. J. Teixeira
    sexta-feira, 29 de agosto de 2014 – 21:48 hs

    REQUIÃO NÃO CONSEGUE EMPOLGAR MAIS NINGUÉM. ENVELHECEU, NÃO SÓ FISICAMENTE, MAS PRINCIPALMENTE NO DISCURSO. CHEGA A DAR TÉDIO OUVI-LO.

  2. Vigilante do Portão
    sábado, 30 de agosto de 2014 – 10:50 hs

    Pior é a proposta dos “Mais Especialistas”.

    Segundo a Gleisi, ela vai implantar, COMO GOVERNADORA, um sistema chamado de Mais Especialistas.

    Seria a contratação de CEBTENAS de Médicos para atender Especialidades.
    Hoje, depois de um atendimento em Posto de Saúde, o paciente é encaminhado para consulta com Especialista.

    A demora é grande.

    Acontece em TODOS os Estados.

    Como MINISTRA, toda poderosa,
    Gleisi não conseguiu IMPLANTAR esse sistema no SUS?

    O GOVERNO do ESTADO vai Bancar essa despesa?

    TUDO MENTIRA.

  3. JÁ ERA...
    sábado, 30 de agosto de 2014 – 15:40 hs

    Esta Gleisi continua delirando. Que Pac Paraná, Pac Mais
    Cubanos !? Porque ela não muda para Cuba !?

  4. Beatrix Kiddo
    sábado, 30 de agosto de 2014 – 18:10 hs

    O grande problema do Pinoquião é que ele não consegue mais ser engraçado, as piadas que ele conta já conhecemos, mas ele não se deu ainda conta disto. Mas tenhamos paciência, trata-se tudo de uma questão de tempo, depois disto o velho enfia a viola no saco, e volta lá para a Brasília e não incomoda mais.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*