Perto do fim | Fábio Campana

Perto do fim

requiãopéquebrado

Bateu o desalento nos arraiais do requianismo. A entourage que o cerca acreditava piamente que ele derrubaria seus adversários diretos, Beto Richa e Gleisi Hoffmann, com golpes diretos e sua eficiente retórica. O que se viu foi o oposto. Requião batido por todos os outros candidatos e sem ter respostas convincentes para desarmar acusações pesadas como a feita por Gleisi Hoffmann, do PT, sobre a sua aposentadoria de governador acumulada com polpudas verbas de representação e o salário do Senado. Ficou quieto, quando admoestado por Beto Richa, que lembrou-o que “está velho, de cabelos brancos e que é hora, portanto, de parar de mentir”.

Ogier Buchi, do PRP, deu-lhe um pito, exigindo silêncio enquanto falava. Nem os demais candidatos de partidos pequenos o respeitaram. Não só fizeram críticas, mas o trataram como um homem superado pela idade, pelo tempo no uso do poder, pelos vícios do patrimonialismo, pelas denúncias de escândalos e pela evidência de que tem o apoio direto do pedágio em sua campanha, através do seu parceiro de chapa, Marcelo Almeida, candidato a senador e um dos maiores empresários do pedágio no Estado. Para completar o rol de dificuldades, que inclui a deserção de antigos companheiros, quebrou a perna. Agora, além da dificuldade na mobilidade política, enfrenta a dificuldade de mobilidade física. Requião, que fez história com suas campanhas de superação, parece não ter forças para sair do lodaçal onde se meteu.


9 comentários

  1. zangado
    domingo, 31 de agosto de 2014 – 18:02 hs

    E o Centauro das Araucárias foi pro brejo !!!

  2. Palpiteiro
    domingo, 31 de agosto de 2014 – 19:12 hs

    É o ocaso do lobisomem. Vai continuar seu turismo internacional às custas do senado federal e dos cofres públicos.

  3. domingo, 31 de agosto de 2014 – 19:21 hs

    Mentira tem pernas curtas!!!Proverbio já de anos,mas sempre se aplica,com os mentirosos!!!

  4. Quis jogar sozinho
    domingo, 31 de agosto de 2014 – 20:44 hs

    Esse requião foi a vida toda sacana com todo mundo e agora está desgastado e por isso não convence mais ninguém.

  5. Beatrix Kiddo
    domingo, 31 de agosto de 2014 – 21:21 hs

    Amparado no Estatuto do Idoso Pinoquião vai, de agora em diante, recorrer à Justiça todas as vezes que sentir injustiçado, ou que lhe faltem com a devida cortesia. Assim sendo não admitirá, como sempre fez, de aceitar a verdade sobre si mesmo. Então adversários e adversária, Pinoquião vai exigir o direito de resposta todas as vezes que for chamado de mentiroso, mesmo sendo um mentiroso contumaz.

  6. Scott
    domingo, 31 de agosto de 2014 – 23:56 hs

    A trajetória e as mazelas de Requião poderiam muito bem ter inspirado o escritor Garcia Marquez em seus livros “O outono do patriarca” e “Ninguém escreve ao coronel”. Sempre no poder, autoritário e solitário. Quando terminar o seu mandato como senador, aí ele vai cair na real e ver o que é bom para tosse.

  7. Maurício
    segunda-feira, 1 de setembro de 2014 – 0:00 hs

    Qual a semelhança entre Requião e o cavalo de Átila, rei dos Hunos? A primeira semelhança é que os dois são cavalos. Mas há outras semelhanças… Diziam que onde o cavalo de Átila pisava, não nascia mais grama. Pois é, e onde o Requião pisa, o progresso não volta nunca mais.

  8. Juca
    segunda-feira, 1 de setembro de 2014 – 9:50 hs

    Taca-lhe pau Pinoquião!!!

  9. JOAO
    segunda-feira, 1 de setembro de 2014 – 12:38 hs

    Esse cara é um baita mentiroso. Não engana mais ninguém. Acabou com o Paraná e ainda quer voltar???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*