Licitação do metrô de Curitiba é suspensa pelo Tribunal de Contas | Fábio Campana

Licitação do metrô de Curitiba é suspensa pelo Tribunal de Contas

Entre as irregularidades, técnicos do tribunal apontaram falta de detalhamento do objetivo da Parceria Público Privada (PPP) no edital do certame.

De Luan Galani, Gazeta do Povo:

A licitação do metrô de Curitiba foi suspensa nesta sexta-feira (22) pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), por decisão do conselheiro Ivan Bonilha. A concorrência internacional permanecerá suspensa até a análise do Pleno do TCE-PR. De acordo com parecer técnico da Diretoria de Fiscalização de Obras Públicas do tribunal, existem diversas irregularidades no edital do certame, estimado em mais de R$ 18,2 bilhões.

As maiores falhas, segundo a o parecer do TCE-PR, seriam ausência de detalhamento suficiente do objetivo da Parceria Público Privada, falta de pesquisa de origem-destino e expedição das diretrizes para o licenciamento ambiental do empreendimento por órgão sem competência legal.

Nos argumentos utilizados para solicitar a medida, Bonilha destacou que “tratando-se de uma contratação pública estimada em R$ 18,2 bilhões, a administração pública contratante deve, com mais razão, delimitar com precisão aquilo que pretende contratar, seja em razão da eficiência.” O documento usa como argumento também que o edital estima “que o contrato se estenderá por 35 anos e com contraprestação pecuniária do parceiro público”.


2 comentários

  1. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 22 de agosto de 2014 – 17:37 hs

    Cantei essa pedra.

    As falhas seriam propositais?

    É a tática, vou contar:

    O dinheiro NÃO EXISTE,
    Então,
    Prometem, prometem, prometem …

    Quando está para começar a obra,
    Criam alguma dificuldade.
    Uma contestação ambiental;
    Impugnação por parte de uma construtora;
    Em casuísmo do TC.

    Bem,
    O fato é que a Prefeitura vai “enrolar mais um ano.
    SANEADAS as irregularidades,
    Começa tudo novamente:

    Bem na véspera da eleição de 2016.

    Querem exemplo?

    A duplicação dos 30 KM da BR 116, na Serra do cafezal.

    Quantas vezes a duplicação foi anunciada e comemorada?

    Já se vão 4 anos da PRIVATIZAÇÃO.

    O Trecho ainda não está pronto.

  2. Beatrix Kiddo
    sexta-feira, 22 de agosto de 2014 – 19:20 hs

    É piada não é, pois só pode ser. Depois de torrarmos fortunas em estudos e mais estudos, pesquisas e o diabo a quatro vem mais esta. Das duas, uma, ou este povo que o Guga pôs para escrever o edital é burro demais, ou é incompetente demais. É no que dá ficar garantindo emprego de cueca de seda, este povo só serve para tomar cafezinho e puxar saco do Chefe.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*