Justiça eleitoral manda Requião retirar cinco sites ilegais do ar | Fábio Campana

Justiça eleitoral manda Requião retirar cinco sites ilegais do ar

1208-requiao-sites

TRE determinou prazo de 48h para retirada dos endereços eletrônicos e multa de diária de R$ 10.000,00

A Justiça Eleitoral do Paraná puniu mais uma vez o senador Roberto Requião (PMDB). Agora, o candidato do PMDB foi obrigado a retirar do ar cinco sites ilegais de campanha. Requião e sua coligação já respondem a mais de 20 processos judiciais por propaganda irregular, uso da máquina pública e por conteúdo ofensivo, calunioso e inverídico. Somadas, as multas devem alcançar R$ 230 mil.

Na decisão dessa segunda-feira (11), o juiz Leonardo Castanho Mendes, concluiu “…que os representados promovem campanha eleitoral – em ambiente virtual – além do espaço permitido pela legislação eleitoral…”. O juiz estabeleceu prazo de 48 horas para retirada dos endereços eletrônicos do ar, sob pena de multa diária de R$ 10.000,00 para cada site mantido irregularmente.

Na semana passada o candidato e sua coligação foram multados pelo TRE em R$ 106 mil também por irregularidades na internet. Em duas outras ações, o senador foi obrigado a publicar em seu site oficial de campanha retratação ao governador Beto Richa.


4 comentários

  1. NELSON
    terça-feira, 12 de agosto de 2014 – 17:13 hs

    É 45 NO PRIMEIRO TURNO!!!

  2. ATLETICANO
    terça-feira, 12 de agosto de 2014 – 17:14 hs

    Esse senhor deveria ser proibido de concorrer a qualquer cargo eletivo, té mesmo de síndico.

  3. O ATENTO
    terça-feira, 12 de agosto de 2014 – 18:09 hs

    ALGUEM ACREDITA QUE O REQUIÃO VAI PAGAR ESTAS MULTAS???EU NÃO .ALIÁS ELE SEMPRE FOI CONDENADO E NUNCA PAGOU NADA.POR ESTE MOTIVO ELE CONTINUA FAZENDO O QUE FAZ DESRESPEITA TODOS E MESMO SENDO ATEU SE ACHA FILHO DE DEUS.

  4. Rossby
    terça-feira, 12 de agosto de 2014 – 23:36 hs

    É um baita fanfarrão esse Requião… e tem gente que ainda o compra… bando de incompetentes…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*